Nota Técnica sobre a metodologia de auditoria à QAI nos edifícios de serviços – NT-SCE02
Download
1 / 24

Nota Técnica sobre a metodologia de auditoria à QAI nos edifícios de serviços – NT-SCE02 - PowerPoint PPT Presentation


  • 123 Views
  • Uploaded on

Nota Técnica sobre a metodologia de auditoria à QAI nos edifícios de serviços – NT-SCE02. SINERCLIMA’10. Sistema de Certificação Energética e de QAI. Enquadramento Principais Tópicos Nota Técnica NT-SCE02 Principais resultados e desafios.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Nota Técnica sobre a metodologia de auditoria à QAI nos edifícios de serviços – NT-SCE02' - bardia


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Nota Técnica sobre a metodologia de auditoria à QAI nos edifícios de serviços – NT-SCE02

SINERCLIMA’10


Sistema de certifica o energ tica e de qai
Sistema de Certificação Energética e de QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

  • Enquadramento

  • Principais Tópicos Nota Técnica NT-SCE02

  • Principais resultados e desafios


Janeiro de 2009 marca o início da 3ª fase do SCE edifícios de serviços – NT-SCE02Certificado energético obrigatório nas auditorias e nas vendas e arrendamentos

SCE

Decreto-Lei n.º 78/2006 – Art.º 3

Edifícios existentes


QAI em Edifícios de Serviços Existentes edifícios de serviços – NT-SCE02

Verificação do cumprimento regulamentar por auditoria periódica (grandes edifícios de serviços)

  • Medições das concentrações dos poluentes no interior dos edifícios

  • Condições de higiene

A metodologia da auditoria à QAI no âmbito do SCE está definida na Nota Técnica NT-SCE02


NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

Processo de elaboração da Nota Técnica liderado pela APA teve uma duração de cerca de 1 ano

  • Grupo Trabalho do Ar interior (GTAI)‏

    • APA, DGEG, ADENE, DGS, APIRAC, Inst. Ricardo Jorge e Eng.º Peixeiro Ramos, FCTUC

  • Consulta

    • Entidades Supervisoras do SCE, OE, OA, ANET e principais entidades sectoriais nesta área (20 entidades)‏

    • Todos os Peritos Qualificados RSECE-QAI do SCE

  • Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

    5


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Princípios de abordagem

    • Equilíbrio entrerigor técnico e custos de execução, viabilizando a sua aplicação em contexto de certificação obrigatória no âmbito do SCE

    • Não impor limitações à utilização das diferentes tecnologias/equipamentos existentes no mercado

    Rigor técnico

    • Definir as exigências mínimas exequíveis e deixar aos PQs a responsabilidade de:

      • adoptar a estratégia e/ou tecnologia de medição mais adequadas a cada situação e parâmetro em causa

      • documentar e justificar as suas opções em relatório de auditoria

  • Possibilidade de aumento progressivo do detalhe de análise das situações de não conformidade em alguns parâmetros

  • Assumir limitações da(s) técnica(s) na reprodutibilidade das medições

  • 6


    Sistema de certifica o energ tica e de qai1
    Sistema de Certificação Energética e de QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    • Enquadramento

    • Principais Tópicos Nota Técnica NT-SCE02

    • Principais resultados e desafios


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Definição de procedimentos práticos para harmonização do trabalho do perito qualificado

    • Preparação e planeamento da auditoria à QAI;

    • Poluentes a medir;

    • Métodos de Medição;

      • Parâmetros Químicos

      • Parâmetros microbiológicos

    • Amostragem ;

    • Tratamento de resultados;

    • Critérios de conformidade;

    • Avaliação das condições higiénicas e da capacidade de filtragem;

    • Registo de resultados no CE;

    • PACQAI

    8


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Visita prévia ao edifício alerta proprietário para potenciais situações de não conformidade

    As auditorias à QAI no âmbito do SCE devem ser previamente preparadas e planeadas, através de uma visita preliminar

