Elabora o de trabalhos acad micos
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 60

Elaboração de trabalhos acadêmicos PowerPoint PPT Presentation


  • 43 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Elaboração de trabalhos acadêmicos.

Download Presentation

Elaboração de trabalhos acadêmicos

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Elabora o de trabalhos acad micos

Elaboração de trabalhos acadêmicos


Elabora o de trabalhos acad micos

Toda atividade humana de caráter repetitivo supõe o uso de normas, que visam a simplificar procedimentos, melhora a comunicação, e no caso do setor produtivo, garantir maior economia de recursos, prestar segurança à vida, imprimir qualidade a produtos/bens/serviços, além de facilitar o intercâmbio, de modo geral

LUBISCO, 2008, p. 13


Elabora o de trabalhos acad micos

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1940)

Órgão responsável pela normalização técnica no País; fornece a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiroEntidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como único Foro Nacional de Normalização (Resolução n.º 07, de 24.08.1992, do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (CONMETRO)

Membro fundador da ISO (International Organization for Standardization), da COPANT (Comissão Panamericana de Normas Técnicas) e

da AMN (Associação Mercosul de Normalização)

www.abnt.org.br


Elabora o de trabalhos acad micos

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1940)

Representação exclusiva no Brasil

entidades internacionais

ISO (International Organization for Standardization)

IEC (International Electrotechnical Comission)

entidades de normalização regional

COPANT (Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas)

AMN (Associação Mercosul de Normalização)

www.abnt.org.br


Elabora o de trabalhos acad micos

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1940)

normalização

Conjunto de procedimentos padronizados que se aplicam à elaboração de documentos técnicos e científicos, de modo a induzir e retratar a organização do seu conteúdo

Na área acadêmica, um trabalho bem normalizado oferece condições altamente favoráveis à sua indexação e recuperação, o que facilita a comunicação científica

LUBISCO, 2008, p. 13


Associa o brasileira de normas t cnicas abnt nbr 14724 2005

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) – NBR 14724/2005

Princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros), visando sua apresentação à instituição (banca, comissão examinadora de professores, especialistas designados e/ou outros)


Refer ncias normativas abnt

REFERÊNCIAS NORMATIVAS (ABNT)

  • NBR 6023:2002 – informação e documentação – referências – elaboração

  • NBR 6024:2003 – numeração progressiva das seções de um documento – apresentação

  • NBR 6027:2003 – sumário – procedimento

  • NBR 6028:2003 – resumos – procedimento

  • NBR 6034:2004 – preparação de índice de publicações – procedimento

  • NBR 10520:2002 – informação e documentação – apresentação de citações em documentos

  • NBR 12225:2004 – títulos de lombada – procedimento

  • CÓDIGO de Catalogação Anglo-Americana. 2.ed. São Paulo: FEBAB, 1983-1985

  • IBGE. Normas de apresentação tabular. 3.ed. Rio de Janeiro, 1993


Defini es

DEFINIÇÕES

  • abreviatura: representação de uma palavra por meio de alguma(s) de suas sílabas ou letras

  • agradecimento(s): folha onde o autor faz agradecimentos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho

  • anexo: texto ou documento NÃO elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração

  • apêndice: texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho

  • autor: pessoa física responsável pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento


Defini es1

DEFINIÇÕES

  • capa: proteção externa do trabalho sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação

  • citação: menção no texto de uma informação extraída de outra fonte

  • dedicatória(s): folha onde o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho

  • elementos pós-textuais: elementos que complementam o trabalho

  • elementos pré-textuais: elementos que antecedem o texto com informações que ajudam na identificação e utilização do trabalho

  • elementos textuais: parte do trabalho em que é exposta a matéria


Defini es2

DEFINIÇÕES

  • epígrafe: folha onde o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho

  • errata: lista das folhas e linha em que ocorrem erros, seguidas das devidas correções; apresenta-se quase sempre em papel avulso ou encartado, acrescido ao trabalho depois de impresso

