Apolog tica e juventude p s moderna
Download
1 / 38

Apologética e Juventude Pós-Moderna - PowerPoint PPT Presentation


  • 84 Views
  • Uploaded on

Apologética e Juventude Pós-Moderna. Autor: Jaime Morales Herrera Professor: Rev. Fernando Eduard Frîncu Curso do Seminário Internacional de Miami - MINTS. Modalidade Essencial.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Apologética e Juventude Pós-Moderna' - chelsey


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Apolog tica e juventude p s moderna

Apologética e Juventude Pós-Moderna

Autor: Jaime Morales Herrera

Professor: Rev. Fernando Eduard Frîncu

Curso do Seminário Internacional de Miami - MINTS


Modalidade essencial
Modalidade Essencial

  • Oito horas de conferência ditadas em um horário em cada ocasião nas quais se verão os temas da Pós-modernidade e Apologética e Pós-modernidade

  • Quatro reuniões de grupos nas quais os temas se distribuirão da seguinte forma:

  • Exigência 1: Apologia contra o Hedonismo e o Individualismo

  • Exigência 2: Apologia contra o Relativismo e o Emocionalismo

  • Exigência 3: Apologia contra o Pluralismo

  • Exigência 4: Exame Final e entrega do projeto final


Introdu o
Introdução

O presente trabalho busca oferecer uma resposta desde uma cosmovisão bíblica aos desafios que nos põe a frente de sociedade contemporânea, chamada sociedade pós-moderna. Esta forma de ver a vida chamada pós-modernismo é oposta a cosmovisão cristã e parte de valores totalmente opostos. Preparemo-nos para apresentar defesa diante de todo aquele que demanda resposta acerca de nossa fé (II Pd. 3: 15).


I p s modernidade
I – Pós-Modernidade

“Vós sois a luz do mundo” Mt. 5: 14

Objetivos:

  • Conhecer a pós-modernidade como a realidade contextual em que se desenvolve a criança e jovem de nossa igreja e sua implicação para o momento histórico e as próximas gerações.

  • Compreender como surge a pós-modernidade e a conseqüência direta do fracasso dos ideais proclamados pela era moderna.

  • Enumerar as características da era pós-moderna.


1 por que estudar o p s modernismo
1. Por que estudar o pós-modernismo?

Desde o início da criação até hoje, o homem é igual em sua natureza e suas orientações, mas ao mesmo tempo, diferente em cada época em sua maneira de se manifestar e abordar o mundo.

Entender esse princípio nos ajuda a tratar com inteligência e eficácia o ser humano no tempo histórico no qual ele se encontra.

O pós-modernismo, portanto, é a marca do momento histórico no qual vivemos e conhecê-lo nos ajuda a responder às necessidades do ser humano, principalmente dos jovens.


  • Passado

    O homem através dos séculos nos apresenta na forma basicamente homogênea; depois da queda, sua natureza foi corrompida, não ficando nada em seu ser que não estivesse contaminado pelo pecado. Os pecados de hoje não são tão distintos aos de antigamente.

    Mas porque o coração dos homens é basicamente o mesmo, o que tem sofrido transformação é a sociedade a onde se desenvolve o pecado, a qual tem mudado a sua maneira de ver o mundo através do tempo.


  • Presente

    Hoje em dia estamos desenvolvendo precisamente em uma época similar aos dias de Noé e a igreja espera o retorno de seu Messias (Mt. 24: 36-39).

    Nesse mundo atual onde se desenvolve a juventude de nossas igrejas; o destinatário do evangelho é o homem atual, o jovem deste momento histórico não é o de ontem nem o de amanhã.

    Este jovem “está marcado para determinadas realidades sociológicas que lhe influem radicalmente e de maneira inevitável.


  • Uma advertência

    Se não buscamos um estudo sério, preciso desta realidade, nunca chegaremos a conhecê-lo intimamente, não poderemos acompanhá-lo e sua experiência vital e de fé”.

Atenção!


  • O presente século é denominado século XXI, será nomeado com alta probabilidade nos anais da história como a “era pós-moderna”. O jovem atual se encontra diante desta realidade sociológica

  • Nossa sociedade espana se encontra precisamente em um período de transição entre duas grandes formas de ver o mundo.