    • Medição expedita do nível de CO2 no interior e no exterior do edifício (junto às tomadas de ar novo)

    • Pré-avaliação das condições de higiene e de manutenção do sistema de AVAC

    • Pré-avaliação do grau de contaminação microbiológica do ar insuflado

    • Plano de auditoria (cronograma de execução com a distribuição temporal das tarefas a executar)


    Parâmetro edifícios de serviços – NT-SCE02

    Método/Princípio de Referência

    Métodos/Princípios Equivalentes

    Características Técnicas

    Erro Máximo Admissível

    Resolução

    Dióxido de carbono

    (CO2)‏

    Infra Vermelho Não Dispersivo (NDIR)‏

    Método electroquímico; Infra Vermelho (FTIR), PAS -Sensor Foto Acústico

    10% da concentração máxima de referência

    1ppm

    Monóxido de carbono

    (CO)‏

    Infra Vermelho Não Dispersivo (NDIR)‏

    Método electroquímico; Infra Vermelho (FTIR), PAS -Sensor Foto Acústico

    10% da concentração máxima de referência

    0,1ppm

    Partículas atmosféricas

    (PM10)‏

    Método gravimétrico com cabeça de amostragem selectiva PM10

    (Recolha e pesagem do filtro)‏

    Dispersão óptica (UV; Laser); Absorção por Radiação Beta; Micro balança de oscilação de peso (TEOM); Ressonância piezoeléctrica

    10% da concentração máxima de referência

    1 g/m3

    Formaldeído

    (HCHO)‏

    Recolha e análise por cromatografia (ISO 16000-2:2006, ISO 16000-3:2001 e ISO 16000-4:2004)‏

    Amostradores passivos impregnados com DNPH; Tubos de difusão; Método electroquímico; Método do borbulhador. Método de fotometria

    20% da concentração máxima de referência

    0,01pm

    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI

    Poluentes Químicos - Métodos de medição assentam essencialmente em sistemas de análise portáteis

    10


    Parâmetro edifícios de serviços – NT-SCE02

    Método/Princípio de Referência

    Métodos/Princípios Equivalentes

    Características Técnicas

    Erro Máximo Admissível

    Resolução

    Compostos Orgânicos Voláteis Totais

    (COVtotais)‏

    Recolha e análise por cromatografia ( ISO 16000 - Parte V:2007, Parte VI:2004)‏

    Amostradores passivos (Tenax, carvão activado, etc); Canisters; FID - Detector de Foto Ionização de Chama; PID – Detector de Foto Ionização; PAS -Sensor Foto Acústico; Infra Vermelho (FTIR)‏

    10% da concentração máxima de referência

    0,01 ppm

    Ozono (O3)‏

    Absorção Ultra Violeta (UV)‏

    Quimiluminiscência do etileno; Quimiluminiscência do NO; Método electroquímico

    10% da concentração máxima de referência

    0,01 ppm

    Radão (Rn)‏

    Detectores de estado sólido

    Detectores passivos

    10% da concentração máxima de referência

    1 Bq/m3

    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI

    Registo de leitura em períodos representativos do perfil normal de ocupação, utilização ou funcionamento do edifício

    11


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Avaliação Microbiológica principais etapas e especificidades

    Legionella

    1 L agua

    Reduzidasvariaçõestemperatura e protecção da luz solar

    Amostrasentregues num período <48H desde a colheita

    Bactérias e fungos

    250 L volume de ar

    Reduzidas variações temperatura e protecção da luz solar

    Amostras entregues num período <48H desde a colheita

    Selecção de pontos de amostragem (com base na NT-SCE02)‏

    Colheita das amostras

    Transporte

    Culturaemlaboratório


    N edifícios de serviços – NT-SCE02j – Nº mínimo de pontos de medida no piso de índice j

    j – Índice de numeração do piso, desde o pisohabitado de menorcota (j = 1) até o máximo de j = 3.