  • entidade: instituição, sociedade, pessoa jurídica estabelecida para fins específicos

  • folha de aprovação: folha que contém os elementos essenciais à aprovação do trabalho


Defini es3

DEFINIÇÕES

  • folha de rosto: folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho

  • glossário: relação de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizadas no texto acompanhadas das respectivas definições

  • ilustração: desenho, gravura, imagem que acompanha um texto

  • índice: lista de palavras ou frases, ordenadas segundo um determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto


Defini es4

DEFINIÇÕES

  • lombada: parte da capa do trabalho que reúne as margens internas das folhas, sejam elas costuradas, grampeadas, coladas ou mantidas juntas de outra maneira

  • referências: conjunto padronizados de elementos descritivos retirados de um documento, que permite sua identificação individual

  • resumo em língua estrangeira: versão do resumo para idioma de divulgação internacional

  • resumo em língua vernácula: apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto, fornecendo uma visão clara do conteúdo e das conclusões do trabalho


Defini es5

DEFINIÇÕES

  • sigla: reunião das letras iniciais dos vocábulos fundamentais de uma denominação ou título

  • símbolo: sinal que substitui o nome de uma coisa ou de uma ação

  • sumário: enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede

  • tabela: elemento demonstrativo de síntese que constitui unidade autônoma


Defini es6

DEFINIÇÕES

TRABALHOS ACADÊMICOS – SIMILARES (trabalho de conclusão de curso – TCC, trabalho de graduação interdisciplinar – TGI, trabalho de conclusão de curso de especialização e/ou aperfeiçoamento e outros)

documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento sobre o assunto escolhido, que deve ser obrigatoriamente emanado da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros ministrados; deve ser feito sob a coordenação de um orientador


Defini es7

DEFINIÇÕES

DISSERTAÇÃO

documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico retrospectivo, de tema único e bem delimitado em sua extensão, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações; deve evidenciar o conhecimento de literatura existente sobre o assunto e a capacidade de sistematização do candidato; feito sob a coordenação de um orientador (doutor), visando a obtenção do título de mestre


Defini es8

DEFINIÇÕES

TESE

documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico de tema único e bem delimitado; deve ser elaborado com base em investigação original, constituindo-se em real contribuição para a especialidade em questão; feito sob a coordenação de um orientador (doutor), visando a obtenção do título de doutor, ou similar


Estrutura de um trabalho acad mico

ESTRUTURA DE UM TRABALHO ACADÊMICO

  • A estrutura de um trabalho acadêmico projeto de pesquisa compreende:

    • elementos pré-textuais,

    • elementos textuais e

    • elementos pós-textuais


Estrutura de um trabalho acad mico1

ESTRUTURA DE UM TRABALHO ACADÊMICO


Estrutura de um trabalho acad mico2

ESTRUTURA DE UM TRABALHO ACADÊMICO


Estrutura de um trabalho acad mico3

ESTRUTURA DE UM TRABALHO ACADÊMICO


Elementos pr textuais

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS


Elementos pr textuais1

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

  • CAPA: elemento obrigatório

  • brasão da instituição

  • nome da instituição

  • nome do autor

  • título

  • subtítulo (se houver)

  • número de volumes (se houver mais um deve constar em cada capa a especificação do volume)

  • local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado

  • ano de depósito (entrega)


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

  • LOMBADA: elemento opcional (NBR 12225)

  • nome do autor impresso longitudinalmente e legível do alto para o pé da lombada

  • título do trabalho impresso da mesma forma do autor

  • elementos alfanuméricos de identificação, ex. v.2


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

  • FOLHA DE ROSTO (anverso):elemento obrigatório

  • nome do autor

  • título principal do trabalho

  • subtítulo (se houver, evidenciar a subordinação ao título, precedido de dois pontos (:)

  • número de volumes; mais de um, deve ser especificado na folha de rosto

  • natureza (tese, dissertação, TCC e outros) objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros)

