Objetivos
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 32

OBJETIVOS PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

OBJETIVOS. ENTENDER CONTEXTO HISTORICO TECER PARALELOS COM A DOUTRINA ESPIRITA DESENVOLVER SENSO DE RESPEITO PARA COM TODAS AS RELIGI ÕES ENTENDER A IMPORTÂCIA DA DIVULGA ÇÃO DA DOUTRINA ESPIRITA. TEMOS DUAS AULAS DESTE TEMA. ESPERAMOS VOCES NA PROXIMA TAMBEM. . AULA I

Download Presentation

OBJETIVOS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Objetivos

OBJETIVOS

  • ENTENDER CONTEXTO HISTORICO

  • TECER PARALELOS COM A DOUTRINA ESPIRITA

  • DESENVOLVER SENSO DE RESPEITO

  • PARA COM TODAS AS RELIGIÕES

  • ENTENDER A IMPORTÂCIA DA DIVULGAÇÃO DA DOUTRINA ESPIRITA


Objetivos

TEMOS DUAS AULAS

DESTE TEMA.

ESPERAMOS VOCES NA PROXIMA TAMBEM.

  • AULA I

  • DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO RELIGIOSO

  • ANIMISNO

  • ELEMENTOS QUE CONSTITUEM A RELIGIAO

  • -TIPOS DE RELIGIÃO (PRIMITIVAS/SAPIENCIAIS/

  • PROFETICAS E ESPITITUALISTAS


Objetivos

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO RELIGIOSO


Objetivos

NECESSIDADE DE COMUNICAÇÃO- CULTO E INTERLIGAÇÃO

Nesse concerto de forças, a morte passou a impor-lhe angustiosas perquirições e, enterrando os seus entes amados em sepulcros de pedra, o homem rude, a iniciar-se na evolução de natureza moral, perdido na desértica vastidão do paleolítico, aprendeu a chorar [...]

  • Abraça os filhinhos com enternecimento feroz, buscando a solidariedade possível dos semelhantes na selva que o desafia.

  • Mentaliza a constituição da família e padece na defesa do lar.

Contudo, à medida que se lhe acentuava a evolução, a consciência fragmentária investia-se na posse de mais amplos recursos.

O Princípio Inteligente passa a expressar também suas emoções em processo continuo e desenvolve a palavra

Aprende a desprender-se do carro denso de carne, [...], durante o sono comum, para receber, [...], junto do próprio corpo adormecido, a visita dos Benfeitores Espirituais que o instruem sobre as questões morais.

Aperfeiçoando as engrenagens do cérebro, o princípio inteligente sentiu a necessidade de comunicação com os semelhantes e, para isso, a linguagem surgiu entre os animais, sob o patrocínio dos Gênios Veneráveis que nos presidem a existência.


Objetivos

Religião: uma característica essencialmente humana

  • Encontram-se no passado, e se encontram até hoje, sociedades que não possuem ciência, nem artes, nem filosofia. Mas nunca existiu sociedade sem religião”.

  • Todas as religiõeshouveram de ser emsuaorigemrelativasaograu de adiantamento moral e intelectual dos homens

    Allan Kardec - O Ceu e o Inferno Cap 1, item 12


Objetivos

Animismo

O termo criado pelo antropólogo inglês Sir Edward B. Tylor, em 1871, na obra Primitive Culture (A Cultura Primitiva)

  • Todos elementos são passíveis de possuírem: sentimentos, emoções, vontades ou desejos, e até mesmo inteligência.

  • Resumidamente, os cultos animistas alegam que: "Todas as coisas são Vivas", "Todas as coisas são Conscientes", ou "Todas as coisas têm ânima“. (alma)


Objetivos

  • Animismo

Litolatria

Adoração de pedras,

rochas e relevos de solo

Fitolatria

Adoração dos

vegetais

Zoolatria

Adoração de animais

Idolatria

Adoração de Idolos

(nascimentodamitologia

e politeismo)


Objetivos

  • Animismo

  • Tudoquantonãocompreendiadevia ser obra de um poder

    sobrenatural, e disso a acreditaremtantaspotênciasdistintasquantosefeitospudessever, nãoiamais do que um passo.

