Novas regras de faturação e interação com a Autoridade Tributária (AT) a partir de 1 de janeiro...
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 8

11 de dezembro de 2012 PowerPoint PPT Presentation


  • 62 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Novas regras de faturação e interação com a Autoridade Tributária (AT) a partir de 1 de janeiro de 2013. 11 de dezembro de 2012. TECONTAL. NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA FATURAÇÃO

Download Presentation

11 de dezembro de 2012

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


11 de dezembro de 2012

Novas regras de faturação e interação com a Autoridade Tributária (AT) a partir de 1 de janeiro de 2013

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

FATURAÇÃO

Todos os sujeitos passivos de IVA devem emitir fatura por todas as operações que efetuem, incluindo com consumidores finais, independentemente do pedido ou não destes, inclui-se igualmente os pagamentos antecipados.

Deixa de ser possível a emissão de documentos diferentes da fatura, tal como vendas a dinheiro, faturas-recibo, etc.

Notas de débito e crédito apenas para correção de faturas e têm que fazer menção à fatura retificada e fazer menção dos elementos alterados.

É criada a fatura simplificada (artº 40º do CIVA) que vem substituir o talão de venda, logo deixa de ser possível a sua emissão.

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

FATURAÇÃO

Esta pode ser emitida nas seguintes condições:

-Transmissões de bens efetuadas por retalhistas ou vendedores ambulantes a adquirentes não sujeitos passivos, quando o valor da fatura não seja superior a € 1000;

-Outras transmissões de bens e prestações de serviços, independentemente da qualidade do adquirente ou destinatário, quando o valor da fatura não seja superior a € 100.

A fatura simplificada deve conter apenas os seguintes elementos:

-O nome ou denominação social e NIF do fornecedor;

-A quantidade e denominação usual dos bens/serviços transmitidos/prestados;

-O preço líquido de imposto, a taxa aplicável e o valor do imposto ou o preço com imposto incluído e a taxa aplicável.

-O NIF do adquirente, quando seja sujeito passivo do imposto e quando este não seja, o solicite.

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

FATURAÇÃO

Portanto a fatura simplificada não contempla a indicação do nome e morada do adquirente, do motivo da não aplicação do imposto, nem da data em que os bens/serviços foram colocados à disposição do adquirente, para incluir estes elementos terá de ser emitida fatura “normal” nos termos do artº 36º do CIVA.

Pode ser processada através de máquinas registadoras, terminais eletrónicos ou balanças eletrónicas, com registo obrigatório no rolo interno da fita da máquina e nas quais seja possível introduzir o NIF do adquirente.

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

FATURAÇÃO

Atenção seja em que situação for, fatura ou fatura simplificada, quando emitida por equipamento informático ou máquina registadora é obrigatória a inscrição do NIF do adquirente quando este o solicite, quando não, será inscrito 999999990, a inscrição manual em documentos emitidos por equipamentos invalida fiscalmente o mesmo.

Nas situações de serviços de transporte, estacionamento, portagens e entradas em espetáculos, a obrigação de emissão de fatura pode ser cumprida com a emissão do respetivo bilhete, porém e caso o adquirente seja um sujeito passivo de IVA, o imposto incluído não é dedutível.

Os sujeitos passivos que pretendam ver equiparados certos documentos de uso comercial a faturas, caso de vendas a dinheiro, fatura-recibo, etc., devem solicitar autorização ao Ministro das Finanças, nos termos do nº 7 do artº 40º do CIVA.

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

FATURAÇÃO

De referir ainda novas menções que deverão constar nas faturas, das quais destacamos as mais usuais:

-Nas situações de elaboração das faturas pelo adquirente de bens/serviços passa a ser obrigatória a menção “Autofaturação”

-Nas situações de inversão do sujeito passivo, por exemplo, prestações de serviços de construção civil e comércio de sucatas, em vez da expressão “IVA devido pelo adquirente”, passa a ser obrigatória a menção “IVA-autoliquidação”

-Nas situações do regime especial de tributação dos bens em segunda mão, objetos de arte, de coleção e antiguidades, passam a ser obrigatórias as seguintes menções:

...”Regime da margem de lucro-Bens em segunda mão”

...”Regime da margem de lucro-Objetos de arte”

...”Regime da margem de lucro-Objetos de coleção e antiguidades”

-Nas situações de emissão de faturas referentes a juros, encargos bancários, etc., passa a ser obrigatória a menção “IVA-Isento Artº 9º”

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

COMUNICAÇÃO

A partir de 1 de janeiro de 2013 passa a ser obrigatória, para os sujeitos passivos que pratiquem operações sujeitas a IVA, a comunicação à AT, até ao dia 8 do mês seguinte, os elementos das faturas emitidas no mês anterior.

A comunicação deverá ser efetuada através de transmissão eletrónica de dados, pelas seguintes vias:

-Por transmissão eletrónica de dados em tempo real, integrada em programa de faturação eletrónica;

-Através de envio de ficheiro SAF-T (PT).

Os sujeitos passivos que não são obrigados a produzir o ficheiro SAF-T (PT), a comunicação será efetuada das seguintes formas:

11 de dezembro de 2012


11 de dezembro de 2012

TECONTAL

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AUTORIDADE TRIBUTÁRIA

COMUNICAÇÃO

-Por inserção direta no Portal das Finanças;

-Por outra via eletrónica a definir em portaria do Ministro das Finanças.

O sistema de envio da comunicação deverá ser mantido para o mesmo ano civil.

Os elementos da fatura a incluir na comunicação à AT são os seguintes:

-NIF do emitente;

-Nº da fatura;

-Data de emissão;

-Tipo de documento (fatura,fatura simplificada,nota débito e nota de crédito);

-NIF do adquirente que seja sujeito passivo de IVA, ou não sujeito passivo quando este o solicite;

-Valor tributável da operação;

-Taxas aplicáveis;

-Motivo da não aplicação do IVA;

-Montante do IVA liquidado;

11 de dezembro de 2012


  • Login