A Dimensão Inovadora da Tecnologia Social
Download
1 / 40

Apresenta - PowerPoint PPT Presentation


  • 110 Views
  • Updated On :

A Dimensão Inovadora da Tecnologia Social. Jesus Carlos Delgado Garcia ITS – Instituto de Tecnologia Social. A nossa missão.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Apresenta' - cayla


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

A Dimensão Inovadora da Tecnologia Social

Jesus Carlos Delgado Garcia

ITS – Instituto de Tecnologia Social


A nossa miss o
A nossa missão

“Promover a geração, o desenvolvimento e o aproveitamento de tecnologias voltadas para o interesse social e reunir as condições de mobilização do conhecimento, a fim de que se atendam as demandas da população”.

O ITS busca contribuir para a construção de "pontes" eficazes das demandas e necessidades da população com a produção de conhecimento do país, qualquer que seja o lugar onde são produzidos (universidades, ONGs, movimentos populares, poder público, etc).


O nosso trabalho
O nosso trabalho

Conhecimento (produção, acesso e gestão)


O que transforma o mundo é a necessidade e não a utopia.”

José Saramago

Prêmio Nobel de Literatura em 1998


Desenvolvimento local participativo sustent vel
Desenvolvimento Local Participativo Sustentável

necessidade

a ponte:

Tecnologia Social

solução


Uma iniciativa do

Em parceria com

e


Objetivo Inicial

Implantar uma Rede de Tecnologia Social que promova e difunda a cultura de Ciência, Tecnologia e Inovação nas ações empreendidas pelo SESI-PR e seus parceiros, a fim de fazer com que o avanço do conhecimento e o acesso às informações atendam prioritariamente às necessidades básicas da população por meio de ações de Responsabilidade Social.


Um conjunto de inova es

Um Conjunto de Inovações

  • Uma forma diferente de praticar a responsabilidade social das empresas, mediante projetos inovadores de solução de demandas ou necessidades sociais.

  • Uma rede de atores da sociedade civil: empresas, ONGs, instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

  • Uma forma inovadora de utilização das tecnologias da informação e comunicação.

  • Uma nova ferramenta de diagnóstico, análise e fortalecimento de Tecnologias Sociais.

  • Uma forma diferente de promover a capacitação e o empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.


Uma forma diferente de praticar a responsabilidade social das empresas, mediante projetos inovadores de solução de demandas ou necessidades sociais.

em Rede

Tecnologias Sociais

Responsabilidade Social Empresarial

e


Uma forma diferente de promover a capacitação e o empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.


Sobre a Tecnologia Social empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

Origens

  • Crise da Visão Tradicional das Políticas de C&T

  • A Tecnologia Apropriada

  • O Movimento CTS – Ciência, Tecnologia e Sociedade

  • Os Novos Movimentos Sociais

  • As Pesquisas Participativas

  • A Pedagogia de Paulo Freire


Crise da vis o tradicional das pol ticas de c t concep o lineal essencialista e triunfalista
Crise da Visão Tradicional das Políticas de C&T empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.:Concepção lineal, essencialista e triunfalista.

+ ciência

+ tecnologia

+ riqueza

+ bem-estar social


Crise da vis o tradicional
Crise da Visão Tradicional empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

  • Percepção de que a ciência e a tecnologia tendem a concentrar a riqueza e a acentuar a desigual distribuição de riqueza e de que já não atuam como agentes niveladores (antibióticos, radio).

  • Percepção de que a ciência e tecnologia são muito eficazes; o problema está em se seus objetivos são socialmente valiosos.

  • Percepção de que as inovações respondem mais a demandas de alto poder econômico, do que a resolução dos grandes problemas da humanidade.

  • Percepção de que freqüentemente criam mais e novos problemas.


