Clube de revista
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 33

Clube de Revista PowerPoint PPT Presentation


  • 81 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Clube de Revista. Marco Antônio M. Balduíno Mariana Calcagno Grillo Júlia Rodrigues F. Torres Coordenação: Paulo R. Margotto Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS)/SES/DF www.paulomargotto.com.br.

Download Presentation

Clube de Revista

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Clube de revista

Clube de Revista

Marco Antônio M. Balduíno

Mariana Calcagno Grillo

Júlia Rodrigues F. Torres

Coordenação: Paulo R. Margotto

Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS)/SES/DF

www.paulomargotto.com.br


Clube de revista

Perfil lipídico materno e o do cordão os recém-nascido pré-termos com Síndrome do Desconforto Respiratório(Maternal and cord serum lipid profiles of preterm infants withrespiratory distress syndrome)

T Gunes, E Koklu and MA Ozturk

Division of Neonatology, Department of Paediatrics, School of Medicine, Erciyes University, Kayseri, Turkey

J Perinatol 2007; 27: 415-421


Introdu o

INTRODUÇÃO

  • O colesterol representa mais de 50% dos lipídeos neutros do surfactante;

  • 99% do colesterol presente no surfactante deriva das lipoproteínas séricas;

  • Acredita-se que a função deste colesterol seja facilitar a distribuição da lecitina na interface líquido-ar alveolar;


Introdu o1

INTRODUÇÃO

  • RNs que desenvolvem síndrome do desconforto respiratório têm níveis séricos de lipoproteínas abaixo dos níveis de RNs normais e também de RNs prematuros que não desenvolvem SDR;

  • Muitos fatores afetam níveis séricos de lipoproteínas do cordão umbilical, principalmente idade gestacional e peso ao nascer;


Introdu o2

INTRODUÇÃO

  • Deficiência ou redução do transporte de ácidos graxos pode inibir o crescimento fetal normal e sua maturação, o que atrasa o desenvolvimento pulmonar, podendo levara SDR;


Objetivo

OBJETIVO

  • Avaliar o perfil lipídico materno e o do cordão umbilical em crianças prematuras com SDR e compará-los a um grupo controle sem SDR


Materiais e m todos

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Realizado entre 01/01/2005 e 01/12/2005;

  • Das 1649 crianças admitidas na UTI neonatal no período, 485 apresentavam IG compatível com o estudo, mas 319 foram excluídas por apresentarem critérios de exclusão ou por recusa dos pais. Ao final, 166 RNs foram estudados;

  • Critério de inclusão:

    • RN pré-termo com IG entre 25 e 36 semanas;


Materiais e m todos1

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Critérios de exclusão:

    • Maduros;

    • IG > 36 semanas;

    • PIG;

    • GIG;

    • Asfixia durante parto;

    • Grandes anomalias congênitas;

    • Hipertensão gestacional e pré-eclâmpsia;

    • História materna de desordens endócrinas (DM, hipercolesterolemia, problemas adrenais ou na tireóide);

    • Mães que usaram na gestação drogas que afetam o metabolismo lipídico: ritodrina e esteróides (exceto para maturação pulmonar)


Materiais e m todos2

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Dados avaliados nas crianças:

    • Uso de corticóide antenatal;

    • Gênero;

    • IG (calculado pela DUM e ecografia);

    • Peso ao nascer;

    • Estatura;

    • Índice ponderal;

    • Tipo de parto;

    • Apgar;


Materiais e m todos3

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Dados avaliados nas mães:

    • Idade;

    • Ruptura de membranas > 24h;

    • Paridade;

    • Peso gestacional;

    • Estatura;

    • IMC gestacional;


Materiais e m todos4

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Após admissão no estudo, o diagnóstico de SDR era feito por:

    • Retração da parede torácica e cianose em ar ambiente;

    • Radiografia mostrando atelectasia alveolar difusa;

