PROJETO DE PESQUISA
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 9

PROJETO DE PESQUISA DIAGNÓSTICO DOS SISTEMAS DE CONTROLE DE CUSTOS UTILIZADOS NO SETOR DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS: ESTUDOS DE CASOS EM EMPRESAS DO GRANDE ABC PowerPoint PPT Presentation


  • 49 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

PROJETO DE PESQUISA DIAGNÓSTICO DOS SISTEMAS DE CONTROLE DE CUSTOS UTILIZADOS NO SETOR DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS: ESTUDOS DE CASOS EM EMPRESAS DO GRANDE ABC. Aluna: Débora Bruneti Maia Orientador: Prof. Dr. Fernando Cezar Leandro Scramim 2011. OBJETIVO.

Download Presentation

PROJETO DE PESQUISA DIAGNÓSTICO DOS SISTEMAS DE CONTROLE DE CUSTOS UTILIZADOS NO SETOR DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS: ESTUDOS DE CASOS EM EMPRESAS DO GRANDE ABC

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


PROJETO DE PESQUISA

DIAGNÓSTICO DOS SISTEMAS DE CONTROLE DE CUSTOS UTILIZADOS NO SETOR DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS: ESTUDOS DE CASOS EM EMPRESAS DO GRANDE ABC

Aluna: Débora Bruneti Maia

Orientador: Prof. Dr. Fernando Cezar Leandro Scramim

2011


OBJETIVO

Pesquisar os sistemas de análise e controle de custos utilizados atualmente nas transportadoras da região do Grande ABC.

  • Revisão bibliográfica;

  • Estabelecimento de uma tipologia para transportadoras ;

  • Diagnóstico atual das metodologias aplicadas;

  • Considerações sobre o estado atual dos sistemas de custeio no âmbito das empresas pesquisadas.

METODOLOGIA

A metodologia proposta pode ser dividida nas seguintes etapas:

ETAPA 1 – Revisão Bibliográfica;

ETAPA 2 – Delimitação dos limites do trabalho;

ETAPA 3 – Diagnóstico dos sistemas atuais de análise e controle de custos nas firmas estudadas;

ETAPA 4 – Tratamento dos dados obtidos e confrontação dos modelos teóricos propostos na literatura versus a situação real nas empresas;

ETAPA 5 – Proposição de diretrizes relativas ao desenvolvimento e a implantação de sistemas de custeio;

ETAPA 6 – Elaboração do Relatório;

ETAPA 7 – Divulgação dos resultados via publicações científicas e via seminários para as empresas.


MÉTODO DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO

  • Este método consiste na apropriação dos custos (diretos, indiretos, fixos, variáveis) aos produtos;

  • Apropriação dos custos diretos;

  • Apropriação dos custos indiretos;

  • Distribuição dos custos indiretos por centro de custos;

  • Alocação de custos de um departamento para outro;

  • Distribuição dos custos aos produtos.

Custo Total

Direto

Indireto

Departamentos

de Apoio

Departamentos

Operacionais

Figura 1.1 – Esquema Geral do Sistema de Custeio por Absorção.

R

Produto X

Departamentos

Operacionais

R

Produto Y

Produto Z

Fonte: MARTINS (2010)


MÉTODO DE CUSTEIO DIRETO OU VARIÁVEL

  • O método de custeio direto é realizado com a finalidade de se evidenciar a relação entre custo e volume e dados de lucro em curto prazo.

  • Custos do produto;

  • Custos do período;

  • Nasce o conceito de Margem de Contribuição;

  • Impede a manipulação do lucro.

MÉTODO DE CUSTEIO PADRÃO

  • Custo determinado a priori;

  • Previsão do que os custos reais devem ser dentro de condições projetadas;

  • Padrão Básico;

  • Padrão Corrente:

  • Padrão real esperado

  • Padrão normal

  • Padrão teórico.


SISTEMA DE CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES (ABC)

  • Surgimento em 1986;

  • Classificação das atividades:

  • Atividades que Agregam Valor (A)

  • Atividades que Não Agregam Valor ou Atividades “Parasitas” (N)

  • Atividades de Valor Incorporando Atividades N (AN)

  • Atividades de Suporte (S).

ETAPAS DA IMPLANTAÇÃO DO ABC

ETAPA 1 - Análise dos processos empresariais;

ETAPA 2 - Compreensão do comportamento destas atividades;

ETAPA 3 - Cálculo do custo das atividades que compõem os processos;

ETAPA 4 - Identificação das causas principais dos custos das atividades;

ETAPA 5 - Alocação dos custos aos produtos de forma proporcional ao grau de utilização

das bases de relação.


Inventário de

Material (Depto)

Engenharia de

Fabricação (Depto)

Setup (Depto)

Recursos Indiretos

  • A característica principal do sistema de custeio por atividade (ABC) é a associação de todos os custos diretos, sejam eles fixos ou variáveis, aos produtos, mercadorias e serviços;

Setup de Máquinas

Suporte de Mão de Obra Direta

Administrar

Peças

Figura 1.4. – Sistema de Custeio ABC (Primeira Geração do ABC)

Atividades Diversas

Custos atribuídos aos produtos

baseado na utilização

dos recursos

Produto

2

Produto

3

Produto

1

Produtos

Fonte: COOPER e KAPLAN (1991)


Visão da Alocação

dos Custos

Figura 1.5. – Estrutura de Blocos do Custeio ABC (Segunda Geração do ABC)

Recursos

Direcionadores

de Recursos

Alocação

dos Recursos

Custos dos

Processos/

Oport. Melhoria

Análise dos

Processos do

Negócio

Medidas de

Performance

Processos

Atividades

Alocação

das Atividade

Direcionadores

de Atividades

Objeto de

Custo

Fonte: DI DOMENICO (1994 : 59)


  • PRÓXIMOS PASSOS

  • Seleção das empresas: empresas do ramo de transportes de cargas serão selecionadas;

  • Aplicação do questionário: à partir da seleção dessas empresas um questionário será aplicado para assim definirmos qual é o método de cálculo de custo utilizado pela empresa em questão;

  • Tratamento dos dados da pesquisa: os dados obtidos com a aplicação do questionário serão analisados, com o objetivo de esclarecermos se o método usado pela empresa é o mais adequado.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

COOPER, R. & KAPLAN, R. Profit Priorities from activity-based-costing.Harvard Business Review, maio-junho, 1991.

DI DOMENICO, G. B. Implementação de um Sistema de Custos Baseado em Atividades em um Ambiente Industrial. Dissertação de Mestrado. UNICAMP, Campinas, 1994.

HORNGREN, C. T.; FOSTER, G.; DATAR S. M. Contabilidade de Custos: uma abordagem gerencial. 11. edição. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

MARTINS, E. Contabilidade de Custos, São Paulo, Ed. Atlas, 2010.

SCRAMIM, F. C. L., Sistemas para análise e controle de custos para laticínios: diagnóstico e proposição de metodologias. Dissertação de Mestrado. UFSCAR, São Carlos, 1999.


  • Login