RESENHA DO LIVRO:  PEDAGOGIA DO AMOR  GABRIEL CHALITA   Por Magali   Professora Jardim

RESENHA DO LIVRO: PEDAGOGIA DO AMOR GABRIEL CHALITA Por Magali Professora Jardim PowerPoint PPT Presentation


  • 1787 Views
  • Uploaded on 02-06-2012
  • Presentation posted in: General

Neste livro Gabriel Chalita seleciona dez contos:\"SHERAZADE E O VALOR DO AMOR\", - PowerPoint PPT Presentation

Download Presentation

RESENHA DO LIVRO: PEDAGOGIA DO AMOR GABRIEL CHALITA Por Magali Professora Jardim

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


1.   RESENHA DO LIVRO: “PEDAGOGIA DO AMOR” GABRIEL CHALITA   Por Magali – Professora Jardim

2. Neste livro Gabriel Chalita seleciona dez contos: ”SHERAZADE E O VALOR DO AMOR”, “DOM QUIXOTE E O VALOR DO IDEALISMO,” ”DAVI E GOLIAS E O VALOR DA CORAGEM”, ”VIDAS SECAS E O VALOR DA ESPERANÇA”, “HÉRCULES E O VALOR DO TRABALHO”, “CINDERELA E O VALOR DA HUMILDADE”, “O REI SALOMÃO E O VALOR DA SABEDORIA”, “O PATINHO FEIO E O VALOR DO RESPEITO”, “ESTRELAS DE JÓIAS E O VALOR DA SOLIDARIEDADE”, POST-SCCRIPTUM: ”A ÓPERA, O MAESTRO E OS MÚSICOS.

3. E por meio destes faz algumas sugestões sobre mudanças de comportamento. A proposta do autor é trabalhar valores como: o amor, a lealdade, a sabedoria, o trabalho e a bondade para que as pessoas possam recuperar a serenidade possibilitando assim, um futuro menos violento minimizando a inversão de valores. Segundo o escritor, os aprendizes de maneira geral, jovens e adultos conservam um pouco da ternura, amor e pureza própria da criança que existe em todos nós, portanto é possível resgatar valores morais, muito desprezados e até desconhecidos atualmente.

4. “ Como educar nossas crianças e jovens num tempo que a aparência vale mais que a essência e a competição e o individualismo teimam em ditar as regras dos relacionamentos, acabando por minar qualquer possibilidade de companheirismo, amizade e amor?”

5. Para Chalita o avanço tecnológico não pode substituir o diálogo, a reunião em família, o contato direto entre pessoas, as amizades e os amores fundamentados no respeito mútuo, na ética, no cumprimento da palavra empenhada. “... Em outras palavras: o mundo precisa de idealistas que olhem pela janela vejam as rosas murchas e, ainda assim, fiquem felizes porque conseguem enxergar as sementes”.

6. Segundo o autor a coragem é o contraponto do medo – experiência de caráter paralisante capaz de impedir a ação e de levar ao comodismo. A novidade, um novo projeto, uma nova empreitada, uma nova maneira de ensinar, de agir e amar pode causar medo. É necessário vencer esse sentimento...

7. O autor diz que, é por meio do trabalho que o ser humano é levado a concretizar, a união entre a teoria e a prática, proporcionando a plenitude de sua educação e aprendizado. “A sabedoria pode ser conquistada”, temos que perceber a importância do saber, a vida e seu processo de aprendizado e os problemas atuais da sociedade. Ele aponta às crises e incertezas, a inversão de valores, a violência contrapondo-se a capacidade de mudar, a vontade de acertar.

8. Na vida real, comparando a história do patinho, com as diferenças; o preconceito de cor, gênero, credo ou classe social seja em casa, seja na escola temos a responsabilidade e o dever de orientar nossas crianças e jovens, para a aceitação do outro, para a compreensão de que condutas preconceituosas ou intolerantes só colaboram para a degradação das relações e para o desentendimento entre as pessoas.

9. Temos o dever de sermos solidários a falta de amor, a violência, as injustiças sociais e a desonestidade, não são bons exemplos para as crianças e os adolescentes, é necessário um trabalho de conscientização e de resgate dos bons sentimentos para que as pessoas possam ter uma vida melhor, mais humana.

10. Temos que incentivar essa mudança e prosseguir incutindo em nossas crianças e adolescentes lições e exemplos que contribuam à formação de seu caráter para que possamos moldar seres humanos mais sábios, empreendedores e competentes. Seres que tragam em si a prudência e a sensatez para tomar as decisões certas.

11. Devemos estar conscientes da importância de nosso papel e amparar, reerguer, reavivar os sentimentos, valores e atitudes que poderão renovar a confiança em dias melhores. Que essa consciência seja uma realidade e um estímulo para todos nós.

  • Login