  • Masemtodosos tempos houvehomensesclarecidos, quecompreenderam a impossibilidadedessamultidão de poderesparagovernar o mundosemumadireção superior, e que se elevaramaopensamento de um Deus

    LE –Q-667


Objetivos

DEFINIÇÕES DE RELIGIÃO

Vem de RE-LEGERE RE- (RE-LER): considerar o que pertence ao culto divino, ler de novo, ou então reunir;

Re-elegere – Por fim, segundo Santo Agostinho, religião deriva do verbo re-legere que significa reeleger, reescolher, por isso, religião lembraria o bem supremo que deve ser eleito novamente, quando dele nos encontramos distanciados

Religião é o sentimento Divino,

cujas exteriorizações são sempre

o Amor, nas expressões mais sublimes.

Enquanto a Ciência e a Filosofia operam

o trabalho da experimentação e do

raciocínio, a Religião edifica e

ilumina os sentimentos

O Consolador –Q- 260


Objetivos

ELEMENTOS CONSTITUTIVOS DA RELIGIÃO:

RITOS (cerimônias): o homem não vive sem símbolos, sem ritos, sem estruturas visíveis. Os ritos unem os homens de uma determinada comunidade religiosa.

DOUTRINA (crença, dogma): toda religião tem sua doutrina, que fala sobre a origem de tudo: sentido da vida, da dor, da matéria, do além.

ÉTICA(leis): cada religião traz consigo as conseqüências de sua

doutrina, ensinando o que é certo e o que é errado, dentro de sua cosmovisão. Os preceitos mais importantes são: lei da natureza, lei do amor e lei do bom senso

COMUNIDADE OU ADEPTOS: toda religião tende a formar uma comunidade, tende a manifestar a sua fé junto de outros. Não de trata de um sentimento individualista.

RELAÇÃO EU-TU – é a relação da pessoa com um diferente,

um Tu mais elevado, superior. Toda religião antes de possuir

ritos e doutrinas é uma relação pessoal com Deus.


Objetivos

TIPOS DE RELIGIÕES

Animismo, Politeísmo, Xamanismo, Totemismo

PRIMITIVAS

SAPIENCIAIS

Hinduísmo, Budismo,Confucioniosmo

PROFÉTICAS

Judaísmo, Cristianismo, Islamismo

ESPIRITUALISTAS

Espiritismo, Cultos Afro Brasileiros e Umbanda


Objetivos

PRIMITIVAS

POLITEISMO

Xamanismo

É uma experiência mística própria de religiões primitivas, centrada na pessoa do xamã, que se acredita capaz de curar e de se comunicar com os espíritos

O xamã exerce as funções de curandeiro, sacerdote e condutor de almas

  • Do grego polus= vários + théos= Deus) Religião que admite vários deuses. Consiste na crença em mais do que uma divindade de gênero masculino, feminino ou indefinido, individual e independente.

Os povos que admitem

o xamanismo acreditam

que a doença é provocada

pela perda da alma.

Assim, o xamã deve de

início descobrir onde se

encontra a alma perdida ou

seqüestrada por algum espírito do mal

Exemplos: Religião Grega,Egípcia, Asteca, Maia ...


Objetivos

PRIMITIVAS

Nesta religião essencialmente primitiva, os adeptos se julgam associados a seres animais e vegetais ou mesmo a fenômenos e elementos naturais como o sol, a água, o trovão, o raio, etc

Totemismo

Todos se crêem ligados entre si, na pessoa de um antepassado heróico, que tanto pode ser um homem, como um animal, como uma planta.

Esculpiam seus símbolos em pedras, umas empilhadas em cima das outras, com imagens de animais sobre seus brasões

Panteísmo

  • Etimologicamente falando, o termo panteísmo deriva das palavras gregas pan ("tudo") e teísmo ("crença em deus"), sustentando a idéia da crença em um Deus que está em tudo, ou a de muitos deuses representados pelos múltiplos elementos divinizados da natureza e do universo.


Objetivos

RELIGIÕES SAPIENCAIS – HINDUÍSMO

Religiões sapienciais”, são aquelas que se baseiam na sabedoria humana e na experiência da vida. Em geral, mostram ao homem um caminho a seguir, acentuando a meditação e a sabedoriaa contemplação, o autoconhecimento, possuindo, de modo

genérico, um elevado ideal ético

Para oshinduístas, a alma é imortal.