    • Gasometria arterial mostrando acidose metabólica, hipoxemia e hipercapnia;


Materiais e m todos5

MATERIAIS E MÉTODOS

  • Controles: todas as crianças incluídas que não desenvolveram SDR;

  • Foi colhido sangue do cordão umbilical de todas as crianças e de veias periféricas das mães, para medição sérica de triglicerídeos, colesterol total e HDL. Foram calculados os valores de LDL e VLDL;


Materiais e m todos6

MATERIAIS E MÉTODOS

  • A análise estatística foi realizada utilizando-se o teste T, teste Mann-Whitney-U e x²;

  • P < 0,05;

  • Os dados foram analisados pelo software SPSS versão 10,0;


Resultados

RESULTADOS

  • O grupo consistiu de 166 RNs pré-termo com IG variando entre 25 e 36 semanas e peso ao nascer variando entre 748 e 2495g;

  • 57 RNs desenvolveram SDR;

  • A amostra foi subdividida em 4 categorias, de acordo com IG: 34-36 sem, 31-33 sem, 28-30 sem e 25-27 sem;


Resultados1

RESULTADOS

  • Todas as crianças com IG entre 25 e 27 semanas tiveram SDR;

  • As características das mães e das crianças não foram diferentes entre os RNs que desenvolveram SDR e os que não desenvolveram, em nenhum subgrupo;


Resultados2

RESULTADOS

  • Em todos os subgrupos, os níveis de colesterol total, LDL e HDL das crianças com SDR e de suas mães foram menores que os níveis de controles (p < 0,05);

  • As diferenças encontradas entre os valores de VLDL e triglicerídeos só são significantes ao se comparar a população total de RNs com SDR e sem SDR, sem levar os subgrupos em conta;


Resultados3

RESULTADOS

  • Da mesma forma, IG, ganho ponderal materno durante a gestação e índice ponderal se relacionam positivamente com o perfil lipídico do RN quando se comparam os grandes grupos;

  • IMC pré-gravídico se relacionou positivamente aos níveis de colesterol total e LDL maternos e do RN;


Resultados4

RESULTADOS

  • IG mostrou relação positiva com todos os subgrupos do perfil lipídico tanto materno quanto do RN;

  • Não houve relação entre os perfis lipídicos maternos e dos RNs e idade materna, uso de corticóide neonatal, ruptura de membranas por mais de 24 horas, gênero e paridade;


Resultados5

RESULTADOS

  • Após análise de regressão linear, houve associação entre os níveis de triglicérides do neonato e o IMC materno pré-gravídico; assim como entre os níveis de LDL do RN e o ganho de peso materno durante a gestação;

  • Para o colesterol total, HDL e VLDL, não houve associação significativa;


Discuss o

DISCUSSÃO

  • Alguns fatores e algumas doenças durante a gestação e o parto podem afetar o metabolismo fetal e neonatal.

  • Lane et al observou que os RNPT com SDR apresentavam valores mais baixos no lipidograma que os RNT ou RNPT sem SDR, o que se devia provavelmente a uma menor oferta de lipídeos pela placenta, restringindo o crescimento intra-uterino e atrasando o amadurecimento dos pulmões fetais.

  • Wojcicka-Jagodzinska et al especulou que uma diminuição no colesterol do líquido amniótico de mães hipertensas cujos filhos apresentavam SDR apresentava um significado prognóstico no periodo neonatal precoce.


Discuss o1

DISCUSSÃO

  • Comparando os valores do colesterol total e HDL entre os neonatos sem SDR e dos com SDR foram observados menores valores no segundo. Isto indicaria dificuldade de metabolização do VLDL, provavelmente relacionado à lipase.

  • A IG se relacionou positivamente com os valores do lipidograma materno, concordando com o estudo de Sattar et al.


Discuss o2

DISCUSSÃO

  • Não houve significância estatística na relação entre os valores de lipídeos, lipoproteínas e apolipoproteínas do cordão e a idade gestacional, pelo estudo de Pac-Kozuchowska.