As crianças e os jovens serão os líderes de amanhã. com alta probabilidade nos anais da história como a “era pós-moderna”. O jovem atual se encontra diante desta realidade sociológica

Nossa responsabilidade transcende nosso momento histórico, devemos semear esperança para a nova geração e trabalhar com a visão posta na seguinte geração e trabalhar com a visão posta na seguinte geração.

Dessa forma preparamos a igreja de Jesus Cristo, a igreja de amanhã, para tomar consciência da realidade pós-moderna e da necessidade de enfrentar os retos que ela nos propõe.


2 o que a p s modernidade
2. O que é a pós-modernidade? com alta probabilidade nos anais da história como a “era pós-moderna”. O jovem atual se encontra diante desta realidade sociológica

  • O termo significa posterior ao modernismo; em si abrange uma nova maneira de ver o mundo, uma cosmovisão que vem surgir como reação diante do modernismo.

  • Definição:

    É uma abertura a todo o tipo de crenças sem mediar uma tolerância que rejeita todo tipo de valores absolutos, uma indiferença.


Para entender a pós-modernidade precisamos entender de onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.

Para tratar a primeira questão, a pós-modernidade surge como reação diante da modernidade, portanto, a modernidade é o que antedeceu a pós-modernidade.

A modernidade, por sua vez, se caracterizou por ser uma época de fé, pensava-se que havia se chegado ao ponto culminante da humanidade, onde se chegaria à solução de todos os problemas, idéias que sequer chegaram ao mínimo cumprimento.


  • Algumas evidências do fracasso da época moderna: onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.

  • O Holocausto judeu.

  • As tragédias de Hiroshima e Nagasaki.

  • A peste da AIDS.

  • As guerras bacteriológicas.

  • A queda das torres gêmeas nas mãos de terroristas.

  • O fracasso da ciência e tecnologia em fazer o bem.

  • O vazio deixado pela ciência, razão, tecnologia e a busca do saber.

  • A contaminação e destruição acelerada dos recursos naturais trazida pela industrialização.

  • A distância entre ricos e pobres cada vez maior provocada pelo capitalismo.

  • O socialismo transformado em ditadura.

  • A impotência da medicina diante de novos vírus e bactérias.

  • O aumento da maldade e insegurança social.


Alfredo Nobel reconheceu que no século XX uma grande onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.parterda tecnologia veio a serviço da morte.

Veio o desencanto das promessas não cumpridas, a renúncia de toda utopia, o abandono de toda a esperança em renovar o mundo e a sociedade.

Nesse pano de fundo o pós-modernismo tem seu início marcado pelas suas Grandes Guerras Mundiais.

Heber Alfredo Galito, pastor e missionário argentino resumiu esse início da seguinte forma:

“As duas guerras mundiais não só destruíram cidades e aniquilaram pessoas, mas também derrubaram o edifício de idéias que o homem havia contruído sobre a arena da modernidade.”


  • Uma metáfora onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.

    “Havia um homem moderno que edificou sua casa sobre a areia, depois vieram guerras e atentados e a casa caiu e foi grande a sua queda. Logo chegaram os homens pós-modernos e disseram tomaremos os escombros e e edifiquemos não só uma casa, senão muitas casas, cada um fará de sua maneira...e assim começaram a construir o pântano século XXI. Mas nunca quiseram ouvir os loucos que lhes diziam “construam sobre a rocha” e hoje estes loucos tem trabalho cada vez maior, já não é só falar por alto-falantes, mas deve entrar no pântano, arregaçar as mangas, tomar os salva-vidas e convencer que mudem o cimento.”


  • Um desafio onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.

    Percebendo o fracasso contínuo da humanidade em construir uma sociedade saudável o cristão e a igreja precisam pregar e sustentar a verdade de Deus e criar em cima desta uma sociedade saudável (I Tm 3:15).


3 caracter sticas da p s modernidade com a poca moderna
3 onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.. Características da pós-modernidade com a época moderna

  • A pós-modernidade é uma reação diante a época moderna que procedeu; por isso seus valores podem ser contrapostos com aquelas características da era pós-moderna que se manifestam na modernidade.




  • Emocionalismo onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou. X Racionalismo

  • Pluralismo X Teísmo/Ateísmo



Conclus o
Conclusão onde ela surgiu e o que a antecedeu ou a provocou.