Após a morte, passa um tempo variávelemoutroplano de existência e depoisretorna, associada a outrocorpo. As condiçõesnasquais o ser humanonascesãoderivadas de seucarma, ou o resultado de suacondutanassuasvidasanteriores.

Acreditam em karma, que é um sistema que cada ação feita aqui na terra será refletida de alguma forma no nosso futuro. A pessoa comete um ato bom ou ruim, não parece ter resultado imediatamente no presente, mas no futuro seus atos irão refletir em coisas boas ou ruins.

Porisso, é possívelreencarnarcomo vegetal ou animal, ou com sexodiferente do experimentadonaencarnação anterior.


Objetivos

RELIGIÕES SAPIENCAIS – HINDUÍSMO

O Hinduísmo é a principal religiãodaÍndia, professadapormais de 80% dos indianos.

Brahma—Criador;

Vishnu—Preservador

Shiva – Destruidor.

É umamistura de váriostipos de crenças com diversosestilos de vida, originárias das váriastradiçõesétnicasquehabitamessepaís. É conhecidahámais de 8.000/3.000 anosa.C., e nãopossuifundador. SeuslivrossagradossãoosVedas e osUpanishads.

Apesar do hinduísmo ser conhecidocomoumareligiãopoliteísta, com cerca de 330 milhões de deuses, também tem um "deus" que é supremo: Brahma. Acredita-se que Brahma é umaentidadequehabitaemtodaárea de realidade e existência, portodo o universo. Acredita-se que Brahma é um deusimpessoal e quenãopode ser conhecido e queeleexisteemtrêsformasseparadas:


Objetivos

Hinduísmo - Criação das Castas

Antigamente, o sistema de castas era seguidocomo lei, masdepoisque Mahatma Gandhi contestou-o, emnome dos direitoshumanos, a mobilidade social começou a daralgunsfrágeispassos no país.


Objetivos

RELIGIÕES SAPIENCAIS – BUDÍSMO

Sistema ético, religioso e filosófico fundado pelo príncipe hindu Sidarta Gautama (563-483 a.C.), ou Buda, por volta do século VI. O relato da vida de Buda está cheia de fatos reais e lendas, as quais são difíceis de serem distinguidas historicamente entre si.

O Budismo consiste no ensinamento de como superar o sofrimento e atingir o nirvana (estado total de paz e plenitude) por meio da disciplina mental e de uma forma correta de vida.

Também crêem na lei do carma, segundo a qual, as ações de uma pessoa determinam sua condição na vida futura. A doutrina é baseada nas Quatro Grandes Verdades de Buda

1ª - A vida é repleta de sofrimento;2ª - O sofrimento é causado por apego a ilusões, e as pessoas se apegam a ilusões por não terem a percepção de que tudo na vida e no mundo está constantemente em transformação, nada é permanente;3ª - A iluminação ou total libertação do sofrimento causados pelas ilusões é possível;4ª - Como alcançar a iluminação


Objetivos

OITO PASSOS DE BUDA

Compreensãocorreta: a pessoadeveaceitar

as QuatroVerdades e osoitopassos de Buda.

Pensamentocorreto: A pessoadeverenunciar

todoprazeratravés dos sentidos e o pensamento mal.

Linguagemcorreta: A pessoanãodevementir,

enganarouabusar de ninguém.

Comportamentocorreto: A pessoanãodeve

destruirnenhumacriatura, oucometeratosilegais

Modo de vidacorreto: O modo de vidanãodeve

trazerprejuízo a nada ou a ninguém.

Esforçocorreto: A pessoadeveevitarqualquer mal

hábito e desfazer de qualquer um que o possua.

Desígniocorreto: A pessoadeveobservar, estaralerta,

livre de desejo e dador.

Meditaçãocorreta:Aoabandonartodososprazeres

sensuais, as másqualidades, alegrias e dores, a pessoa

deveentrarnosquatrográusdameditação, quesão

produzidospelaconcentração.


Objetivos

RELIGIÕES SAPIENCAIS – CONFUCIONISMO

O confucionismo é um system filosóficochinêscriadoporKung-Fu-Tzu (Confúcio).

Entre as preocupações do confucionismoestão a moral, a política, a pedagogia e a religião.


Objetivos

CONFUCIONISMO

ESPIRISITMO

Práticadavirtude

Qual a mais meritória de todas as virtudes?

