Aula 3 normas relativas ilumina o natural
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 19

Aula 3 Normas relativas à iluminação natural PowerPoint PPT Presentation


  • 83 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DAU802 – ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO. Aula 3 Normas relativas à iluminação natural. DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI.

Download Presentation

Aula 3 Normas relativas à iluminação natural

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOUNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIACENTRO DE TECNOLOGIACURSO DE ARQUITETURA E URBANISMODAU802 – ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

Aula 3Normas relativas à iluminação natural

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Normas brasileiras aplic veis ao projeto de ilumina o

Normas brasileiras aplicáveis ao projeto de iluminação

NBR 5461 – 1991 – Iluminação: terminologia

NBR 5413 – 1992 – Iluminância de interiores: procedimento

NBR 5382 – 1985 – Verificação de iluminância de interiores: procedimento

NBR 15215 – 2004 – Iluminação natural – Parte 1: conceitosbásicos e definições

NBR 15215 – 2004 – Iluminação natural – Parte 2: procedimentos de cálculopara a estimativadadisponibilidade de luz natural

NBR 15215 – 2004 – Iluminação natural – Parte 3: procedimento de cálculopara a determinaçãodailuminação natural emambientesinternos

NBR 15215 – 2004 – Iluminação natural – Parte 4: verificação experimental das condições de iluminaçãointerna de edificações – Método de medição


Nbr 5461 terminologia

NBR 5461 - terminologia

  • Radiação – grandezas e unidades

  • Visão – reprodução de cores

  • Colorimetria

  • Emissão – propriedadesópticas dos materiais

  • Mediçõesradiométricas

  • Efeitosactínicosdaradiaçãoóptica

  • Fontes de luz

  • Componentes de lâmpadas e dispositivosauxiliares

  • Luminontécnica

  • Luminárias e seuscomponentes

  • Sinalização visual


Nbr 5413 n veis de ilumin ncia

NBR 5413 – níveis de iluminância

  • Iluminância – fluxoluminosorecebidoporumasuperfícieem um ponto e área infinitesimal adjacente

  • Iluminânciamédiamínimapara a iluminação artificial

  • A iluminânciadeve ser medidasobre o campo de trabalho, quandoestenão for definido, medir a 0,75m do piso

  • Iluminaçãosuplementar – complementodailuminaçãomédiajunto à tarefa visual

  • A iluminânciaemqualquerponto do campo de trabalhonãodeve ser inferior a 70% dailuminânciamédia


Nbr 5413 n veis de ilumin ncia1

NBR 5413 – níveis de iluminância

  • Iluminânciaporclasse de tarefasvisuais (dificuldadedatarefa visual a ser desenvolvida)

SELEÇÃO DA ILUMINÂNCIA

Fatores determinantes da iluminância adequada:

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 5413 n veis de ilumin ncia2

NBR 5413 – níveis de iluminância

  • Somar os três valores

  • Conforme o resultado, assume-se o valor:

Na tabela 1 Iluminância por classe de tarefa visual assumir

Por exemplo, oficina de artesanato para terceira idade com fins lucrativos

55 anos (1) ; importante (0); < 30% (1) – total = 2

Segundo tabela acima, temos de assumir maior valor relativo à classe (tarefa com resquisitos especiais) – maior valor igual a 2.000 lux

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 5413 n veis de ilumin ncia3

NBR 5413 – níveis de iluminância

  • Iluminância por atividades

SELEÇÃO DA ILUMINÂNCIA

  • Assumir valor do meio em todos os caso, exceto nas situações abaixo

  • Assumir valor mais alto quando:

    • Tarefa com contrastes e reflectâncias bastante baixos

    • Erros são de difícil correção

    • Trabalho visual é crítico (muito importante)

    • Alta produtividade ou precisão

    • Baixa capacidade visual

  • Assumir valor mais baixo quando:

    • Tarefa com contrastes e reflectâncias altos

    • Velocidade e precisão não são importantes

    • Tarefa é executada ocasionalmente

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 5382 verifica o

NBR 5382 – verificação

  • Para áreas retangulares, medição da iluminância média sobre um plano horizontal proveniente da iluminação geral

  • Fatores que influenciam nos resultados:

