As morais brasileiras
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 26

As morais brasileiras PowerPoint PPT Presentation


  • 57 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

As morais brasileiras SROUR, Robert Henry. Ética empresarial: posturas responsáveis na política e nas relações pessoais. Disciplina : Ética Profissional Prof.: Suzana Barbosa, Msc Equipe : André Auras, Diego Franco, Ismael Volpato e Felipe Michels.

Download Presentation

As morais brasileiras

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


As morais brasileiras

As morais brasileiras

SROUR, Robert Henry. Ética empresarial: posturas responsáveis na política e nas relações pessoais.

Disciplina: Ética Profissional

Prof.: Suzana Barbosa, Msc

Equipe: André Auras, Diego Franco, Ismael Volpato e Felipe Michels

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

1


Qual o objetivo da apresenta o

>> Refletir sobre a moral na cultura brasileira

“É fundamental compreender o contexto cultural no qual os brasileiros desenvolvem suas práticas administrativas ... A cultura do gestor brasileiro é conhecida internacionalmente pela sua flexibilidade e adaptabilidade”. BISPO et al (2007).

Sumário:

Formalismo e relações de dependência

Traços da cultura brasileira

A moral da integridade x moral do oportunismo

Efeitos da dupla mensagem

Qual é o objetivo da apresentação?

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

2


Din mica

Dinâmica

  • Pesquisa individual anônima

    • Responda sim ou não às perguntas;

    • Não divulgue seus resultados;

    • O resultado será demonstrado ao final da apresentação.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

3


Formalismo e rela es de depend ncia

Formalismo e relações de dependência

  • Formalismo – velho traço cultural brasileiro

    • Discurso x prática

    • País legal x país real

    • Códigos de conduta x expedientes espertos

  • Surge o conceito de duas morais que convivem “harmonicamente” ainda que sejam antagônicas

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

4


Formalismo e rela es de depend ncia1

Formalismo e relações de dependência

  • As melhores práticas de gestão empresarial são incompatíveis com a cultura brasileira da dupla moral?

    • A cultura resiste mas se adapta

    • Exemplo do Japão

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

5


Formalismo e rela es de depend ncia2

Formalismo e relações de dependência

  • Relações de dependência:

  • “Alguns agentes participam das decisões e regalias, muitos outros se conformam em sua subalternidade... desfrutando de um feixe de garantias”.

    • Assimetria e hierarquia (imposição e conformismo)

    • União e sujeição entre tutores e tutelados

    • Vínculos de lealdade e fidelidade

    • Paternalismo para com afilhados e agregados

    • Reduzem dependentes à menoridade

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

6


Formalismo e rela es de depend ncia3

Formalismo e relações de dependência

  • Sistema de mercado x de corporação (baseado nas relações de dependência)

    • Mercado:

      • Exige resultados

      • Posição social adquirida

  • Corporação:

    • Exige “entrar no esquema”, ser um apadrinhado

    • Posição social atribuída – depende de:

      • Quantidade e qualidade das relações entre os agentes

      • Lealdade do protetor e protegido

      • Traços / história comum

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

7


Formalismo e rela es de depend ncia4

Formalismo e relações de dependência

  • As relações de dependência caracterizam a história brasileira assim como as relações de independência a história norte-americana

  • Nas últimas décadas a tradicional forma de relação social tem mudado, mas ainda prevale principalmente na economia clandestina e informal

  • “Em uma época na qual a flexibilidade, a agilidade e a criatividade estão em alta nas organizações, o 'jeitinho' pode se traduzir em vantagem competitiva para os brasileiros e suas organizações... Entretanto … a linha que separa 'jeitinho' da corrupção é muito tênue e precisa ser amplamente discutida”. BISPO et al (2007).

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

8


Tra os da cultura brasileira

Traços da cultura brasileira

  • Costumeiramente considerado relação de dependência

  • Alguns traços seculares da identidade brasileira:

    • Informalidade, afetividade, espontaneidade;

    • Jeitinho brasileiro e troca de favores;

    • Levar vantagem rapidamente;

    • Evitar incertezas;

    • Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

9


Tra os da cultura brasileira1

Traços da cultura brasileira

  • Brasil – Predomínio da gestão autoritária?

  • Novas formas de gestão – É possível?.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

10


Tra os da cultura brasileira2

Traços da cultura brasileira

  • Características da sociedade brasileira se refletem nas formas de gestão.

