SINAPSE
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 27

SINAPSE PowerPoint PPT Presentation


  • 94 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

SINAPSE. CRISTINA MARTINS E SIMONE PIRES. A transmissão química entre células nervosas é o principal meio pelo qual as células nervosas comunicam-se. Dois tipos distintos de tráfego intracelular de membranas. I- Tráfego constitutivo II-Tráfego especializado ou regulado.

Download Presentation

SINAPSE

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


SINAPSE

CRISTINA MARTINS E SIMONE PIRES


A transmissão química entre células nervosas é o principal meio pelo qual as células nervosas comunicam-se


Dois tipos distintos de tráfego intracelular de membranas

I- Tráfego constitutivo II-Tráfego especializado ou regulado


CICLO DA VESÍCULA SINÁPTICA NA TERMINAÇÃO NERVOSA


COMPOSIÇÃO DAS VESÍCULAS SINÁPTICAS

Funcionalmente, as proteínas de vesícula são separadas em dois grupos:

1) Proteínas de transporte que executam a captação de neurotransmissores e outros componentes para dentro das vesículas: bomba de prótons, transportadores de neurotransmissores, transportadores de cloreto e zinco, etc

2) Proteínas de tráfego que atuam no tráfego intracelular de vesículas sinápticas: Proteínas Rab,sinapsinas, anfifisina, AP2, dinamina, dineína, etc


PRINCIPAIS PROTEÍNAS DE VESÍCULA SINÁPTICA


A CLATRINA NA FORMAÇÃO DE VESÍCULAS SINÁPTICAS


O COMPLEXO ADAPTADOR DE CLATRINA (AP)


MONTAGEM DAS REDES DE CLATRINA


ANCORAGEM E FUSÃO DE VESÍCULAS SINÁPTICAS


sinaptobrevina

Rabfilina 3A

sinaptofisina

sinaptotagmina

sintaxina

A MAQUINARIA BÁSICA DE ANCORAGEM E FUSÃO DE VESÍCULAS

A hipótese SNARE

Rab3A

nSec1

Canal de cálcio

SNAP-25


UMA SÉRIE DE INTERAÇÕES PROTEÍNA-PROTEÍNA ATUA NO DIRECIONAMENTO, ANCORAGEM E FUSÃO DE VESÍCULA.

1.Transporte de vesícula - proteínas associadas ao citoesqueleto

2.Direcionamento de vesículas – exocitose – complexo sec6/8

3.Travamento da vesícula – o complexo rab.

4.A ancoragem da vesícula – o complexo SNARE

5.Fusão de vesículas


COMPLEXO SEC6/8

DIRECIONAMENTO

TRAVAMENTO

Rab p115/Uso 1

DOCKING

COMPLEXO SNARE

CÁLCIO, GTP, ???

FUSÃO


REGULADORES ADICIONAIS AUMENTAM A PRECISÃO DA EXOCITOSE NA SINAPSE

Três candidatos reguladores são as proteínas de vesícula sináptica:

1) sinapsinas

2) CAPS(calcium-dependent activator protein for secretion).

3) sinaptotagmina


EXOCITOSE


PROTEÍNAS ENVOLVIDAS NA EXOCITOSE


ESTADOS CONFORMACIONAIS E FORMAÇÃO DO COMPLEXO SNARE


MODELO HIPOTÉTICO DA UNIÃO DE MEMBRANAS PELO COMPLEXO SNARE


ENDOCITOSE


PASSOS DA ENDOCITOSE

Recrutamento das proteínas de revestimento ( AP2, AP180 e clatrina), talvez interações com sinaptojanina e motivos de tirosina

Invaginação da membrana revestida dependente de endofilina

Actina, intersectiva, dinamina e anfifisina ????


Estreitamento da região do pescoço pode envolver diversos fatores como: actina, intersectiva, dinamina e anfifisina

A fissão depende da dinamina, provavelmente em cooperação com outras proteínas


A perda do revestimento de clatrina depende de Hsc 70, auxilina e provavelmente sinaptojanina

A actina pode participar no transporte da vesícula endocitada


AP2

CLATRINA

ANFIFISINA

EP S15

ARRESTINA

RECEPTOR

DINAMINA


RECEPTOR

MOTIVO YXX

AP2

DINAMINA

ANFIFISINA

EP S15

SINAPTOJANIN

EPSINA


  • Login