Os sete valores da pós-modernidade apresentados anteriormente não esgotam o que representa esta era em que vivemos; mas nos dão um panorama do que enfrenta o Cristianismo de hoje, nos mostra as características do mundo onde se desenvolvem os nossos jovens que pastoreamos.

Por isso, cabe a nós, que temos sido chamados por Deus, responder diante das inquietudes dos nossos jovens e da sociedade que nos toca a viver. Enfrentamos a pós-modernidade com o Evangelho cristão que traz toda época e tem aplicação a todas as gerações.



Ii apolog tica e p s modernismo
II – apologética e pós-modernismo geração!

“Estais sempre preparados para responder todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós” I Pedro 3: 15

Objetivos:

  • Entender a importância de oferecer uma apologética contextualizada ao mundo contemporâneo.

  • Compreender que o labor educativo e pastoral do líder de jovens no desenvolvimento integral dos adolescentes deve incluir uma formação apologética contextualizada ao mundo dos jovens e a pós-modernidade.


1 o que apolog tica
1. O que é apologética? geração!

Para nosso auxílio, usaremos uma definição do Dr. Cornélio Hegeman:

“Apologética cristã é a defesa da fé bíblica e cristã segundo a grande comissão”.

  • Defendemos: os princípios e as verdades.

  • Nosso modelo: a Grande Comissão.

  • Através da história: estabelecendo um diálogo com a cultura na qual se desenvolve e estende.


A cultura sempre tem tido valores de acordo com o Reino de Deus e outros que são radicalmente opostos aos princípios do Evangelho.

Por isso há necessidade de se defender a fé, os princípios e as verdades expressas nas Escrituras.

Nossa defesa do cristianismo deve responder diante das inquietudes que nos é apresentada, na época pós-moderna é diferente da época moderna que a precedeu, então a nossa resposta deve diferenciar.


2 apolog tica a defesa
2. Apologética é a defesa Deus e outros que são radicalmente opostos aos princípios do Evangelho.

  • Conforme nossa definição de apologética, se percebe que ela não se relaciona apenas a uma questão acadêmica, mas muito mais que isso, com uma atitude diante de uma realidade presente em nossa vida.

  • Nós que cremos em Jesus Cristo, na sua ressurreição e sua palavra e provamos tudo isso pela graça em nossa vida, somos chamados a ser testemunhas* de algo real.

    *testemunha = mártir


A sociedade vem atacando a si mesma, às igrejas, nossos adolescentes através da mídia, cultura, com uma rapidez incrível, destruindo assim, a única verdade que é também o único caminho para a solução da raça humana.

Essa tentativa não é apenas refutando o cristianismo, mas fazendo dele apenas uma opção igual em valor a muitas outras.

O jovem cristão que abraça essa mentalidade não se sente atacado ou perseguido, mas por outro lado, seu cristianismo não é mais uma arma poderosa para a sociedade como deveria ser.


O dever do pastor ou líder para com o adolescente: adolescentes através da mídia, cultura, com uma rapidez incrível, destruindo assim, a única verdade que é também o único caminho para a solução da raça humana.

  • Ensinar a realidade do verdadeiro cristianismo.

  • Mostrar que o cristianismo é a verdade, não mais uma.

  • Respeitar não é necessariamente ficar calado.

  • Não impor a fé, mas persuadir biblicamente, acompanhados do poder do Espírito Santo.

  • Respeitamos as pessoas quando lhes falamos a verdade.

  • Mostrar que quando levamos a sério nosso papel de testemunha, pode haver perseguição.


3 apolog tica segundo a grande comiss o
3. Apologética é segundo a Grande Comissão adolescentes através da mídia, cultura, com uma rapidez incrível, destruindo assim, a única verdade que é também o único caminho para a solução da raça humana.

  • A Grande Comissão nos chama a testemunhar sobre Cristo como único senhor e salvador que ressuscitou dos mortos e sobre seus ensinos.

    O jovem hoje em dia não quer falar ou tem dificuldade de falar de sua fé:

  • Porque considera sua fé apenas como uma opção.

  • Considera que deve respeitar as crenças dos outros como sendo válidas.

  • Porque a pós-modernidade é a era do individualismo.

  • Porque o jovem aceita e pluralismo.


O Dr. Cornélio adolescentes através da mídia, cultura, com uma rapidez incrível, destruindo assim, a única verdade que é também o único caminho para a solução da raça humana.Hegeman nos fala de quatro razões pelas quais nosso testemunho é bastante fraco:

  • Por não ser cristão.

