SMART GRID – A evolução para a Concessionária do Futuro
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 22

SMART GRID – A evolução para a Concessionária do Futuro Cyro Vicente Boccuzzi PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

SMART GRID – A evolução para a Concessionária do Futuro Cyro Vicente Boccuzzi VIII Powerline Communications da APTEL 2007 Porto Alegre, 5 de Julho de 2007. Maior empresa de distribuição de energia elétrica na América Latina 24 Municípios 16,2 milhões de habitantes

Download Presentation

SMART GRID – A evolução para a Concessionária do Futuro Cyro Vicente Boccuzzi

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Smart grid a evolu o para a concession ria do futuro cyro vicente boccuzzi

SMART GRID – A evolução para a Concessionária do Futuro

Cyro Vicente Boccuzzi

VIII Powerline Communications da APTEL 2007

Porto Alegre, 5 de Julho de 2007


Aes eletropaulo

  • Maior empresa de distribuição de energia elétrica na América Latina

  • 24 Municípios

  • 16,2 milhões de habitantes

  • 5,5 milhões de clientes

  • Área de concessão corresponde a 0,05% do território nacional e

    abriga 8,8% da população do país

  • 13,9% do PIB Brasil e 43,7% do PIB São Paulo (Dados IBGE)

AES Eletropaulo


O que smart grid

O que é Smart Grid?

  • Pode significar diferentes coisas para diferentes empresas

  • Integrar maquinas que trabalham isoladas – medição eletrônica, sistemas de automação e proteção, dispositivos de proteção e comando da concessionária e dos clientes, geração distribuída, tarifas horosazonais - e incorporar elementos de inteligência e reação em tempo real.

  • Várias outras aplicações tem recebido o nome de smart grid – Integração de medição automática - AMI, Eficiência Energética - EE, Integração e automação de geração de pico, Gerenciamento de Demanda, etc...


Objetivos e estado da arte no mundo

Objetivos e Estado da Arte no Mundo

  • Demanda por Energia Limpa: restrições ambientais e regulatórias crescentes, volatilidade e preço elevado dos combustíveis, sistemas de infra-estrutura saturados e envelhecidos, energias renováveis crescendo na matriz…

  • Extrair mais capacidade dos sistemas existentes pela operação otimizada e pela racionalização do uso de energia

  • Não existe quadro exatamente definido: tecnologias, políticas regulatórias e regulamentares (como financiar e recuperar investimentos?), participação dos clientes (opcional, mandatária, ?) – mas a indústria tem que se mexer....

  • EUA e Europa: a maioria das empresas estão desenvolvendo estudos – mas muito poucas desenvolvendo projetos de forma realmente empresarial e integrada


Fase i justific vel investir

Fase I – é justificável investir ?

  • Há patrocínio da alta direção?

  • Assertiva de visão (simples, curta e clara) – “ 3a. Geração de redes da nossa história….”

  • Todos os interessados envolvidos? ( necessário ter TODOS)

  • Converter “empurrar para baixo” em “comprar a idéia”.

  • Outras aplicações? (gerenciamento de carga, desconexão remota, gerenciamento de interrupções , etc..)

  • Usar os medidores existentes ou novos? (estratégias)

  • Gerenciamento dos dados de medição (se, quando e como)

  • Cronogramas e estratégias de instalação (quem: mão de obra própria ou terceirizada?)

  • Endereçar o GAP do plano de negócios, se houver um GAP

  • Plano de Negócios deve ser prontamente reutilizável, compreendido


Smart grid a evolu o para a concession ria do futuro cyro vicente boccuzzi

Enquanto isso na AES Eletropaulo.....Compras X Reforma - Medidores Eletromecânicos

mil


Evolu o medidor

Target Price

Evolução $ Medidor

$

$

$

$

$


Tele medi o corte e religamento remotos

Vários P&D – 2000 clientes faturados – exemplo: Núcleo Habitacional Portal Billings

568 clientes de baixa renda

40 clientes por transformador

Medidor eletrônico monofásico: R$ 95,00

Tele-medição, corte e religamento remotos


Smart grid a evolu o para a concession ria do futuro cyro vicente boccuzzi

2007

2006

MAI

JAN

FEV

FEV

MAR

ABR

AGO

JUN

WSI

WSII

RT

RA

RT

RT

RA

WSIII

Inicial

Otimizado

Target

Reavaliação

2,9

2,1

1,6

0,7

Horas Trabalhadas

4.720

Projeto

Idéia

Desenvolvimento

Bilhões de Dólares

Financeiro

Regulatório

Contabilidade

Engenharia

Gestão da Receita

TI e Telecom

Planejamento

Operação

Serviços Técnicos

Eletropaulo Telecom


Fase ii pr implementa o o que comprar e como

Fase II – Pré _ Implementação – o que comprar e como ?