  • Níveis reduzidos de HDL nos neonatos com SDR e em suas mães sugeriram que eles teriam um importante papel na regulação da síntese do surfactante. Voyno Yasenetskaya demonstrou que tanto LDL quanto o HDL estimulavam a produção de lecitina, o principal fosfolipídio do surfactante, em culturas de pneumócitos tipo II.


Discuss o3

DISCUSSÃO

  • Foi observado que ganho ponderal materno durante a gestação estava relacionado com os níveis de LDL nos neonatos, e o IMC materno antes da gestação com os níveis de triglicerídeos. Sugerindo que os menores níveis no perfil lipídico dos neonatos com SDR se devia a uma menor ingesta materna o que atrasaria o amadurecimento dos pulmões fetais.

  • Muscati et al enfatizou a importância do ganho ponderal materno ocorrer principalmente no final da gestação, promovendo um maior crescimento fetal e diminuindo os ricos do ganho de peso pela mãe.


Discuss o4

DISCUSSÃO

  • Bute et al sugeriu que o ganho de peso adequado e não excessivo melhoraria o peso ao nascimento e facilitaria a perda de peso pela mãe no pós-parto.

  • Catalano et al investigou fatores de risco para a diminuição do peso ao nascimento e concluiu que tanto fatores genéticos quanto ambientais podem afetar o crescimento intra-uterino.


Discuss o5

DISCUSSÃO

  • Este estudo sugeriu que tanto o IMC materno antes da gestação e o ganho de peso durante a gestação afetam o perfil lipídico da mãe e do neonato e, provavelmente, estas características maternas se relacionariam com um melhor prognóstico na SDR no período neonatal precoce. Entretanto, outros estudos devem ser feitos para melhor explicar os níveis baixos no perfil lipídico de mães e neonatos do grupo que apresentou SDR.

  • Este estudo não avaliou a dieta graxa materna e como isto implicaria no desenvolvimento do período pós-natal.


Conclus o

CONCLUSÃO

  • SDR é acompanhada de alterações no perfil lipídico materno e fetal. Foi sugerido que os níveis séricos lipídicos maternos e dos cordões podem ser utilizados para detectar neonatos com risco para desenvolver SDR após o nascimento.

  • O IMC antes da gestação e o ganho de peso materno durante a gestação podem interferir em um prognóstico melhor na SDR no período neonatal precoce.


Refer ncias do artigo

Referências do artigo

Hass MA, Longmore WJ. Surfactant cholesterol metabolism of the isolated perfused rat lung. Biochim Biophys Acta 1979; 573: 166–174. | PubMed | ChemPort |

King RJ. The surfactant system of the lung. Fed Proc 1974; 33: 2238–2247. | PubMed | ChemPort |

Hass MA, Longmore WJ. Regulation of lung surfactant cholesterol metabolism by serum lipoproteins. Lipids 1980; 15: 401–446. | Article | PubMed | ChemPort |

Hardell LI. Serum lipids and lipoproteins at birth based on study of 2815 newborn infants. II. Relation between materno-fetal factors and concentration of triglycerides and cholesterol. Acta Paediatr Scand 1981; 285: 11–20. | ChemPort |

Lane DM, McConathy WJ. Factors affecting the lipid and apolipoprotein levels of cord sera. Pediatr Res 1983; 17: 83–91. | Article | PubMed | ChemPort |


Clube de revista

  • Lane DM, McConathy WJ, McCaffree MA, Hall M. Cord serum lipid and apolipoprotein levels in preterm infants with the neonatal respiratory distress syndrome. J Matern Fetal Neonatal Med 2002; 11: 118–125. | PubMed | ChemPort |

  • Institute of Medicine. Nutrition during pregnancy. National Academy Press: Washington (DC), 1990.

