A FUMICULTURA NAS COMUNIDADES TRADICIONAIS FAXINALENSES DA REGIÃO DE PRUDENTÓPOLIS: UMA ABORDAGEM ...
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 1

Resultados/Discussão: PowerPoint PPT Presentation


  • 93 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

A FUMICULTURA NAS COMUNIDADES TRADICIONAIS FAXINALENSES DA REGIÃO DE PRUDENTÓPOLIS: UMA ABORDAGEM APARTIR DOS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS Adriane de de Andrade Iniciação Científica CNPQ/PIBIC Orientador: Jorge Ramón Montengro Gómez. Resultados/Discussão:

Download Presentation

Resultados/Discussão:

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Resultados discuss o

A FUMICULTURA NAS COMUNIDADES TRADICIONAIS FAXINALENSES DA REGIÃO DE PRUDENTÓPOLIS: UMA ABORDAGEM APARTIR DOS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAISAdriane de de AndradeIniciação Científica CNPQ/PIBICOrientador: Jorge Ramón Montengro Gómez

Resultados/Discussão:

  • Na região de queimadas 60% das famílias trabalham com a cultura do fumo, e a grande maioria afirma ser o cultivo mais rentável para quem possui poucos hectares de terra. O antigo faxinal ainda é caracterizado por uma paisagem peculiar de mata das araucárias, ervals, casas de estilo colonial. As demais famílias trabalham com o cultivo de pinus, soja, e eucaliptos. Observamos claramente em alguns discursos a dependência causada pelo sistema integrado do fumo, A falta de mecanização também torna o processo mais complicado e a época da colheita é a mais trabalhosa e exige dedicação total e muitas horas de trabalho, além de vários problemas de saúde relacionados a colheita do folha do fumo, e da intoxicação do solo e agua causados pelos agrotóxicos.

Introdução/Objetivos : O objetivo é analisar os principais conflitos socioambientais causados pela introdução da cultura do fumo nas comunidades tradicionais de Prudentópolis, em específico na região de “Queimadas”, onde até meados de 2000 persistia o criadouro comunitário do faxinal. O foco da pesquisa consiste em levantar quais os principais reflexos ao meio ambiente e à saúde dos agricultores que trabalham com esta cultura.

Método: Optamos pela pesquisa qualitativa. O primeiro enfoque foi analise documental, seguido pela observação direta e estruturada com a técnica de observação em campo. Foram realizadas 10 entrevistas com famílias produtoras de fumo da região de Queimadas. O estilo de entrevistas adotado foi entrevistas não estruturadas, onde o entrevistado pode discorrer sobre a questão (MATOS et al.2009) .

Conclusões: A introdução da monocultura do fumo neste faxinal causou desestruturação a sustentabilidade ambiental, causada pelo uso excessivo de agrotóxicos, combustão de madeira na queima da folha do tabaco, além da desestruturação econômica social causada pelo sistema integrado do fumo que causa dependência e endividamento as empresas fumegueiras. Outro item bastante observado é a questão relacionada à saúde, a intoxicação por agrotóxico é presente além da doença do tabaco verde, onde 90% das famílias entrevistas já haviam apresentado os sintomas da doença, que em doses excessivas pode levar a morte.

Referências :ABRASCO. Dossiê Abrasco. Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na Saúde. Parte 1: agrotóxicos, segurança alimentar e nutricional e saúde. 2012. Disponível em:<http://www.abrasco.org.br. Acesso em 16 ago 2013.

  • NETO. S. JOAQUIM; et al. Terra de Faxinais/ organizadores: ALMEIDA. W Alfredo; SOUZA M. Roberto. Manaus: Edições da Universidade do estado da Amazonas. UEA, 2009.


  • Login