  • nome do orientador e, se houver, co-orientador

  • local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado

  • ano de depósito (entrega)


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

FOLHA DE ROSTO (verso): ficha catalográfica

Conforme o Código de Catalogação Anglo-Americana vigente


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

ERRATA: elemento opcional

Deve ser inserido logo após a folha de rosto, constituído pela referência do trabalho e pelo texto da errata e disposto da seguinte maneira

ERRATA

Folha Linha Onde se lê Leia-se

323 publiaçao publicação


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

  • FOLHA DE APROVAÇÃO: elemento obrigatório

  • Colocada logo após a folha de rosto, constituído de:

  • nome do autor do trabalho,

  • título do trabalho e subtítulo (se houver)

  • natureza e objetivo

  • nome da instituição a qual está submetido

  • área de concentração

  • data de aprovação

  • nome, titulação, assinatura dos membros da banca e instituições a que pertencem

Data da aprovação e assinaturas após a aprovação do trabalho


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

DEDICATÓRIA: elemento opcional, colocado após a Folha de Aprovação

AGRADECIMENTOS: elemento opcional, colocado após a Dedicatória

EPÍGRAFE: elemento opcional, colocado após os Agradecimentos


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

RESUMO NA LÍNGUA VERNÁCULA: elemento obrigatório

Constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500 palavras

Seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave e/ou descritores (ABNT NBR 6028)


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

RESUMO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA: elemento obrigatório em tese e dissertação

Com as mesmas características do resumo em língua vernácula, digitado ou datilografado em folha separada (em inglês, Abstract, em espanhol Resumen, em francês, Resumé)

Seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave e/ou descritores, na língua


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

LISTA DE ILUSTRAÇÕES: elemento opcional

Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página

Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

LISTA DE TABELAS: elemento opcional

Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS: elemento opcional

Consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso

Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

LISTA DE SÍMBOLOS: elemento opcional

Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com devido significado

SUMÁRIO: elemento obrigatório

As partes do sumário são acompanhadas do(s) respectivo(s) número(s) da(s) página(s)

Havendo mais de um volume, em cada um deve constar o sumário completo do trabalho (ABNT NBR 6027)


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS TEXTUAIS


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS TEXTUAIS

INTRODUÇÃO

Parte inicial do texto, onde devem constar a delimitação do assunto tratado, objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS TEXTUAIS

DESENVOLVIMENTO

Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Divide-se em seções e subseções, que variam em função da abordagem do tema e do método


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS TEXTUAIS

CONCLUSÃO

Parte final do texto, na qual se apresentam conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses

É opcional apresentar os desdobramentos relativos à importância, síntese, projeção, repercussão, encaminhamento e outros


Elementos p s textuais

ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS


Elabora o de trabalhos acad micos

ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

REFERÊNCIAS: elemento obrigatório (ABNT NBR 6023)

GLOSSÁRIO: elemento opcional, elaborado em ordem alfabética

APÊNDICE: elemento opcional; indicados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e título; excepcionalmente, quando esgotadas as letras do alfabeto, pode utilizar letras dobradas (APÊNDICE A – Avaliação do rendimento escolar do IQ)

ANEXO: elemento opcional; indicados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e título; excepcionalmente, quando esgotadas as letras do alfabeto, pode utilizar letras dobradas (ANEXO A – Constituição Federal)

ÍNDICE: elemento opcional (ABNT NBR 6034)


Regras gerais de apresenta o

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO


Elabora o de trabalhos acad micos

O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho


Regras gerais de apresenta o1

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

FORMATO

Textos digitados ou datilografados no anverso de papel branco A4 (21cm x 29,7cm), em cor preta; outras cores somente para as ilustrações; no verso, apenas na folha de rosto com a ficha catalográfica

Digitação de fonte tamanho 12 para todo o texto, excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e das tabelas, que devem ser digitadas em tamanho menor e uniforme

Nas citações de mais de três linhas digitadas, deve-se observar um recuo de 4cm da margem esquerda

