Sbio ries  e o prazer do chocolate, um romance virtual  real
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 10

O sábio Áires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate PowerPoint PPT Presentation


  • 59 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Sábio Áries e o prazer do chocolate, um romance virtual real (22/5/2008). Esta é mais uma estória fantástica e misteriosa de uma relação virtual que transcende o limite da realidade, vivida no paraíso maravilhoso do prazer.

Download Presentation

O sábio Áires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

Sbio ries e o prazer do chocolate, um romance virtual real (22/5/2008)

Esta mais uma estria fantstica e misteriosa de uma relao virtual que transcende o limite da realidade, vivida no paraso maravilhoso do prazer.

O sbio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

Sua garotinha era to fascinada pelo sbio que ouvia com toda a ateno:

Mas antes que o Sbio terminasse, lembrou-se de lhe oferecer um copo de chocolate e foi buscar o frasco na dispensa.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

A vontade de comer um chocolate no passa com outro doce. A qumica que ocorre entre o chocolate e o nosso prazer especial. O chocolate vicia devido a um de seus componentes bsicos, o aminocido feniletilamina, precursor da serotonina, substncia que fabricamos em situaes de felicidade.

Namoro e orgasmo cursam com uma cascata de serotonina em nosso corpo. Onenm, quando est mamando, bem como a me amamentando, tambm secretam muita serotonina. Essa substncia, tambm conhecida como hormnio da felicidade, encontra-se diminuda nas tristezas e depresses, e tem sua produo aumentada quando comemos chocolate.

Desejo de chocolate diferente da vontade de comer gelia, pudim, goiabada, gelatina ou qualquer fruta. Quando o corpo descobre que existe o chocolate, que ao mesmo tempo que d energia, relaxa as tenses, passa a pedir este alimento, muitas vezes de forma imperativa, fazendo a razo vencer o desejo. Este sinal delata o choclatra. O chocolate vicia por ajudar a soltar (momentaneamente) os ns das costas, do peito e da garganta.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

comum iniciar o vcio do chocolate na Pscoa ou quando se chega de uma viagem onde se compra chocolates a mais para serem estocados em casa. Se diariamente, em uma determinada hora, voc comer 30g de chocolate, ao final de uma dezena de dias, se voc no comer, o corpo pede. O chocolate, antes de dormir, recupera nossas foras e ajuda a embalar o sono. comum ver pessoas solitrias guardando chocolate no quarto, para comerem na cama, sozinhas, lendo um livro ou assistindo televiso.

Uma vez estalado o vcio, a tendncia ir aumentando as quantidades ingeridas. No difcil para o choclatra comer uma caixa de bombom em poucas horas. O chocolate do qual gostamos uma combinao de gordura, cacau, leite e acar, e deveria. O princpio, ser reservado para os momentos de celebrao. Como a Pscoa uma celebrao, no abra mo de seu chocolate, caso lhe d prazer. Coelhinhos da Pscoa e seus ovos possuem sabor de infncia e so relacionados ao carinho e afeto.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

Uma barra de 30 gramas de chocolate ao leite possui em mdia 6mg de colesterol (o maior responsvel pelo enfarte cardaco) e 4mg de gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas (que ajudam a nos proteger dos enfartes). Sendo assim, em relao ao colesterol no sangue, o chocolate comea a ser visto com maior benevolncia e j no to enfaticamente contra-indicado em dietas. Os chocolates dietticos tm em mdia as mesmas calorias que os chocolates adoados com acar, e so algumas vezes mais gordurosos. Chocolates diets so indicados para atender ao pblico diabtico e no aos que intencionam comer menos calorias

-


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

- A forma da primeira garrafa de Coca-Cola inspirada na forma do "criollo", o fruto de um dos tipos de cacaueiro.

- A maior maqueta de chocolate at hoje construda foi a de cidade olmpica de Barcelona, em 1985. Pesava duas toneladas e tinha dez metros de comprido.

