O PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES (PARFOR) NA BAHIA
Download
1 / 12

CONQUISTA 11 DE AGSTO DE 2011 - PowerPoint PPT Presentation


  • 59 Views
  • Uploaded on

O PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES (PARFOR) NA BAHIA. CONQUISTA 11 DE AGSTO DE 2011.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' CONQUISTA 11 DE AGSTO DE 2011' - cera


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

O FORPROF-BA, criado em 21 de janeiro de 2010, é um espaço de diálogo entre as diversas instâncias representativas da Educação pública na Bahia sobre as ações de desenvolvimento do Programa de Formação dos Professores da Rede Pública no Estado (PARFOR-BA).

O  FORPROF-BA é constituído por representantes:

  • Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE)

  • União Nacional dos Conselheiros Municipais de Educação (UCME)

  • União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (UNDIME)

  • Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES) parceiras (UESC, UESB, UNEB, UEFS, UFBA, UFRB, IFBA, IFBAIANO, UNIVASF)

  • Secretarias Municipais da Educação

  • Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB).


  • As suas decisões garantem os novos rumos de avanço do Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

  • A  iniciativa é da Secretaria da Educação – SEC/BA, através do Instituto Anísio Teixeira - IAT,  e foi implementada de acordo com o decreto 6.755, de 29 de janeiro de 2010, do Ministério da Educação – MEC.


BA Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

RR

MA

PA

AC

AP

AL

AM

PE

TO

PI

SE

RJ

ES

PB

RO

RN

CE

BR

RS

MG

MT

GO

PR

SP

SC

MS

DF

Professores fora da LDB

IDEB


Grupos de trabalhos gt do forprof ba
Grupos de Trabalhos (GT) do FORPROF-BA Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

GT1: Construção do Texto do Plano Nacional de Formação de Docentes da Educação Básica da Bahia: Raquel Rodrigues (ANFOPE), Mônica Torres (UNEB), André Nascimento (UEFS), Neilton da Silva (UFRB);

GT2: Critérios de validação dos professores na Plataforma Freire: Marilene Betros (APLB), Norma Neide Queiroz (UNEB), Lybia dos Santos (IFBA);

GT3: Currículo e Formação Docente: Nildon Pitombo (SEC), Tereza Maraux (SUPROF), Alda Pepe (CEE), Claudionor da Silva (UESB), Norma Videro (CODES);


Grupos de trabalhos gt do forprof ba1
Grupos de Trabalhos (GT) do FORPROF-BA Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

GT4: Organização dos dados de formação docente na Bahia – mapeamento das reais necessidades de formação por território e qualificação da demanda e oferta de cursos; Bites (UNEB), Gilvânia Nascimento, Irene Cazorla (IAT), Marilene Betros (APLB), Luiz Valter de Lima (UNDIME), Flávia Costa (UESC), Norma Vídero (CODES);

GT5: Educação a Distância: Rodrigo Aragão (IAT), João Sedraz (UNIVASF), Silvia Barbosa (UESB), Niels Lima (IFBA), Maridalva Penteado (UESC);


Grupos de trabalhos gt do forprof ba2
Grupos de Trabalhos (GT) do FORPROF-BA Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

GT6: Acompanhamento dos cursos em andamento/política de permanência dos professores-cursistas: Jose Bites (UNEB), Marilene Betros (APLB), Tereza Vilaça (SUPROF), Maria Elisa Santos (UNEB), Alda Pepe (CEE), Nancy Vieira (UFBA), Celeste Castro (UNEB), Luiz Valter de Lima (UNDIME);

GT7: Formação Continuada: Jeudy Aragão (IAT), Luiz Valter de Lima (UNDIME), Gilvânia Nascimento (UCME), Claudionor da Silva (UESB), Eni Bastos (SUPAV).


Taxa de evas o matr cula e real vagas ofertadas
Taxa de evasão (matrícula) e real (vagas ofertadas) Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).


Taxa de evas o do curso de letras
Taxa de evasão do curso de Letras Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).


Taxa de evas o em teixeira de freitas
Taxa de Evasão em Teixeira de Freitas Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).


Desafios
Desafios Programa, tais como: número de vagas ofertadas, novas áreas de formação, as modalidades das aulas (presenciais e, ou a distância), iniciativas de articulação com as prefeituras e a criação dos polos presenciais de formação através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

  • Articulação entre os entes federados

  • Conhecimento da real demanda

  • Articulação com as IPES para a oferta dos cursos

  • Acompanhamento da implementação dos cursos

  • Articulação com as IPES para a instalação do Fórum das Licenciaturas – Formação docente

  • Articulação para o Plano Estadual de Formação de Professores da Bahia


ad