Aluna ana maria cavalcante de araujo orientadora profa ms maria elena de gouv a 2009
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 16

Aluna: Ana Maria Cavalcante de Araujo Orientadora: Profa. Ms. Maria Elena de Gouvêa 2009 PowerPoint PPT Presentation


  • 71 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

PROJETO DE PESQUISA.

Download Presentation

Aluna: Ana Maria Cavalcante de Araujo Orientadora: Profa. Ms. Maria Elena de Gouvêa 2009

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


PROJETO DE PESQUISA

Aprendizagem significativa para crianças e adolescentes portadores de câncer, tratados no ambulatório de oncologia da Faculdade de Medicina da Fundação ABC e/ou envolvidos com o projeto Casa de Apoio Ronald McDonald a partir da estratégia metodológica da Caixa Temática de Mosaico.

Aluna: Ana Maria Cavalcante de Araujo

Orientadora: Profa. Ms. Maria Elena de Gouvêa

2009


Grupo de estudos e extensão – envolvimento no projeto

2007 - Projetos temáticos com duração de 30 dias em média

2008 - Nova demanda - adaptações de rotina de trabalhos

Apoio pedagógico às lições de casa

Atividades de acordo as séries escolares

Aulas agendadas com atividades programadas

2009 - Softwares educativos, jogos e Kits pedagógicos


2009 - PROJETO DE PESQUISA – CAIXA TEMÁTICA DE MOSAICO

TEMA: “ O TEMPO”

Escolhido com base no PCN de Matemática

Subitem Grandezas e Medidas

Séries Iniciais do Ensino Fundamental

  • Considerando a interdisciplinaridade, trabalha-se paralelamente a Língua Portuguesa; tanto na alfabetização como na produção de textos.


FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

O desenvolvimento desta metodologia de trabalho tem como base a concepção de aprendizagem significativa encontrada nos pressupostos construtivistas da educação, processo pelo qual o sujeito modifica sua estrutura de conhecimento. Nesta abordagem, o aluno assume papel ativo no processo de reconstrução do saber apresentado e o professor, papel mediador entre o sujeito e o conhecimento. A dinâmica de trocas permite que a interação seja elemento fundamental no processo de compreensão do saber.


PROPOSTA

  • Permitir a curiosidade ao aluno

  • Motivar o processo de descoberta do

    conhecimento

  • Reconstruir o conhecimento

  • Possibilitar a apropriação do mesmo

    respeitando os critérios que norteiam a

    aprendizagem significativa

Segundo Vygotsky (Castorina, 1996) temos que propor ações que criem potenciais nas crianças para que a aprendizagem se efetive pela criação da Zona de Desenvolvimento Proximal, motivando concretamente o aluno/paciente a aprender.


OBJETIVOS

Desenvolver um processo de aprendizagem significativa, a partir das diferentes áreas do conhecimento, junto a crianças e adolescentes portadores de câncer, vivendo em casas de apoio ou em situação hospitalar.


METODOLOGIA

Desenvolvimento de três caixas de mosaico

É intencional aguçar o desejo do saber. Será apresentado ao sujeito uma caixa cujo conteúdo o remete ao mundo do conhecimento a partir de atividades lúdicas

As caixas serão decoradas com tudo o que estiver relacionado ao tema proposto:

  • mosaico de figuras;

  • de ícones;

  • números;

  • letras;

  • palavras;

  • frases;

  • poesias;

  • músicas...


FASES DO PROJETO

1. Realizações do primeiro semestre:

  • Curso de extensão Pedagogia Hospitalar

  • Curso EAD Capacitação em TDAH

  • Congresso, Feira, Jornada, Palestras, Seminários

  • Aprovação de Pôster o IX Educere

2. As caixas estão em fase de produção e desenvolvimento.


FASES DE PRODUÇÃO

As três caixas foram confeccionadas em madeira com formato de gaveta que serão utilizadas para armazenamento dos envelopes com as atividades


Posteriormente serão decoradas conforme amostra piloto


QUADRO GERAL DAS ATIVIDADES REALIZADAS

Registro efetuado pelo aluno / paciente ao término das atividades do dia. Outro fator para motivar seus estudos. O próprio aluno controla suas produções.


PROCESSO DE AVALIAÇÃO DO ALUNO

Haverá um pré-teste, uma avaliação processual e uma avaliação somativa ao final de cada experiência.

ANÁLISE DOS RESULTADOS

Os resultados serão analisados a partir do material acima apresentado


REFERÊNCIAS

BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais. Ensino Fundamental – Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1996.

CASTORINA, José Antonio; FERREIRO, Emilia; LERNER, Delia; OLIVEIRA, Marta Kohl de; SCHILLING, Claudia Trad. Piaget-Vygotsky: novas contribuições para o debate. São Paulo: Ática, 1996.

FREITAS, Luiz Carlos de. Seriação e Avaliação: Confronto de lógicas. São Paulo: Moderna, 2003.

MACEDO, Lino de. Ensaios Pedagógicos. Como construir uma escola para todos. Porto Alegre; Artmed. 2005.

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de aprendizagem. São Paulo: EPU, 1999.

NUCCI, Nely A. Guernelli. A Criança com Leucemia na Escola. Campinas: Livro Pleno, 2002.

PIAGET, Jean. A noção de tempo na criança. Rio de Janeiro: Record; 2002.

ROGERS, Carl R. Liberdade para aprender. Belo Horizonte: Interlivros, 1971.


“Professor bom não é aquele que dá uma aula perfeita, explicando a matéria. Professor bom é aquele que transforma a matéria em brinquedo e seduz o aluno a brincar. Depois de seduzido o aluno, não há quem o segure”.

Rubem Alves


Obrigada!


  • Login