  • Kanadys WM. Pre-pregnancy body mass, gestational weight gain and birth weight. Ginekol Pol 1998; 69: 1223–1227. | PubMed | ChemPort |

  • Friedwald WT, Levy RI, Fredrickson DS. Estimation of the concentration of low-density lipoprotein cholesterol in plasma, without use of preparative ultracentrifuge. Clin Chem 1972; 18: 499–502. | PubMed | ISI | ChemPort |

  • Merzouk H, Madani S, Prost J, Loukidi B, Meghelli-Bouchenak M, Belleville J. Changes in serum lipid and lipoprotein concentrations and compositions at birth and after 1 month of life in macrosomic infants of insulin-dependent diabetic mothers. Eur J Pediatr 1999; 158: 750–756. | Article | PubMed | ChemPort |

  • Merzouk H, Meghelli-Bouchenak M, el-Korso N, Belleville J, Prost J. Low birth weight at term impairs cord serum lipoprotein compositions and concentrations. Eur J Pediatr 1998; 157: 321–326. | Article | PubMed | ChemPort |


Clube de revista

  • Wojcicka-Jagodzinska J, Romejko E, Smolarczyk R, Kuczynsks-Sicinska J. Respiratory distress in newborns born to hypertensive mothers and protein, lipid and renal maturity indices and enzymatic activity in the amniotic fluid. Ginekol Pol 1989; 60: 485–488. | PubMed | ChemPort |

  • Sattar N, Greer IA, Louden J, Lindsay G, McConnell M, Shepherd J et al. Lipoprotein subfraction changes in normal pregnancy: threshold effect of plasma triglyceride on appearance of small, dense low-density lipoprotein. J Clin Endocrinol Metab 1997; 82: 2483–2491. | Article | PubMed | ChemPort |

  • Pac-Kozuchowska E. The concentration of lipids, lipoproteins and apolipoproteins in cord blood serum of newborns in the course of intrauterine period. Ann Univ Mariae Curie Sklodowska 2003; 58: 25–32.

  • Voyno-Yasenetskaya TA, Dobbs LG, Erickson SK, Hamilton RL. Low-density lipoprotein- and high-density lipoprotein-mediated signal transduction and exocytosis in alveolar type II cells. Proc Natl Acad Sci USA 1993; 90: 4256–4260. | Article | PubMed | ChemPort |

  • McGladdery SH, Frohlich JJ. Lipoprotein lipase and apoE polymorphisms: relationship to hypertriglyceridemia during pregnancy. J Lipid Res 2001; 42: 1905–1912. | PubMed | ChemPort |

  • Thadhani R, Stampfer MJ, Hunter DJ, Manson JE, Solomon CG, Curhan GC. High body mass index and hypercholesterolemia: risk of hypertensive disorders of pregnancy. Obstet Gynecol 1999; 94: 543–550. | Article | PubMed | ChemPort |


Clube de revista

  • Muscati SK, Gray-Donald K, Koski KG. Timing of weight gain during pregnancy: promoting fetal growth and minimizing maternal weight retention. Int J Obes Relat Metab Disord 1996; 20: 526–532. | PubMed | ChemPort |

  • Butte NF, Ellis KJ, Wong WW, Hopkinson JM, Smith EO. Composition of gestational weight gains impacts maternal fat retention and infant birth weight. Am J Obstet Gynecol 2003; 189: 1423–1432. | Article | PubMed |

  • Catalano PM, Drago NM, Amini SB. Factors affecting fetal growth and body composition. Am J Obstet Gynecol 1995; 172: 1459–1463. | Article | PubMed | ChemPort |

  • Herrera E. Implications of dietary fatty acids during pregnancy on placental, fetal and postnatal development--a review. Placenta 2002; 23: 9–19. | Article |


Obrigado

Obrigado!

Ddos Marco Antônio. Júlia e Mariana e Dr. Paulo R. Margotto (9/7/2007)


  • Login