    • Reflectâncias

    • Tipo de lâmpadas e vida da lâmpada

    • Voltagem

    • Instrumentos usados

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 5382 verifica o1

NBR 5382 – verificação

  • Tempo de estabilização das fotocélulas – 5 a 10 minutos

  • Posição das fotocélulas – 80 cm do piso – plano horizontal

  • Conforme a distribuição da iluminação artificial no teto do recinto, a norma recomenda a tomada de pontos específicos de leitura

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 15215 ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural

  • Parte 1 – complementa conceitos e definições apresentados na norma NBR5461 principalmente à terminologia aplicada à iluminação natural

  • Parte 2 – estabelece procedimentos estimativos de cálculo da disponibilidade de luz natural em planos verticais e horizontais no exterior para condições de céu claro, encoberto e parcialmente encoberto, referência importante para o desenvolvimento de pesquisas na área de iluminação natural

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Nbr 15215 ilumina o natural1

NBR 15215 – Iluminação natural

  • Parte 3 – estabelece procedimento de cálculo para estimativa de disponibilidade de iluminação natural em interiores para um ponto horizontal, utilizando o conceito de Daylight Factor

  • Parte 4 – prescreve métodos para a verificação experimental das condições de iluminância e luminância de ambientes internos

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Medições das condições de iluminância e luminância

  • Mediçõesreais (in loco) e mediçõesemmodelosemescalareduzida (nãomenor do que 1:40)

  • Recomendainstrumentação

    • Fotômetros com sensores de silício

    • Luxímetros e luminancímetros

    • Dimensões dos sensores – menorespossível, nãomaiores do que 20 cm naescala real ouequivalentenaescala dos modelos

    • Qualidade dos instrumentos (tabela 1 p. 4)


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Medições reais (in loco)

    • Considerar ponto os pontos da tarefa visual

    • Posição do sensor e nivelamento

    • Sombras sobre a fotocélula

    • Ambiente desocupado e ocupado

    • Estabilização da fotocélula (5 a 10min)

    • 0,75cm do piso

    • Verificar e medir as condições de iluminância no exterior


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Quantidade de pontos a seremmedidos:

ÍNDICE DO LOCAL K:

C × L

K =

Hm × (C+L)

Onde:

L – largura do ambiente em metros

C – comprimento do ambiente em metros

Hm – distância vertical entre o plano da tarefa visual e a verga da janela em metros


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Quantidade de pontos a serem medidos, conforme o valor de K:

Quantidade mínima de pontos a serem medidos


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Distribuição dos pontos a serem medidos:

  • O ambiente interno deve ser dividido em áreas iguais, com formato próximo ou igual a um quadrado.

  • A iluminância E é medida no centro de cada área.

  • Deve-se planejar a malha evitando pontos muito próximos às paredes.

  • recomenda-se um afastamento mínimo de 0,50 m.

  • Sempre que possível deve-se fazer d1 = d2.

  • Medir iluminância externa de referência.


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Medições em modelos em escala reduzida

    • Menor escala 1:40

    • Não requer compensações em função da escala

    • Cuidar a dimensão dos sensores (no caso de esc 1:40, sensores deverão ter 0,5 cm de diâmetro)


Aula 3 normas relativas ilumina o natural

NBR 15215 – Iluminação natural Parte 4: verificação experimental das condições de iluminação interna de edificações – método de medição

  • Medições em modelos em escala reduzida

    • Todas as superfícies devem estar presentes

    • Acesso ao interior (exceto modelos volumétricos)

    • Similaridade das reflectâncias de superfícies

    • O modelo não deve ter “vazamentos “de luz

    • Obstruções externas devem apresentar tamanho e reflectâncias similares ao real

    • Detalhar aberturas

    • Planejar pontos de medições


Exerc cio de aplica o da nbr 15215 parte 4

Exercício de aplicação da NBR 15215 – Parte 4

  • Fazer medição in loco para o dia e horário da aula DAU802 para a sala 211 (no grande grupo).

  • Considerar apenas uma medida para cada ponto

  • Medir com e sem iluminação artificial.

  • Montar gráficos com a relação dos níveis de iluminância medidos e a distância dos pontos à janela e calcular o fator de luz do dia correspondente.

  • Gerar relatório individual que deve conter: folha de rosto, introdução, objetivos, métodos e instrumentos, resultados e discussão, conclusões e referências bibliográficas.

DAU 808 ILUMINAÇÃO NATURAL NO AMBIENTE CONSTRUÍDO

PROFA GIANE DE CAMPOS GRIGOLETTI


  • Login