slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Política Pública de Esporte e Lazer na Perspectiva da Qualidade de Vida:

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 20

Política Pública de Esporte e Lazer na Perspectiva da Qualidade de Vida: - PowerPoint PPT Presentation


  • 82 Views
  • Uploaded on

Política Pública de Esporte e Lazer na Perspectiva da Qualidade de Vida: a Experiência de Sorocaba, SP. Antonio Carlos Bramante. Política Pública de Esporte e Lazer na Perspectiva da Qualidade de Vida: a Experiência de Sorocaba, SP. Retrospectiva histórica. 1977- 84: Programa Lazer.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Política Pública de Esporte e Lazer na Perspectiva da Qualidade de Vida:' - ehren


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

Antonio Carlos Bramante

slide2

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

Retrospectiva histórica

  • 1977- 84: Programa Lazer
  • 1992- 96: Secretaria da Criança e do Adolescente
  • 2001- 02: Secretaria de Esportes e Lazer
slide3

PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA

Secretaria de Esportes e Lazer

Administração RENATO AMARY/2001-2004

Política Setorial de Esportes e Lazer

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

slide4

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

Política Setorial de Esportes e Lazer

  • Pressupostos Políticos
  • Pressupostos Conceituais
  • Pressupostos Administrativos
  • Princípios Gerais
  • Objetivo Geral
  • Objetivos Específicos
  • Modelo de Gestão
  • Cronograma
  • Programas de Ação
slide5

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PRESSUPOSTOS POLÍTICOS

  • As experiências de esportes e lazer como elementos para se atingir a prioridade social, principal princípio político deste segundo mandato, expresso em duas premissas:
  • Promoção da inclusão social para todos os segmentos da população
  • Desenvolvimento da qualidade de vida desses segmentos
  • GRANDES DESAFIOS desse segundo mandato:
  • consolidação dos avanços estéticos e programáticos
  • aprimoramento dos serviços
  • ampliação da qualidade de vida para todos, em particular, para as

camadas consideradas excluídas

slide6

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PRESSUPOSTOS CONCEITUAIS

  • CONFUSÃO TERMINOLÓGICA
  • Esportes, lazer, cultura, turismo, meio ambiente, etc.
  • ESPORTE E LAZER:considerados como elementos da cultura
  • REFERENCIAL TEÓRICO
  • Joffre DUMAZEDIER
    • Conteúdos: Os diversos interesses culturais do lazer
    • RH: generalista, especialista e voluntário
    • Naturezadaexperiência: prática, conhecimento e fruição
    • Resultados: descanso, divertimento e desenvolvimento
  • Robert STEBBINS
  • Lazer Casual / Lazer Levado a Sério (amador, hobista e voluntário)
slide7

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PRESSUPOSTOS ADMINISTRATIVOS

  • Ações intra-secretaria: articulação de programas e projetos internos (“horizontalidade”) – Esporte versus Lazer
  • Ações inter-secretarias: natureza transdisciplinar e
  • multiprofissional próprias do esporte e lazer (“transversalidade”)
  • Ações comunitárias: alianças estratégicas
slide8

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

OBJETIVO GERAL

Criar uma cultura de esportes e lazerna cidade através de ações integradas intra e inter secretarias da Prefeitura Municipal, com a efetiva participação da comunidadeSorocabana, voltada para a inclusão social e a qualidade de vida da população, utilizando o esporte e o lazer como estratégias de intervenção educativa.

Educar “para” e “pelo” esporte e lazer.

slide9

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Ampliar a oferta de experiências
  • Articular a SEMES com as demais Secretarias Municipais
  • Aplicar o modelo“PAI”
  • Capacitar, continuadamente,o corpo técnico e administrativo da SEMES
  • Organizar e cultivar um corpo de voluntários de esportes e lazer
  • Inovar nas ações e conceitos nos campos do lazer e do esporte.
slide10

Gênero

Grupos

Natureza da Atividade

Local

Peridicidade

Matriz PAI

Gestão

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

MODELO DE GESTÃO

“Cubo Programático”(Bramante, 1997)

  • Grupos alvo
  • Natureza da atividade
  • Gestão
  • Local
  • Periodicidade (matriz PAI)
  • Gênero
slide11

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

  • Para efeito do cumprimento desta Política Setorial de Esportes e Lazer, serão considerados três estágios de tempo, com respectivos enfoques prioritários:
  • Curto prazo: 2001 (Esporte e Lazer Comunitários)
  • Médio prazo: 2002 (Esporte e Lazer Escolares)
  • Longo prazo: 2003 e 2004 (Esporte e Lazer de Desenvolvimento)
  • Ao final de cada estágio de prazo, as ações desenvolvidas serão avaliadas, permitindo as reformulações necessárias. 