– Todas as virtudes têm seu mérito, porque indicam progresso no caminho do bem... mas a sublimidade da virtude é o sacrifício do interesse pessoal pelo bem de seu próximo, sem segundas intenções. caridade. (LE – 893)

Educação Oponto de partida é aformação do indivíduo.

Através do ensinamento e daautodisciplina, o indivíduochegaaoconhecimento e à práticadavirtude; descobresuaautênticanatureza, interioriza as disposições do Tian (Céu) , podendoassimagir com espontaneidade, semnecessidadedacoação de leis parafazer o bem.

Chegando a esseponto, ele é um homem superior ouverdadeiro e tem o poder de influenciarpositivamentesobreosoutros, transformando-os.


Objetivos

CONFUCIONISMO

ESPIRISITMO

Familia

Quem nos diz que a família é espaço de convivência são os Espíritos ao responderem à questão 714 de "O Livro dos Espíritos": "Os liames sociais são necessários ao progresso e os laços de família resumem os liames sociais: eis porque eles constituem uma lei natural. Deus quis que os homens, assim, aprendessem a amar-se como irmãos

O primeiroâmbitoemque o ser humano se forma e aprende a agir com autenticidade é a família.O filhoaprende com ospais, especialmente no exercíciodapiedade filial (xiao), ouseja, o filhodeveaospaisrespeito, obediência, deferência, sustentonavelhice, enquanto o paidáaofilho, proteção e ajudaemsuaformação.


Objetivos

CONFUCIONISMO

ESPIRISITMO

Sociedade

Deus fez o homem para viver em sociedade. Deus não deu inutilmente ao homem a palavra e todas as outras faculdades necessárias à vida de relação (LE – Q- 766)

O segundoâmbito é a sociedade, onde se aprendem e se praticam as virtudessociais, sobretudo, a justiça(yi), a generosidadepara com osoutros, o perdão(shu) e a benevolência(ren). Estaúltima é umavirtude fundamental no pensamentoconfucionista, cujoextensosignificadocompreendetudo o quetorna o homemverdadeiramentebom.

O homem deve progredir, mas sozinho não o pode fazer não possui todas as faculdades; precisa do contato dos outros homens. No isolamento ele se embrutece . (LE – Q – 768)


Objetivos

CONFUCIONISMO

O ESTADO

É no Estado, que coincide com sociedadeoumundo civil, emcontraposição a umacondição de nãocivilização, que o homemaprende e pratica a virtudedalealdade-fidelidade(zhong).

Os súditos, especialmenteosfuncionáriospúblicos, devem ser leaisaosoberanoque, porsuavez, se comprometeemadministrar o Estado e governar o mundo, nãoporumarigorosaaplicação das leis, maspeloexercício das virtudes. Se o soberano for virtuoso, o Estado permaneceráestável, a sociedadeirá se manterordenada, a famíliaviveránaharmonia; damesma forma, se as relaçõesfamiliaresforemcorretas, a açãonasociedadetambém o será e o mundoviveráempaz.

No confucionismo, as duasvirtudesmaisimportantessão: a benevolência(ren)queemana do coração, centrodapersonalidade, e torna o homemverdadeiramentehomem e (li) a maneiracorreta de agir e de relacionar-se com osoutros.


Objetivos

RELIGIÕES PROFÉTICAS

Por “religiões proféticas” entendemos

aquelas em cuja origem se encontra

um profeta, que comunica a revelação

recebida de Deus e denuncia as injustiças.

Também chamadas religiões monoteístas (do grego mónos, "único" e theós, "Deus”) É a crença em um só Deus, diferente do politeísmo que conceitua a natureza de vários deuses

São elas: Judaísmo, Cristianismo, Islamismo .

“Profeta” entendemos como um porta-voz


Objetivos

RELIGIÕES PROFÉTICAS - JUDAÍSMO

O judaísmo é considerado a primeira religião monoteísta a aparecer na história.

Tem como crença principal a existência de apenas um Deus, o criador de tudo.