As folhas devem apresentar margens esquerda e superior de 3cm; direita e inferior de 2cm


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

ESPACEJAMENTO

Todo o texto deve ser digitado ou datilografado em espaço 1,5 entrelinhas

As citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, ficha catalográfica, natureza do trabalho, objetivo, nome da instituição a que é submetido e área de concentração, devem ser digitados em espaço simples

As referências ao final do projeto devem ser separadas entre si por dois espaços simples


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

ESPACEJAMENTO

Os títulos das seções devem começar na parte superior da mancha e ser separados do texto que os precede e os sucede por dois espaços 1,5

Na folha de rosto e na folha de aprovação, a natureza do trabalho, o objetivo, o nome da instituição a que é submetido e a área de concentração devem ser alinhados no meio da mancha para a margem direita


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

ESPACEJAMENTO

As notas de rodapé devem ser digitadas ou datilografadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples e por filete de 3cm, a partir da margem esquerda

O indicativo numérico de uma seção precede seu título, alinhado à esquerda, separado por um espaço de caractere

Os títulos sem indicativo numérico – errata, agradecimentos, lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índices – devem ser centralizados (ABNT NBR 6024)


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

  • ESPACEJAMENTO

  • Elementos sem título e sem indicativo numérico:

    • Folha de aprovação

    • Dedicatória

    • Epígrafe


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

PAGINAÇÃO

A partir da folha de rosto, todas as folhas do projeto devem ser contadas sequencialmente, mas não numeradas

A numeração é colocada em algarismos arábicos, a partir da primeira folha da parte textual, no canto superior direito da folha, a 2cm da borda superior; o último algarismo fica a 2cm da borda direita

Se o projeto tiver mais de um volume, deve ser mantida a seqüência de numeração das folhas do primeiro volume

Havendo apêndice(s) e anexo(s), suas folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento à do texto principal


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

NUMERAÇÃO PROGRESSIVA

Para evidenciar a sistematização do conteúdo do projeto, deve-se adotar a numeração progressiva para as seções do texto

Por serem as principais divisões de um texto,os títulos das seções primárias devem sem iniciadas em folhas distintas

No texto e no sumário, destacam-se gradativamente os títulos das seções e subseções, utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou grifo e redondo, caixa alta ou versal ou outro (ABNT NBR 6024)


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

CITAÇÕES

Devem ser apresentadas conforme a ABNT NBR 10520

TABELAS

Devem ser apresentadas conforme o IBGE

  • ABREVIATURAS E SIGLAS

  • Devem ser mencionados, pela primeira vez, de forma completa os nomes que precedem a abreviatura ou a sigla colocada entre parêntesis

    • Associação Brasileira de Normas Técnica (ABNT)

    • Normas Brasileiras (NBR)

    • Imprensa Nacional (Impr. Nac.)


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

ILUSTRAÇÕES

A identificação de qualquer tipo (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros) aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legenda explicativa (de forma breve e clara dispensando consulta ao texto), e da fonte

A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere, conforme o projeto gráfico


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

EQUAÇÕES E FÓRMULAS

Para facilitar a leitura devem ser destacadas no texto e, se necessário, numeradas com algarismos arábicos entre parêntesis, alinhados à direita

Na seqüência normal do texto, é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte seus elementos (expoentes, índices e outros

x2 + y2 = z2 (2.1)

am - bn = cp(2.2)


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

a) Modalidades de entrada

AUTOR PESSOAL

ATKINS, Peter. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio

ambiente. Tradução Ignez Caracelli et al. Porto Alegre: Bookman, 2001. 1042p.

Tradução de Chemical principles: the quest for insight.

BRADY, J. E.; HUMISTON, G. E. Química Geral. 2.ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1986. 2v. Tradução de General Chemistry: principles and structure.

LEE, John David; MAAR, Juergen Heinrich. Química inorgânica: um novo texto conciso. São Paulo: Edgard Blücher, 1980. 507p.