  • Especificações funcionais (o que fazer, não como)

  • Especificações técnicas, sistemas legados

  • Definir requisitos de testes de aceitação

  • Permita sistemas híbridos com tecnologias múltiplas

  • Quem faz o que (de quem é a responsabilidade?)

  • Namore mas respeite os fornecedores (você vai casar com algum ou alguns)

  • Não se apaixone ainda (por tecnologia ou marca)

  • Desenvolver processos de compras (dar tempo para respondentes)

  • Contratos (onde a lei e a engenharia se encontram)


Medi o

Medição

AT

122

MT

12.020

BT - 3 TR

73.787

BT - 3 Direct

144.955

264.025

BT - 2 TR

660.554

BT - 2 Direct

BT - 1MEC

1.371.377

2.876.662

BT - 1


Balan o de energia

Perdas

Balanço de Energia

110.904

Estações

Transformadoras

  • Beneficios

  • identificação das perdas Tecnicas e comerciais;

  • Trouble call: qualidade da informação e da analise;

  • Antecipação de defeitos;

  • Redução reclamações de tensão;

  • Melhoria do gerenciamento da energia.


Mec medi o externa centralizada

MEC – Medição Externa Centralizada

  • Energia Ativa

  • Comunicação

  • Corte / Religa

  • TOU

Rede Primaria – 13,8KV

Rede Secundária Protegida (Cabo Multiplex)

MEC

Link c/ cliente

Display Remoto


Automa o da rede de distribui o

Automação da Rede de Distribuição

Chave automatizada

DEC

Análise de Pareto

Chave Automatizada 35% Redução do DEC

Subestação

Alimentadores


Automa o da rede de subtransmiss o

substação

subsatação

Automação da rede de Subtransmissão

345 kV

88 kV

88 kV

345 kV

Subestação Terminal Bandeirantes

Subestação Terminal SUL

NA

NF

substação

subestação

Objetivo:

Aumento da eficiência

Auto re-configuração


Automa o das subesta es

Automação das Subestações

1.806 alimentadores

145 Subestações


Sistemas integrados

CCS/CRM/ERP - SAP

CTI

OMS

GIS

MDM

DMS

EMS

Sistemas Integrados


Comunica o

Chave Automatizada

Cliente AT

Modem

Consoles Operação

Modem

COE

Rede corporativa

Modem

SAP

Cliente MT

Centro de medição

Modem

Concentrador

Modem

Consoles Operação

Medidor PLC

Subestação

Cliente BT

Comunicação

EP Telecom

Fibras Óticas


Topologia de comunica o

Estação transformação MV/BT

Clientes HT/MV

Rede Eletropaulo Telecom

Topologia de Comunicação

Celular

Internet

Cable Modem


Fase iii realidade onde o tempo implac vel

Fase III – Realidade – Onde o tempo é implacável

  • Instale os medidores em cada rota

  • Instalação concomitante do sistema (consumidores ao centro de medição)

  • Última olhada para pegar fraude

  • Rigoroso teste de aceitação prévia (instalação menor que 5%)

  • Manter o time informado e envolvido

  • Promova sua visão para clientes e reguladores

  • Teste final de aceitação rigoroso

  • Revisite seu plano de negócios anualmente

  • Compartilhe seus conhecimentos e suas lições aprendidas

  • Seja conservador - assim as empresas acabam achando mais valor que o esperado


Beneficios esperados

Beneficios esperados

Gerenciamento

da Rede

Perfil da

carga

Detecção

Fraudes

Melhoria no

Planejamento

Previsão de

Carga

Geração

distribuída

Controle de

Carga

Distribuição

Detecção de

falhas

Geração e

Transmissão

Gerenciamento

Dos Riscos

Redução do

Serviços

Manutenção

Melhoria da

Arbitragem

Comercialização

Novas

tarifas

Controle

da

Inadimplência

Gerenciamento

de

energia

Serviços de

Valores

Agregados

Redução do

Custo do

Medidor

Redução das

Reclamações

dos clientes


Muito obrigado cyro vicente boccuzzi cyro boccuzzi@aes com 11 2195 2283 fim

Muito ObrigadoCyro Vicente [email protected] 2195-2283FIM


  • Login