Para os judeus, Deus fez um acordo com os hebreus, fazendo com que eles se tornassem o povo escolhido e prometendo-lhes a terra prometida.Atualmente a fé judaica é praticada em várias regiões do mundo, porém é no estado de Israel que se concentra um grande número de praticantes


Objetivos

Maisvoltadospara a filosofiaforampara a India – 10.000 a 8.000 aC

E osmaisespiritualizadospara o Egito- 6.000 aC

Os maisreligiosospara a Palestina 3000 a 2.500 aC

Os maisvoltadospara o usodalogica e darazãopara a Europa- 2.000 a 1.500 aC


Objetivos

Há mais de 5000 anos, depois de um período de seca assolou a Península Arábica, os cananeus, tribos dos árabes semitas (Sem,Cam e Jafe),vieram se estabelecer nos territórios a leste do Mar Mediterrâneo que formam, hoje, a Síria, o Líbano, a Jordânia e a Palestina.

Os Jebusitas, um subgrupo cananeu, fundaram Jebus - Jerusalém- no lugar onde ele está localizada hoje.

(Creta)

Aproximadamente 3000/2000 anos mais tarde, os filisteus, vindos de Creta,chegaram na terra de Canaã. Misturaram-se com as tribos cananéias e viveram na área sudoeste da moderna Palestina, sobre a costa do Mar Mediterrâneo na área que agora se estende na Faixa de Gaza até Ashdod e Ashkelon.

Os cananeus deram aos territórios que eles habitaram o nome bíblico de "A Terra deCanaã", enquanto os filisteus deram-lhe o nome de Filistina ou 'Palestina'


Objetivos

Oscananeusdescobriram que estavam numa localização estratégica e cercada por poderosos impérios originários do Egito a sudoeste, através do Mar Mediterrâneo a leste, e Mesapotâmia e Ásia a oeste

  • Mais de um milênio antes do nascimento de Cristo, egípcios, assírios, babilônicos, persas, mongóis, gregos e romanos cresceram ao redor da terra dos cananeus e filisteus e a governaram por variados períodos de tempo.

Por volta do século IV a.C.Abraão veio de Ur, no norte da Mesopotâmia, para a terra de Canaã. Ele se estabeleceu nas cercanias do Vale do Jordão. Visto que nem o velho e nem o Novo Testamento não haviam sido revelados durante sua vida, Abraão não era nem judeu nem cristão, mas um crente na unicidade de Deus

Quando Abraãochegou à Palestina, encontrou os cananeus e os filisteus com os quais teve que lutar para conquistar as terras da Palestina

A comunidade familiar era patriarcal. O poder passava do pai para o filho mais velho.


Objetivos

  • FORMAÇÃO DO JUDAÍSMO

Abraao - Sarah

Isaque

Abraao - Agar

Ismael

Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá.

Abraão- Quetura-

Isaque- Rebeca

Esau e Jaco

Jaco – Lea e Raquel

MoisesPrimeira

Revelação

Jaco tem 12 filhos- ( Jose e Benjamim)

A ascenção de JOSE

MigraçãoparaEgito

Nação Islamica


Objetivos

  • JUDAÍSMO- DECÁLOGO

Enquantooscultosreligiosos se perdiamnadivisão e namultiplicidade, somente o judaísmofoibastante forte naenergia e naunidadepara cultivar o monoteísmo e estabelecer as bases da lei universalista, sob a luzdainspiraçãodivina.

O povo de Israel devemerecer o respeito e o amor de todas as comunidadesda Terra, porquesomenteelefoibastantegrande e unidoparaguardar a idéiaverdadeira de Deus, através dos martíriosdaescravidão e do deserto. O Consolador Q: 263 /264

Poressemotivo, não obstante oscompromissos e osdébitospenososqueparecemperpetuarosseussofrimentos, através das gerações e das pátriashumanas no doloroso curso dos séculos,


Bibliografia

Bibliografia

LUIZ, André. Evoluçãoemdoismundos.[psicografadopor Francisco Cândido Xavier]. Rio de Janeiro

XAVIER, Francisco Cândido - A Caminhoda Luz

XAVIER, Francisco Cândido -O Consolador

KARDEC, Allan -O Ceu e o Inferno

KARDEC, Allan o A Genese

KARDEC, Allan – O Livro dos Espiritos

FEDERACAO ESPIRITA BRASILEIRA – Curso de estudoAprofundadodaDoutrinaEspirita- ProgramaReligiao a Luz do Espiritismo

ALMEIDA,Joao Ferreira de – BibliaEdicaoRevista e Corrigida

REFORMADOR – fevereiro de 1964

http://pt.wikipedia.org


  • Login