CRONOGRAMA

slide12

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

1.Centros Esportivos

2. Programas de Lazer

3. Competições Esportivas

4. Esporte de Representação

5. Manutenção e Expansão da Rede Física de Esportes e Lazer

slide13

Diagnóstico das instalações, equipamentos, materiais, pessoal e

  • estrutura de funcionamento
  • Pesquisa junto a moradores próximos dos Centros Esportivos
  • Transformação de Centros Esportivos em Clubes Municipais de

Esportes e Lazer (“CMEL”)

  • Instalação do Centro Inclusivo de Esportes e Lazer
  • Programa de Manutenção Emergencial

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

1.Centros Esportivos

slide14

Análise da programação desenvolvida em 2000

  • Ampliação do escopo (forma e conteúdo) nos Eventos de Impacto
  • Desenvolvimento do Projeto “Voluntariado: Lazer Levado a Sério”
  • Descentralização da Equipe de Técnicos de Lazer:
  • Projeto “Férias Quentes é para Sempre” nos Centros Esportivos
  • Mudança de paradigma nas Manhãs/Tardes de Lazer: da “demanda”
  • para a “oferta”
  • Projeto Caminhada
  • Projeto UNIMEL(“Unidade Móvel de Esportes e Lazer”)

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

2. Programas de Lazer

slide15

Diversificação e aperfeiçoamento das competições amadoras:

valorizar o esporte como uma “manifestação cultural”

  • Desenvolver o conceito de “Festivais” ao lado dos campeonatos
  • Retomar o Jogos Escolares de Sorocaba em 2002
  • Transformar determinados torneios em “Programas”.
  • Ex.: “Cruzeirão/Cruzeirinho”
  • Pleitear a sede das “Olimpíadas Especiais” para 2002 e

os Jogos Regionais da 3ª Idade em 2003 (inclusão social)

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

3. Competições Esportivas

slide16

Diagnóstico das modalidades representativas de Sorocaba junto com

a Comissão Central de Esportes, tomando por base os resultados nos

Jogos da Juventude, Regionais e Abertos nos anos 1999, 2000 e 2001

  • Baseado nesse diagnóstico, reunir os dirigentes das equipes para
  • traçar um plano de três anos (2002, 2003 e 2004), priorizando a
  • categoria “sub-21”
  • Estudar a viabilidade de se criar uma Fundação de
  • Desenvolvimentode Esportes ou ativar o Fundo de Apoio ao
  • Desporto Amador, já existente (até então, nunca utilizado)
  • Apoiar ações que beneficiem as equipes de futebol
  • profissional da cidade, Esporte Clube São Bento e o
  • Clube AtléticoSorocaba

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

4. Esporte de Representação

slide17

Programa de Manutenção Emergencial dos Centros Esportivos

  • Revitalização completa do Ginásio Municipal de Esportes
  • Implantação do Centro Inclusivo de Esportes e Lazer (CIEL)no atual
  • Centro de Convivência “Aluisio de Almeida” (Vila Santana)
  • Programa de revitalização dos Centros Esportivos (Clubes)
  • Implantação do Centro Olímpico de Sorocaba (Pista de Atletismo,

Ginásio de Esportes, alojamentos, etc. com recursos externos)

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

PROGRAMAS OPERACIONAIS

5. Manutenção e Expansão da Rede Física de Esportes e Lazer

slide18

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

10. Considerações finais ...

  • Transformação de Centros Esportivos em Clubes Municipais de

Esportes e Lazer (“CMEL”)

  • Instalação do Centro Inclusivo de Esportes e Lazer
  • Desenvolvimento do Projeto “Voluntariado: Lazer Levado a Sério”
  • Projeto Caminhada
  • Diversificação e aperfeiçoamento das competições amadoras:

valorizar o esporte como uma “manifestação cultural”

slide19

5. Manutenção e Expansão da Rede Física de Esportes e Lazer

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

  • Pleitear a sede das “Olimpíadas Especiais” para 2002 e

os Jogos Regionais da 3ª Idade em 2003 (inclusão social)

  • Pleitear a sede das “Olimpíadas Especiais” para 2002 e

os Jogos Regionais da 3ª Idade em 2003 (inclusão social)

  • Diagnóstico das modalidades representativas de Sorocaba, tomando

por base os resultados nosJogos da Juventude, Regionais e Abertos

nos anos 1999, 2000 e 2001, visando traçar plano de três anos

(2002, 2003 e 2004), priorizando a categoria “sub-21”

slide20

Política Pública de Esporte e Lazer

na Perspectiva da Qualidade de Vida:

a Experiência de Sorocaba, SP

Muito obrigado!

Antonio Carlos Bramante

[email protected]

ad