Novas configura es e filosofias organizacionais
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 36

NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS PowerPoint PPT Presentation


  • 58 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS. NOVAS CONFIGURAÇÕES ORGANIZACIONAIS. Posicionamento da Ciência da Administração na Era da Informação ; Melhoria Contínua ; Qualidade Total; Reengenharia ;. Kaizen.

Download Presentation

NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS


NOVAS CONFIGURAÇÕES ORGANIZACIONAIS

  • Posicionamento da Ciência da Administração na Era da Informação;

  • Melhoria Contínua;

  • Qualidade Total;

  • Reengenharia;


Kaizen

Conceito  da  administração japonesa que significa aprimoramento contínuo, envolvendo todos os funcionários de uma organização. É um  processo  de  melhorias  contínuas,  com  bomsenso  e  baixos investimentos.


KAIZEN


Decisão

Análise

Meses

Projeto

Implantação

Mudança

Método Tradicional


Dias

GRUPO KAIZEN

KAIZEN

Teste

Análise

Mudança

Implantação


Exemplo de KAIZEN1

TORNO CONVENCIONAL

PARA

TORNO CNC


Exemplo de KAIZEN2

Centro de Usinagem

03 eixos

Centro de Usinagem

05 eixos

PARA


Gestão da Qualidade


Qualidade Total

  • O processo que conduz a empresa a um enfoque na qualidade, não só como conformidade do produto, mas buscando também a satisfação do cliente e de seus anseios.


QUALIDADE E SUAS DEFINIÇÕES.

A qualidade de uma organização é definida a partir dos seguintes fatores:

  • Expectativas dos clientes;

  • Exigências do mercado ou ambiente competitivo;

  • Objetivos organizacionais ;

  • Requisitos legais (normas, padrões, regulamento, leis, etc)


SIGNIFICADOS DO TERMO QUALIDADE

  • Um grau de excelência;

  • Conformidade com requerimentos;

  • A totalidade de características de uma entidade que garantem sua habilidade em satisfazer necessidades implícitas ou não;

  • Adequação ao uso;

  • Adequação ao propósito;

  • Inexistência de defeitos, imperfeições, ou contaminação;

  • Consumidores satisfeitos.


DEFINIÇÕES DE QUALIDADE

  • um estado dinâmico associado a produtos, serviços, pessoas, processos e ambientes que atendem ou excedem expectativas”(Goetsch, 2000, p. 50).

  • “um objetivo estratégico que é estabelecido para contemplar as necessidades e expectativas de todas as partes interessadas, e portanto equivale aos objetivos corporativos” (Hoyle, 2001, p.xi)


QUALIDADE SEGUNDO A ISO 9000:2000

Grau no qual um conjunto de características inerentes atende requisitos.

(NBR ISO 9000, 2000, item 3.1.1).


GESTÃO DA QUALIDADE

Os pilares da gestão da qualidade são a orientação por objetivos e a orientação ao cliente.

Isto significa que a gestão da qualidade dos produtos deve se preocupar em realizar visão e a missão organizacional, alcançar os objetivos e atingir as metas.

Tudo isso tentando satisfazer o interesse dos stakeholders


SISTEMA DE GESTÃO

  • Em uma organização com qualidade, seu sistema de gestão é único e é um sistema de gestão da qualidade.

  • Estas organizações se referem ao sistema de gestão da qualidade apenas como sistema de gestão organizacional.

  • Os objetivos organizacionais são equivalentes aos objetivos da qualidade.

  • A filosofia da série ISO 9000:2000 diz que as organizações devem ser geridas para atingir a qualidade, ou seja, adequar-se aos requisitos das partes interessadas.


EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA QUALIDADE

  • Qualidade total é uma abordagem de gestão da qualidade que procura maximizar a competitividade da organização por meio da melhoria contínua da qualidade de seus produtos, serviços, pessoas, processos e ambientes, em toda a organização.

    Seus expoente são:

  • Edwards Deming,

  • Joseph M Juran,

  • Philip B Crosby


Planejar a partir de pesquisas sobre o consumidor (plan);

Produzir (do);

Verificar se o produto foi desenvolvido de acordo com o planejado (check);

Disponibilizar o produto (act)

Analisar como o produto foi recebido pelo mercado em termos de qualidade, custo e outros critérios

Edwards Deming


Edwards Deming

  • Criar consistência de propósito na direção da melhoria contínua de produtos e serviços para tornar-se competitivo, manter-se no mercado e gerar empregos;

  • Parar de depender da inspeção para atingir a qualidade. Construir qualidade desde o começo;

  • Melhorar continuamente e eternamente o sistema de produção para melhorar a qualidade e a produtividade, assim reduzindo constantemente os custos;


Edwards Deming

  • Eliminar o medo, de modo que todos possam trabalhar eficientemente;

  • Eliminar barreiras entre departamentos, de modo que todos possam trabalhar como equipes;

  • Eliminar barreiras e metas para a força de trabalho. Elas criam relações de adversários competitivos;

  • Eliminar cotas e gerenciamento por metas;


Joseph M Juran

  • Determinar quem são os clientes.

  • Identificar as necessidades dos clientes.

  • Desenvolver produtos com características que atendem às necessidades dos clientes.