  • Por não estar convencido de que a verdade é bastante certa.

  • Por não conhecer a verdade e estar equivocado.

  • Por não obedecer a Grande Comissão.


  • O testemunho é fraco por não ser cristão adolescentes através da mídia, cultura, com uma rapidez incrível, destruindo assim, a única verdade que é também o único caminho para a solução da raça humana.

    Vários jovens frequentam a igreja, até se tornam membros, por serem de família cristã ou por outra razão qualquer mas nem sempre há um verdadeiro novo nascimento.

    Ninguém pode defender algo que nem ele mesmo é ou em que não crê.

    Precisamos levar nossos jovens a uma verdadeira conversão que vem através da Palavra de Deus, pelo poder do Espírito Santo.


  • O testemunho é fraco por não estar convencido de que a verdade é absolutamente certa

    A fase da adolescência é uma das mais complicadas na vida do ser humano por se caracterizar através de uma crise de identidade e uma busca da mesma.

    O mundo por seu lado oferece vários caminhos e opções (Pv 14:12).

    Nesse período o jovem também busca sentir a vida mais do pensar nela.

    Precisamos levar nossos jovens e adolescentes a pensar, uma vez que a pós-modernidade deixou o homo sapiens para trás e marca a época do homo sensibilis.


  • O testemunho é fraco por não conhecer a verdade e estar equivocado.

    O conhecimento é uma das maiores riquezas e marcas do cristianismo e a falta do mesmo leva o cristianismo à morte ou pobreza (Os 4:6).

    O jovem está preso na ideologia pós-moderna por não conhecer a verdade.

    Mais do que nunca temos meios rápidos e complexos de comunicação, leitura e informação e ao mesmo tempo o jovem é ignorante.


Algumas sugestões: equivocado.

  • Mostrar o desafio que Jesus deu (Jo 8:32).

  • Enfatizar o conhecimento das Escrituras de forma profunda a todos os jovens (Cl 3:16 e I Tm3:15).

  • Ensinar o jovem a unicidade de Deus e do cristianismo, fazendo assim uma apologética contextualizada.

  • Viver como líderes os princípios do Evangelho, ensinando pelo exemplo.


  • O testemunho é fraco por não obedecer a Grande Comissão equivocado.

    O jovem, por várias razões, resiste em obedecer à Grande Comissão:

  • Falta de compreensão de sua fé e a relação dela diretamente com Deus, não com uma religião.

  • Falta de valores definidos.

  • Falta de interesse ou interesses errôneos sobre o Reino de Deus.

  • Individualismo “minha vida é uma coisa e a igreja é outra”.

  • Medo de ser marginalizado.


Algumas sugestões: equivocado.

  • Levar o jovem a entender e ter uma relação direta, pessoal, íntima e profunda com Deus (I Ts 5:17).

  • Levá-lo a entender a importância e o poder transformador do Evangelho (Rm 1:16, 17).

  • Mostrar o que Jesus disse sobre buscar em primeiro lugar o seu Reino e que nós nos esforçamos pelo Reino e não o Reino se coloca a nosso favor (Mt 6:33).

  • Mostrar que a vida do crente não pertence a si mesmo, mas a Deus (I Pe 2:9 e Gl 2:20).

  • Encorajá-lo com a promessa de Cristo “eu venci o mundo” (Jo 16:33 e Ap 12:11).


Conclus o1
Conclusão equivocado.

Cada uma das razões citadas anteriormente como causa do testemunho de um cristão poderia ser fraco nos demonstrar a necessidade dos jovens em diversas áreas, mas o que tem em comum é a necessidade de oferecer uma formação em área da apologética aos nossos adolescentes, estas devem ser passadas de uma forma contextualizada à sua situação.

É normal que se questionem coisas como: Se há tantas religiões, como poderemos saber se o cristianismo possui a verdadeira fé? Como sabemos que o Deus que é pregado é o Deus da Bíblia? Realmente podemos afirmar que há uma verdade absoluta?

Estejamos preparados para responder as suas dúvidas e preparando-os para enfrentar o mundo onde vivem.

Este é o nosso trabalho educativo na área apologética, que possamos fazer com temor e tremor para a glória de Deus.


ad