BROWN, T. L. et al. Química: a ciência central. 9.ed. Tradução Robson Matos. São Paulo: Pearson Prentice Hill, 2005. 972p. Tradução de Chemistry – The Central Science.

MARCONDES, E.; LIMA, I. N. (Coord.) Dietas em pediatria clínica. 4.ed. São Paulo Sarvier, 1993.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

a) Modalidades de entrada

AUTOR ENTIDADE

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Conheça a ABNT:

normalização, um fator para o desenvolvimento. Rio de Janeiro, 1990. 23p.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Catálogo de teses da Universidade de

São Paulo, 1992. São Paulo, 1993. 467p.

TÍTULO (autor desconhecido)

DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro.São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1993. 64p.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

b) Referenciado por tipo de obra

Monografia no todo (livros, folhetos, manuais, guias etc.)

SOBRENOME, prenome. Título: subtítulo. Edição. Local: Editora, data. No de páginas ou volumes (série, no. ou v.)

HECK, Ronald M.; FARRAUTO, Robert J. Catalytic air pollution control: commercial technology. New York: Van Nostrand Reinhold, 1995. 206p.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

b) Referenciado por tipo de obra

Monografia no todo (TCC, dissertações e teses)

SOBRENOME, prenome. Título: subtítulo. Ano de entrega. No de folhas. Tipo de trabalho (grau e área) – Instituição, Local, ano de defesa.

MARTINS, Keyll C. R. Estudo da aplicação de conversores catalíticos platina/paládio no processo de controle das emissões gasosas automotivas. 2003. 91 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Carlos/São Paulo, São Carlos.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

b) Referenciado por tipo de obra

Monografia em meio eletrônico (no todo ou em parte)

SOBRENOME, prenome. Título: subtítulo. Local : Editora, data. Descrição física do meio e/ou suporte. Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em: dia mês abreviado, ano.

LUBRINORTE. Aditivos. Disponível em: <www.ronet.com.br/lcfdores/adit01.html>. Acesso em: 19 jul. 2007.

LASTRES, Luiz F. M. Óleos lubrificantes. Centro de Pesquisas da Petrobras. Disponível em: <www.cdtm.com.br/artigostecnicos_v.asp?Contador=33>. Acesso em: 12 jul 2006.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

b) Referenciado por tipo de obra

Parte de monografia – coletânea

SOBRENOME, prenome. Título: subtítulo da parte referenciada. In: SOBRENOME, prenome; SOBRENOME, prenome (Org.) Título: subtítulo da monografia no todo. Local: Editora,data, página inicial – página final. (Série, no ou v.)

ROMANO, G. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVY, G.; SCHMIDT, J. (Org.). História dos jovens 2: a época contemporânea. São Paulo: Companhia das letras, 1996. p. 7-16.


Elabora o de trabalhos acad micos

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO: RERERÊNCIAS

b) Referenciado por tipo de obra

Parte de monografia – capítulo de livro

SUN KOU, Maria. R.; ANDRADE, Heloysa. Química de los óxidos de nitrógeno en la atmósfera y efectos adversos. In: Eduardo Lombardo (Org.) Reducción de la contaminación atmosférica provocada por los óxidos de nitrógeno. Madrid: Ediciones CYTED, 2003, Proyecto V. 7, capítulo 2, p. 13-30


Refer ncias

REFERÊNCIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT).

NBR 14724: Informação e documentação: trabalhos

acadêmicos: apresentação. 2.ed. Rio de Janeiro, 2005. 9p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT).

NBR 15287: Informação e documentação: projeto de

pesquisa: apresentação. Rio de Janeiro, 2006. 6p.

LUBISCO, N. M. L.; VIEIRA, S. C.; SANTANA, I. V. Manual de

estilo acadêmico: monografias, dissertações e teses. 4.ed.

Salvador: EDUFBA, 2008. 145p.


Bom trabalho

BOM TRABALHO!


  • Login