- Em 1569, o Papa Pio V, autorizou que o cacau fosse usado como bebida para suportar os jejuns.

- O chocolate preto faz diminuir o colesterol total e aumentar o colesterol HDL, que evita o depsito de gordura nas artrias.

- A imagem publicitria mais forte associada indstria do chocolate a vaca lils da "tablette" Milka, da Suchard.

- A Costa do Marfim o primeiro produtor mundial de cacau, mas os pases produtores so fracos consumidores. Os cacaueiros do frutos, cabossas, durante todo o ano.

- Guardar chocolate no frigorfico corta o brilho e mata o sabor.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

  • Lewis afirmou que a capacidade do chocolate de agir positivamente na psique humana j era comprovada, mas o melhor modo de maximizar os seus efeitos seria o de derret-lo na lngua. O cientista, junto com outros pesquisadores, chegou a essa concluso depois de ter monitorado alguns voluntrios, todos com cerca de 20 anos.

  • O batimento cardaco e a atividade cerebral foram estudados por meio de eletrodos e descobriu-se que, enquanto os voluntrios comiam chocolate, as pulsaes do corao chegavam a 140 por minuto. O batimento seria maior do que o registrado aps um beijo."Espervamos que o chocolate aumentasse a atividade cardaca porque contm algumas substncias excitantes, mas no pensvamos que a fora e a durao de seus efeitos fossem to potentes", declarou Lewis.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

O sbio no percebeu que sua garotinha havia sado, s reparou quando ela vinha contente com um frasco na mo, sem reparar que o tapete estava dobrado,tropeando nele, o sbio correu para ampar-la, impedindo-a de cair, porm o frasco de chocolate virou-se e ficou coberto de chocolate

Sua garotinha gostava muito de chocolate e no resistiu a doce tentao, comeou a dar lambidinhas no chocolate que escorria pelo Sbio

Sua roupa foi encolhendo e desaparecendo ficando apenas uma calcinha minscula, deixando seu bumbum vista porm coberto com o chocolate que escorria do sbio..

O sbio que tambm gostava de chocolate viu que sua garotinha tambm estava com chocolate e no resistiu a doce tentatao e comeou a dar mordidinhas, foi quando ouviu um gemido baixinho de sua garotinha, pois no havia se apercebido que o bumbumzinho de sua garotinha estava descoberto.


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

Ouvir o gemido baixinho de prazer a qumica catalizadora que existia entre eles intensificou-se potenciado pelo efeito do chocolate fruto do prazer, de tal forma que o sbio estava prestes a perder o controle como se fosse um menino adolescente ia soltar sua garotinha

Mas sua garotinha soltou um suspiro fundo e disse hummque gostoso. A partir da foi um descontrole s, o sbio intensificou o contato com o corpo de sua garotinha

Ora apertando o bumbumzinho dela

Ora colocando a lngua no cantinho da boca de sua garotinha, onde ainda tinha um restinho de chocolate

Ora apertando-a mais contra o seu corpo a medida que a qumica entre eles intensificava-se

Ora fazendo-a sentar sobre ele que estava em p


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

Assim continuaram at que ambos atingiram o mximo da vibrao provocada pelo escaldante prazer

Para em seguida libertarem-se com um gemido de puro prazer

Esgotados, porm felizes.

Sua garotinha pediu para ficar mais um pouquinho nos braos do sbiono tinha foras para sairO sbio sempre gentil e atencioso prontamente no s ofereceu o seu peito como convidou-a para a ouvir seu corao, que batia no mesmo compasso do corao dela.

Custou a adormecer, sob o domniodas emoes que perduraram por horas consecutivas


O s bio ires chamou a sua garotinha para transmitir seus conhecimentos a cerca do chocolate

O que aqui foi vivido comprova que o chocolate tem um efeito potenciador da qumica catalizadora j existente, fazendo com que sejamos teletransportados para o maravilhoso, excitante, misterioso paraso do prazer, conclui o sbio que regressou de l, mas sua garotinha ainda por l anda!


  • Login