Crise da vis o tradicional1
Crise da Visão Tradicional empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

Sentimento de temor e “sociedade do risco” U. Beck

  • Bombas atômicas, efeito estufa, esquentamento global, diminuição da camada de gelo, chuva ácida, aumento do buraco da camada de ozônio, bombas de napalm nas guerras de Coréia e Vietnam, submarinos nucleares, que utilizam energia nuclear para propulsão afundados com toda a tripulação (Kurst, 2000), acidentes industriais como os de Bhopal (India, 1984) e Chernobil (Ucrania, 1986), etc.


Origens da tecnologia social
Origens da Tecnologia Social empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

  • Tecnologia apropriada: Processo de estabelecimento dos efeitos sociais e ambientais de uma tecnologia proposta antes que ela seja desenvolvida, e a tentativa de incorporar elementos benéficos, nas várias fases de seu desenvolvimento e utilização. (E. F. Schumacher, 1883-1946)

    Perguntas importantes para identificar uma tecnologia apropriada:

  • Contempla as necessidades das camadas mais carentes da população?

  • Preserva o meio ambiente?

  • É adequada em relação aos recursos naturais disponíveis?

  • Depende de fontes renováveis de energia ou depende de combustíveis fósseis?


O Movimento CTS – Ciência, Tecnologia e Sociedade empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

  • Orientações:

  • Rejeição da imagem da C&T como atividade pura

  • Crítica da concepção da tecnologia como a concepção da tecnologia como ciência aplicada e neutra;

  • Condena da tecnocracia.

  • Uma proposta de Política de C&T: CTS+I

  • Um campo educativo


A ts dentro do movimento cts
A TS dentro do Movimento CTS empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

  • Insere-se no Movimento CTS

  • Orientação geral: CT+I para a inclusão social, para o bem-estar da população

  • Prioriza necessidades que não chegam a se constituir em demandas para o mercado de CT&I

  • Pauta-se por princípios democráticos


Conceito de Tecnologia Social empoderamento dos atores sociais para o desenvolvimento das ações e do auto-gerenciamento da Rede.

“Conjunto de técnicas, metodologias transformadoras, desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com a população e apropriadas por ela, que representam soluções para inclusão social e melhoria das condições de vida”.


Ela explicita as demandas da população como parte dos objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).

Declaração das ONGs: Ciência e Tecnologia com Inclusão Social


A objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).Tecnologia Social , ao aproximar as demandas sociais da produção de conhecimento, integrando os saberes acadêmicos e tradicionais/populares, com a participação de todos os atores envolvidos no processo de pesquisa e ensino, promove o desenvolvimento humano, sócio-ambiental, cultural e econômico.


Exemplos de Tecnologias Sociais objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).

Soro Caseiro

Café com Floresta (Ipê)

FEBRACE

Emprego com Apóio

Acelera Brasil

Menarca

Cisternas (ASA)

Banco Palmas

Projeto Abelhas Nativas

APAEB (Beneficiamento do Sisal. Valente. Bahia)


Tipos de tecnologia social
Tipos de Tecnologia Social objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).

  • Novos produtos, dispositivos ou equipamentos

  • Novos processos, procedimentos, técnicas, ou metodologias;

  • Novos serviços;

  • Novas inovações sociais organizacionais;

  • Novas inovações sociais de gestão


Temas de tecnologia social
Temas de Tecnologia Social objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).

Segurança alimentar, geração de trabalho e renda, economia solidária, microcrédito produtivo, energia, meio ambiente, tecnologia assistiva, agricultura familiar, agroecologia; sementes crioulas, raças animais crioulas, reforma agrária saneamento básico, educação, desenvolvimento local participativo, saúde pública, direitos da criança e adolescente, moradia popular promoção da igualdade em relação à raça, gênero e de pessoas com deficiência.


Atores de tecnologia social
Atores de Tecnologia Social objetivos para os quais a ciência, a tecnologia e a inovação devem apontar caminhos e soluções. E requer o compromisso e a atuação contínua e articulada das instituições envolvidas no processo (…).