    Aj - Área do piso j, em m2

    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI

    Número mínimo de pontos de amostragem / medição em cada zona

    • Zona

      • Semelhantes tipos e níveis de actividades, cargas térmicas e fontes de emissão de poluentes; compartimentação e organização dos espaços

      • mesma estratégia de distribuição de ar e serem servidos pela mesma Unidade de Tratamento de Ar (UTA) ou, na ausência de UTA’s, pelo mesmo sistema de ventilação

    • Ni - nº de pontos de medida na zona i (Ni  ≥ 1)

      Ai - área da zona i, em m2.

    • Para o caso específico do radão

    Pontos de medida distribuídos pelos 3 pisos habitados de menor cota

    13


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Requisitos avaliação das condições higiénicas e da capacidade de filtragem do sistema AVAC

    • Classificação dos Filtros de acordo com o especificado na norma EN 13779

    • Acessibilidade para efeitos de manutenção de todas as unidades de tratamento de ar

    • Instalação de todas as baterias de arrefecimento ou quaisquer permutadores onde seja previsível a condensação, sobre um tabuleiro de recolha e evacuação rápida de água

    • Concentração superficial das partículas depositadas nas condutas de ar inferior a 7 g/m2


    [ edifícios de serviços – NT-SCE02Parâmetro]MaxT– valormáximo de todosospontos de amostragem/medição no edifício

    [Parâmetro]MRconcentraçãomáxima de referênciaparacada um dos poluentesemcausa (Art. 29.º nº 8 do RSECE)‏

    Como “Parâmetro” entenda-se a concentração de cada um dos poluentes a medir

    Verificação da conformidade legal

    Para cada poluente deve ser considerado o valor máximo de todas as medições efectuadas em todos os pontos de amostragem

    Critério de conformidade–a verificar em todos os pontos de medição

    [Parâmetro]MaxT [Parâmetro]MR


    Se edifícios de serviços – NT-SCE02um oumaisparâmetrosnãocumpremosrespectivoscritérios, o edifícioficasujeito a um Plano de AcçõesCorrectivas de QAI (PAC-QAI), a ser elaborado e submetido no prazo de 30 dias à APAparaaprovação

    PQ emite o CE (semvalidade legal,até à aprovação do PAC-QAI pela APA)‏

    Verificação da conformidade legal

    APA fixa o prazo para implementação dos PACQAI


    Certificado Energético e de QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    O cumprimento regulamentar é evidenciado nos campos 12 e 13 do CE

    EDIFICIOS NOVOS

    EDIFICIOS EXISTENTES

    1ª página do certificado indica se o edifício está sujeito a um PACQAI


    Sistema de certifica o energ tica e de qai2
    Sistema de Certificação Energética e de QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    • Enquadramento

    • Principais Tópicos Nota Técnica NT-SCE02

    • Principais resultados e desafios


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Peritos RSECE – QAI frequentaram as sessões de formação complementar

    • Em 2009 foramrealizadas

      • 5 sessões de formaçãocomplementar Coimbra, Lisboa e Porto

    • Objectivo

      • Transmitiraos PQs, de uma forma estruturada e sintética, a metodologiaprática de auditoria definidana NT-SCE-02

    19


    Informação da base de dados do SCE edifícios de serviços – NT-SCE02

    Grande maioria das fracções com CE emitido são de habitação

    Edifícios existentes


    Informação da base de dados do SCE edifícios de serviços – NT-SCE02

    Valores médios de concentração de CO2 registado nos CEs emitidos

    mg/m3


    Informação da base de dados do SCE edifícios de serviços – NT-SCE02

    Valores médios de concentração de Bactérias e Fungos registado nos CEs emitidos

    UFC


    NT-SCE 02 Metodologia de auditoria da QAI edifícios de serviços – NT-SCE02

    Próximos desafios…


    www.adene.pt edifícios de serviços – NT-SCE02

    MUITO OBRIGADA


    ad