Relevo e solo forma o e classifica o
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 13

Relevo e solo – formação e classificação PowerPoint PPT Presentation


  • 97 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Relevo e solo – formação e classificação. Capítulo 6 Págs . 73 a 77. Formação do Relevo. Os agentes internos (endógenos) – modeladores do relevo Tectonismo ou diastrofismo Vulcanismos Terremotos Agentes externos (exógenos) – Esculpidores do relevo

Download Presentation

Relevo e solo – formação e classificação

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Relevo e solo – formação e classificação

Capítulo 6

Págs. 73 a 77


Formação do Relevo

Os agentes internos (endógenos) – modeladores do relevo

  • Tectonismo ou diastrofismo

  • Vulcanismos

  • Terremotos

    Agentes externos (exógenos) – Esculpidores do relevo

    Blocos de rochas são transformados em pedaços menores ou em pequenas partículas que são transportadas. Isso se dá pelo desgaste da rocha através do intemperismo(químico e mecânico) Os fragmentos removidos e transportados no processo de erosão se depositam (desgaste + transporte + acúmulo de sedimentos = sedimentação).


Chuvas

  • Erosão pluvial: a água é um importante agente erosivo, principalmente sobre as rochas expostas e solos sem cobertura vegetal. As enxurradas e torrentes promovem grande arraste de materiais e desbarrancamentos.


Rios

  • Erosão fluvial – provoca desgaste, transporte e deposição de sedimentos formando bacias, extensas planícies e deltas na foz dos rios Ex; foz do rio Nilo (África) e do rio Parnaíba (Brasil) e GrandCanyon (EUA)


Mar

  • Erosão (abrasão) marinha – a ação das águas nas regiões litorâneas favorece a formação das praias e de tômbolos (depósitos de sedimentos que ligam uma ilha ao continente).

    As restingas ou barras (depósitos de areia paralelos ao litoral) também são formadas, assim como as falésias (paredões litorâneos escarpados)


Geleiras

  • Erosão glacial – o deslocamento lento desses blocos de gelo arrasta uma grande quantidade de sedimentos através da quebra de rochas, formando vales em forma de U, como os fiordes.


Ventos

  • Erosão eólica – formação de dunas (depósitos de areias móveis), ocorre por meio de lançamento de pequenas partículas de rochas contra outras rochas, o que promove um lento desgaste por meio do atrito.


Seres Vivos

  • As raízes das plantas pressionam rochas.

  • Minhocas, tatus e formigas – escavam a terra (reações químicas acontecem com restos orgânicos de animais e plantas)

  • Recifes de coral – formado a partir de depósitos de conchas, animais marinhos e plantas.

  • Homem - Erosão antrópica – Construção de cidades, estradas, desviando cursos de rios, mineração – isso pode alterar e acelerar o ciclo natural


Formas de Relevo

  • Montanhas

    - Jovens – com maiores altitudes e picos pontiagudos.

    - Velhas – desgastadas pela erosão com altitudes moderadas e formas mais suaves e arredondadas.

  • Planaltos – formações onde predomina o processo de EROSÃO formando relevos escarpados (superfícies íngremes) e chapadas (presença de topo aplainado), por exemplo.


Formas de Relevo

  • Planícies – Predomina o processo de sedimentação e, em sua maior parte, situa-se em terras de baixas altitudes. Ex: planícies fluviais, litorâneas e lacustres.

  • Depressões

    - Absolutas – abaixo do nível do mar. Ex mar Morto (395m)

    - Relativas – em superfícies localizadas em altitudes mais baixas do que o relevo circundante.


Formas de relevo

Fonte: ADAS, Melhem. Panorama geográfico do Brasil. 4ed. rev. e ampl. São Paulo: Moderna, 2004, p. 335.


Alpes Suíços – Dobramento Moderno

Escarpa da Serra do Mar - RJ

Chapada Diamantina - BA

Montes Apalaches – Dobramento Antigo


Planície Amazônica

Planície Litorânea - Ceará


  • Login