  • As associações civis;

  • As populações tradicionais e/ou comunidades locais de povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos, caiçaras, extrativistas, pescadores, agricultores familiares e catadores.

  • Os assentados e reassentados nos Programas de Reforma Agrária

  • As instituições de ensino superior e tecnológico;

  • Os poderes públicos;

  • As empresas, preferencialmente através da responsabilidade social;

  • Os sindicatos e centrais sindicais;

  • As cooperativas.

  • Os movimentos populares


Uma nova ferramenta de diagnóstico, análise e fortalecimento de Tecnologias Sociais.

a) Pesquisa sobre as tecnologias sociais;

c) Identificação e descrição das características

c) Desenho da estratégia metodológica. Descrição das etapas.

d) Elaboração dos questionários de pesquisa;

e) Produção dos gráficos radar ou rede;

f) Realização da pesquisa;

g) Análise e Avaliação.


As quatro dimens es da tecnologia social
As quatro dimensões da Tecnologia Social fortalecimento de Tecnologias Sociais.


Dimens es da ts na din mica da sua g nese
Dimensões da TS, na dinâmica da sua gênese fortalecimento de Tecnologias Sociais.


As doze caracter sticas da ts agrupadas nos quatro cantos da tecnologia social
As doze Características da TS fortalecimento de Tecnologias Sociais.agrupadas nos quatro cantos da Tecnologia Social


Gráfico Radar Projeto Menarca fortalecimento de Tecnologias Sociais.


Histograma escolhido: Perfil da Entidade fortalecimento de Tecnologias Sociais.Filtro(s) aplicado(s): Nenhum

1 - Associação Civil / ONG;4 - Instituição de Ensino Superior e Tecnológico;5 - Instituição Religiosa;6 - Movimentos Populares;7 - Poder Público;8 – Empresa;11 – Cooperativas;0 - Outros


Histograma escolhido: Perfil da Entidade fortalecimento de Tecnologias Sociais.Filtro(s) aplicado(s): Possui Financiamento Privado = Empresas

1 - Associação Civil / ONG;4 - Instituição de Ensino Superior e Tecnológico;11 – Cooperativas;0 - Outros



Lançamento informação e comunicação.

Curitiba, 05 de Julho

Durante a6ª Mostra de Ação Voluntária


Uma rede de atores da sociedade civil: empresas, ONGs, instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

PARTICIPANTES


Visão instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

Ser referência em Tecnologias Sociais e na articulação de parcerias que potencializem o desenvolvimento sustentável.

Missão

Inspirar, articular e promover ações entre os setores da sociedade, visando mapear, disseminar, reaplicar, aprimorar e criar TS voltadas ao desenvolvimento sustentável.


PRINCÍPIOS instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

a) O comprometimento, a participação e a responsabilidade de seus integrantes pela rede;

b) A pluralidade, acolhendo os diversos atores, saberes e práticas;

c) A multiliderança, a horizontalidade e a isonomia, com autoridades e responsabilidades compartilhadas pelos parceiros;

d) O favorecimento do acesso e compartilhamento das TS;

e) A sustentabilidade, como ponto de apoio para as TS;

f) A promoção de parcerias, fortalecendo a aproximação entre os atores;

g) A transparência na forma de atuação e condução da rede;

h) A conduta ética de seus integrantes.


Termo de Adesão instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

A entidade __________ compartilha da missão, dos objetivos e dos princípios acima e declara-se participante da Rede de Inovação Social.


www.redeinovacaosocial.org.br instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.


Contato its
Contato ITS instituições de ensino e pesquisa, articulados em torno do projeto.

Instituto de Tecnologia Social - ITS

Rua Rêgo Freitas, 454 - cj. 73 - República

CEP 01220-010 São Paulo – SP

Tel.: (11) 3151 6499 / 3151 6499

E-mail: [email protected]

[email protected]

www.itsbrasil.org.br


ad