  • Historicamente podemos provar que é possível a troca na maneira de gestão

    • Exemplo do controle da força de trabalho no século XIX.

  • Relação entre as formas de gestão e relação de propriedade

    • Exemplo do trem e do metrô

    • Não é exclusividade brasileira

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

11


Tra os da cultura brasileira3

Traços da cultura brasileira

  • Competição inovadora

  • Controle sem repreensão

  • Inteligência ética

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


Tra os da cultura brasileira4

Traços da cultura brasileira

" E ensinam que a chave da decifração da dificuldades para realizar mudanças é menos cultural do que política, embora a dimensão cultural deva ser ampla e competentemente administrada." Robert Henry Srour

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


A moral da integridade

A moral da integridade

  • Sistema de normas morais que corresponde ao comportamento considerado decente e virtuoso.

  • É a moral ensinada nas escolas, que está embutida nos códigos de leis e que orienta as mídias mais responsáveis.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

14


A moral da integridade1

A moral da integridade

  • É o senso comum do que é “correto”, que se apóia em valores como honestidade, idoneidade, lealdade, confiabilidade, etc.

  • Esses valores, quando praticados ditam quando um sujeito é digno. Eles devem ser seguidos sem pestanejar, como se fossem mandamentos, pois ninguém é “meio honesto” ou “de vez enquanto” confiável.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

15


A moral da integridade2

A moral da integridade

Numa pesquisa publicada em 2007 foi feita a seguinte pergunta:

“Se alguém é eleito para um cargo público, deve usá-lo em benefício próprio?”

Concordaram com a pergunta, 40% dos analfabetos; 31% dos que tinham escolaridade até a 4ª série; 17% dos que tinham entre 5ª e 8ª séries; 5% dos que tinham cursado o ensino médio; e apenas 3% dos que tinham nível superior ou mais.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

16


A moral da integridade3

A moral da integridade

Isso mostra que quanto menor a escolaridade, geralmente, maior vai ser a propensão das pessoas em aceitar a corrupção.

Por outro lado, quanto maior for a escolaridade, maior é a consciência do que é ilícito.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


A moral do oportunismo

A moral do oportunismo

  • É o sistema de normas morais que correspondem ao comportamento dito “esperto”, porém egoísta e irresponsável.

  • É o famoso “jeitinho brasileiro”, que tem objetivo de fazer o individuo sair na vantagem, ainda que em detrimento de outros.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


As morais brasileiras

A moral do oportunismo

  • As práticas oportunistas são dissimuladas e informais, e desfrutam da cumplicidade dos mais íntimos – sejam esses sócios, amigos, parentes, etc.

  • Apesar de abertamente as pessoas afirmarem aderir a moral da integridade, normalmente, é comum encontrar indivíduos se vangloriando de utilizar da moral do oportunismo, como algo positivo.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


As morais brasileiras

A moral do oportunismo

  • A moral do oportunismo é assumida por aqueles que colocam à si mesmo sempre em primeiro lugar, destituindo-se de qualquer consciência social ou ideal coletivo, considerando que todos os métodos são justificáveis desde que o objetivo seja atingido, sem se importar com os meios.

  • Normalmente quem utiliza da moral do oportunismo se justifica dizendo que a culpa é da ingenuidade dos que são prejudicados.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional


A moral da integridade x moral do oportunismo

A moral da integridade x moral do oportunismo

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

21


Os efeitos da dupla mensagem

Os Efeitos da Dupla Mensagem

  • Duplicidade da moral:

  • Agentes com uma cara, ou duas

  • Efeitos da moral do oportunismo: todos desconfiam de todos, no âmbito empresarial e pessoal.

    • Horror pelo deboche dos oportunistas.

    • Pessoas de confiança -> nepotismo

    • Baixa credibilidade das principais organizações -> mais condutas egoístas e mais práticas patrimonialistas

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

22


Os efeitos da dupla mensagem1

Os Efeitos da Dupla Mensagem

Perfil do Brasileiro

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

23


Os efeitos da dupla mensagem2

Os Efeitos da Dupla Mensagem

  • Perfil do Brasileiro:

    • oscila entre as duas morais

    • interesses próprios quando ameaçados mudam o comportamento do individuo

    • oportunistas de ocasião x mau caráter.


Mensagem

Mensagem

“Não tentes ser bem sucedido, tenta antes ser um homem de valor.”

Albert Einstein

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

25


As morais brasileiras

Perguntas?

Obrigado.

DEPS – Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Disciplina: Ética Profissional

26


  • Login