04
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 11

Creio em Deus, Pai todo - poderoso PowerPoint PPT Presentation


  • 240 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

04. Creio em Deus, Pai todo - poderoso. QUELLINUS, Artus II Deus Pai c. 1682 O.-L. Vrouwekathedraal, Amberes. Compêndio do Catecismo. 36. Por que começa a profissão de fé com «Creio em Deus»? 198 -199

Download Presentation

Creio em Deus, Pai todo - poderoso

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


04

Creio em Deus, Pai todo - poderoso

QUELLINUS, Artus II

Deus Pai

c. 1682

O.-L. Vrouwekathedraal, Amberes


Compêndio do Catecismo

  • 36. Por que começa a profissão de fé com «Creio em Deus»?

  • 198 -199

  • A profissão de fé começa com a afirmação «Creio em Deus» porque é a mais importante: a fonte de todas as outras verdades sobre o homem e sobre o mundo e de toda a vida do que crê em Deus.


Introdução

  • As primeiras palavras do Credo: "Creio em Deus, Pai todo - poderoso“. A nossa profissão de fé começa por:

    • Deus, porque Deus é o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim de todas as coisas.

    • Deus Pai, porque Deus é a Primeira Pessoa da Santíssima Trindade.

  • Somos filhos de Deus!

    • "Pai nosso, que estais no céu" (Mateus 6,9).

MAULBERTSCH, Franz Anton

Cristo e Deus Pai

1758

Igreja paroquial, Sümeg


Ideias principais


1. Creio em um só Deus

  • "Escuta Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua força" (Deuteronómio 6,4-5).

  • A fé no único Deus move-nos a voltarmo-nos para Ele como a nossa primeira origem e o nosso fim último; e a preferi-lo acima de todas as coisas.

    • Pelos ensinamentos de Cristo sabemos que o Deus único em essência existe em três Pessoas divinas: Pai, Filho e Espírito Santo.

BALEN, Hendrick van

Santíssima Trindade

1620s

Sint-Jacobskerk, Amberes


2. O nome de Deus

  • Deus revelou o seu nome a Moisés: "Eu sou o que sou" (Êxodo 3,14), Yahvé. Quer dizer, Deus é.

    • Deus é o que é por si mesmo, sem depender de ninguém: princípio sem princípio, razão de ser de tudo o que é, origem de tudo, causa de tudo, fonte de tudo, ser soberano, ser supremo, Deus.

  • Noutras ocasiões Deus revela-se como rico em amor e fidelidade:

    • Deus é um ser espiritual, eterno, misericordioso e clemente, infinitamente sábio e bom, omnipotente e justo, o ser por excelência e o sumo amor.

FETI, Domenico

Moisés diante da sarça ardente

1613-14

Kunsthistorisches Museum, Viena


3. Deus Pai

  • Primeiro artigo do Símbolo. Iniciar a confissão de fé no mistério trinitário:

    • Deus Pai, Deu Filho, Deus Espírito Santo, único Deus, única essência, em três pessoas realmente distintas.

  • A seguir à confissão de fé num Deus uno e trino proclamam-se também

    • o mistério da Encarnação, que o Filho de Deus realiza para salvar os homens,

    • e o mistério da santificação, que se atribui ao Espírito Santo.

FRANCESCO DI GIORGIO MARTINI

Deus Pai

c. 1470

National Gallery of Art, Washington


4. Deus Pai todo poderoso

  • Omnipotência: atribui-se a criação ao Pai. Mas também o Filho e o Espírito Santo são omnipotentes como o Pai:

    • a essência divina é única

    • as três pessoas são iguais em perfeição.

  • É muito necessária a confissão da omnipotência de Deus: provas da fé pela dor e pelo mal, que não entendemos e custa aceitar.

    • Deus é omnipotente e clemente: está próximo de nós com a sua Providência para ajudar-nos.

EYCK, Jan van

Retábulo de Gantes: Deus Todo poderoso

1426-27

Catedral de São Bavo, Gantes


5. Pai nosso

  • "Vós, pois, orai assim: Pai nosso" (Mateus 6,9).

  • A filiação do Filho de Deus e a nossa são distintas:

    • Jesus é Filho de Deus por natureza, da mesma natureza do Pai;

    • A nossa filiação relativamente a Deus é por adopção, mediante o dom sobrenatural da graça que se nos infunde no Baptismo.

  • A dignidade da graça, que nos torna filhos adoptivos de Deus, é muito maior que a nossa dignidade natural.

BLAKE, William

Cristo Redentor do homem

1808

Museum of Fine Arts, Boston


Propósitos de vida cristã


Um propósito para avançar

  • Fazer um acto de adoração: Deus todo poderoso, adoro-Te e bendigo-Te.

  • Rezar o Pai Nosso devagar, entendendo o que se diz.

  • Tratar os outros com respeito, pensando que são filhos de Deus.


  • Login