Teoria neo schumpeteriana
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 14

TEORIA NEO-SCHUMPETERIANA PowerPoint PPT Presentation


  • 297 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

TEORIA NEO-SCHUMPETERIANA. Professora: Luciana Tolstenko Nogueira. Joseph Alois Schumpeter. * 1883 (Rep. Checa) - † 1950 Professor da Universidade de Harvard Principais idéias: ciclos econômicos e desenvolvimento econômico. TEORIA NEO- SCHUMPETERIANA.

Download Presentation

TEORIA NEO-SCHUMPETERIANA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Teoria neo schumpeteriana

TEORIA NEO-SCHUMPETERIANA

Professora: Luciana Tolstenko Nogueira


Joseph alois schumpeter

Joseph AloisSchumpeter

  • * 1883 (Rep. Checa) - † 1950

  • Professor da Universidade de Harvard

  • Principais idéias: ciclos econômicos e desenvolvimento econômico


Teoria neo schumpeteriana1

TEORIA NEO- SCHUMPETERIANA

  • De acordo com essa teoria o Estado deve intervir minimamente na economia.


Teoria do desenvolvimento econ mico

Teoria do Desenvolvimento Econômico

  • Desenvolvimento é uma mudança espontânea e descontínua das condições de equilíbrio pré-determinadas pelo modelo clássico estático.

  • É o produtor (empresário inovador) quem inicia a mudança econômica. Cabe aos consumidores serem educados por ele a demandarem coisas novas, diferentes das que habitualmente necessitavam.


Teoria do desenvolvimento econ mico1

Teoria do Desenvolvimento Econômico

  • Define claramente a diferença entre crescimento econômico e desenvolvimento econômico.


Teoria do desenvolvimento econ mico2

Teoria do Desenvolvimento Econômico

  • “Engloba os cinco casos seguintes:

    - introdução de um novo bem;

    - introdução de um novo método de produção;

    - abertura de um novo mercado;

    - conquista de uma nova fonte de oferta de matérias-primas ou de bens semi-manufaturados;

    - estabelecimento de uma nova organização de qualquer indústria


Correntes neo schumpeteriana e ou evolucionista

Correntes neo-schumpeteriana e/ou evolucionista

  • Surgem nos anos 1980, com o intuito de recuperar, a partir dos trabalhos de Schumpeter, o conceito da inovação como motor da dinâmica capitalista, abandonando o referencial de equilíbrio clássico. (Laplane, 1997)


Correntes neo schumpeteriana e ou evolucionista1

Correntes neo-schumpeteriana e/ou evolucionista

  • Esses autores estão situados em dois grupos não-rivais:

    • voltados ao desenvolvimento de 'modelos evolucionistas' (R. Nelson e S. Winter - EUA); e

    • voltados à análise da geração e difusão de novas tecnologias, destacando uma inter-relação com a dinâmica industrial e a estrutura dos mercados (SPRU/Sussex/UK, sob a direção de C. Freeman). (Possas, 1988)


Correntes neo schumpeteriana e ou evolucionista2

Correntes neo-schumpeteriana e/ou evolucionista

  • Grande importância dada ao papel da concorrência: geradora de assimetrias e indutora de inovações.


Teoria neo schumpeteriana

“A inovação, de acordo com a teoria neo-schumpeteriana, é a mola mestra da dinâmica capitalista e, também, parte integrante do processo concorrencial. Este é o fator que faz com que, no capitalismo, o desenvolvimento das forças produtivas se dê a um ritmo muito mais acelerado do que nas sociedades pretéritas, fazendo com que o caráter progressista seja um elemento singular dentro deste regime de produção” (Possas, 1999).


Empres rio schumpeteriano

EMPRESÁRIO SCHUMPETERIANO

  • O empresário schumpeteriano tem um papel fundamental na economia.

  • Partindo-se de um modelo estacionário o empresário schumpeteriano é responsável pela dinâmica econômica através, fundamentalmente, das inovações tecnológicas.


An lise da teoria neo schumpeteriana

ANÁLISE DA TEORIA NEO- SCHUMPETERIANA

  • Os trabalhos de Schumpeter e dos neo-schumpeterianos permitem uma análise dinâmica da realidade econômica, à medida que se afastam do referencial de equilíbrio clássico.


Cr ticas

CRÍTICAS

  • Análise reducionista da realidade econômica (muito apegada ao papel da firma).

  • Referencial teórico pouco aplicável à realidade dos países em desenvolvimento (politicamente e empiricamente).

  • Falta de formalização impede que seja considerada uma “teoria econômica evolucionista”.


Bibliografia

BIBLIOGRAFIA

  • KONDRATIEV, N. D. The Long Waves in Economic Life. The Review of Economic Statistics, v. 17, pp. 105-115, 1935.

  • LAPLANE, M. Inovações e dinâmica capitalista. In: CARNEIRO, R. (org.). Os clássicos da economia. São Paulo: Ed. Ática, 1997.

  • POSSAS, M. L. Em direção a um paradigma microdinâmico: a abordagem neo-schumpeteriana. In: AMADEO, E. (org.) Ensaios sobre Economia Política Moderna: teoria e história do pensamento econômico. São Paulo: Marco Zero, 1988.

  • POSSAS, M. S. Concorrência e competitividade – Notas sobre estratégia e dinâmica seletiva na economia capitalista. São Paulo: Hucitec,1999.

  • SCHUMPETER, J. A Teoria do Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982. [Ed. orig. 1912]

  • _______. Business Cycles: A Theoretical, HistoricalandStatisticalAnalysisoftheCapitalistProcess. New York, London: McGraw-Hill, 1939.

  • _______. Capitalismo, Socialismo e Democracia. Rio de Janeiro: Zahar, 1984. [Ed. orig. 1942]


  • Login