  • Transpor os planos para o nível operacional


Joseph M Juran

A melhoria contínua da qualidade é necessária para a manutenção dos padrões de desempenho adequados às necessidades do cliente e ao desempenho ótimo da organização. Para isto Juran propôs quatro passos


Joseph M Juran

  • Desenvolver a infra-estrutura necessária para realizar melhorias anuais na qualidade dos produtos e serviços.

  • Identificar as áreas que necessitam de melhoria implementar projetos para este fim.


Joseph M Juran

  • Estabelecer uma equipe de projeto com a responsabilidade de completar cada projeto de melhoria.

  • Fornecer às equipes os recursos necessários para diagnosticar problemas e suas causas, desenvolver soluções e estabelecer controles para manter os ganhos alcançados


Philip B Crosby

  • Deixar claro que a direção da organização está comprometida, no longo prazo, com a qualidade.

  • Formar equipes inter departamentais de qualidade.

  • Identificar onde os atuais e potenciais problemas existem.

  • Determinar o custo da qualidade e explicar como ela é usada como uma ferramenta de gerenciamento.


Philip B Crosby

  • Aumentar a consciência da qualidade e o comprometimento pessoal de todos os empregados.

  • Tomar ação imediata para corrigir os problemas identificados.

  • Estabelecer um programa de defeito zero.

  • Treinar supervisores para cumprir seus papeis no programa de qualidade


ISO 9000:2000

A SÉRIE ISO 9000:2000 é um conjunto de normas criadas pela ISO –

InternationalOrganization for Standartization – e homologada pela ABNT.

É composta das seguintes normas:

  • NBR ISO 9000:2000 – Sistema de gestão da qualidade – fundamentos e vocabulário.

  • NBR ISO 9001:2000 – Sistema de gestão da qualidade – requisitos.

  • NBR ISO 9004:2000 – Sistema de gestão da qualidade – Diretrizes para melhorias de desempenho. (CFR Bureau Veritas, 2002, p.2)


ISO 9000:2000

  • É uma série de padrões que estabelecem requisitos mínimos para um sistema de gestão que garanta a qualidade dos produtos ou serviços da organização.

  • A NBR ISO 9001:2000 especifica os requisitos para que uma organização demonstre sua capacidade de fornecer produtos e serviços de acordo com a qualidade exigida pelo cliente e por normas legais.

  • A NBR ISO 9004:2000 descreve orientações de como implementar um sistema de gestão compatível com os requisitos da NBR ISO 9001:2000


ISO 9000:2000

  • A ISO 9000:2000 baseia-se não em requerimentos mas em oito princípios que devem ser seguidos pelo sistema de gestão.


PRINCÍPIOS DA ISO 9000:2000

  • Foco no cliente.

  • Liderança.

  • Envolvimento de pessoas.

  • Abordagem de processo.

  • Abordagem sistêmica de gestão.

  • Melhoria contínua.

  • Abordagem factual para a tomada de decisão.

  • Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores.


PRINCÍPIOS DA ISO 9000:2000

  • Para se adequar a NBR ISO 9001:2000, a organização deve implementar um sistema de gestão da qualidade que siga estes princípios e todas as clausulas da norma com as exceções permitidas.

  • Um sistema de gestão compatível com a série ISO 9000:2000 procura atingir os objetivos derivados da missão da organização que decorrem das expectativas das partes interessadas, ou stakeholders.


Intenções da série ISO 9000:2000

  • Que as organizações projetem e administrem seus processos eficazmente para atingir objetivos organizacionais e não criem silos funcionais que competem por recursos.

  • Que as organizações escolham o que fazer baseada em análises objetivas do ambiente em que operam, e não sigam, servilmente, procedimentos sem propósito prático.

  • Que a administração crie um ambiente em que as pessoas serão motivadas, não crie sistemas burocráticos de documentação que engesse a criatividade e a iniciativa.


A organização que atende a ISO 9001 : 2000 deve:

  • Avaliar as necessidades e expectativas dos consumidores e outras partes interessadas;

  • Estabelecer políticas, objetivos e um ambiente de trabalho capaz de motivar a organização e satisfazer suas necessidades;

  • Projetar e administrar um sistema de gestão com processos interconectados necessários para implementar as políticas e atingir os objetivos;


A organização que atende a ISO 9001 : 2000 deve:

  • Medir e analisar a adequação, eficiência e eficácia em atingir os objetivos e atender os propósitos de cada processo e;

  • Perseguir a melhoria contínua do sistema através da avaliação objetiva de sua performance.


uma organização certificada ISSO 9001:2000 tem :

  • Um processo de planejamento bem definido e que produz um plano de negócios robusto.

  • Um plano de negócios com objetivos, indicadores que meçam a eficácia da organização, e ações direcionadas a atingir os objetivos com a definição das fontes de recursos e habilidades necessárias para executar estas ações.

  • Uma cultura de melhoria e um programa de investimento para dar suporte aos objetivos de melhoria contínua.


uma organização certificada ISSO 9001:2000 tem:

  • Processos eficientes de pesquisa de marketing e de satisfação do cliente relacionados com o planejamento de melhoria

  • Prática de benchmark.

  • Consciência de sua posição em relação aos concorrentes com conhecimento de suas forças e fraquezas.

  • Gerenciamento eficaz de processos, de forma que estes satisfaçam todas as partes interessadas.


  • Login