Plat o raz o e intui o
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 30

PLATÃO Razão e intuição PowerPoint PPT Presentation


  • 71 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

PLATÃO Razão e intuição. PLATÃO. Nasceu em Atenas, (427 a.C. a 347 a.c) De família aristocrata, inseriu-se na filosofia após conhecer Sócrates. Academia- (387 a.C). Educação. Desenvolver o homem moral Voltada tanto para o desenvolvimento intelectual e físico. .

Download Presentation

PLATÃO Razão e intuição

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Plat o raz o e intui o

PLATÃORazão e intuição


Plat o

PLATÃO

  • Nasceu em Atenas, (427 a.C. a 347 a.c)

  • De família aristocrata, inseriu-se na filosofia após conhecer Sócrates.


Academia 387 a c

Academia- (387 a.C)


Educa o

Educação

  • Desenvolver o homem moral

    Voltada tanto para o desenvolvimento

    intelectual e físico.


Plat o raz o e intui o

  • Estudava-se: ciências, matemática, retórica, música, astronomia, educação militar além da filosofia.

  • A educação da mulher deveria ser a mesma aplicada aos homens.


A cidade justa deve ser governada e administrada pelos fil sofos

A cidade justa deve ser governada e administrada pelos filósofos.


Dial tica

Dialética

  • Por meio de uma dialética bem conduzida é possível alcançar a justiça.

  • Diálogo filosófico deve visar a procura desinteressada do verdadeiro.


Obras

Obras

  • Quase todas as suas obras tem a forma de diálogo.

    >Apologia de Sócrates,

  • O Banquete,

  • A República (Politéia),


Plat o raz o e intui o

Alegoria da Caverna (II)

  • livro VII - A República

  • é uma metáfora que descreve a situação geral em que se encontra a humanidade.


O ser

O ser

  • O Ser divide em sensível (opinião) e inteligível (ciência)

  • Os sentidos são múltiplos: visão, audição, ...

  • A inteligência é una, apreende a unidade e a permanência.


Mundo sens vel

Mundo sensível

  • conhecimento aproximado ou imperfeito, já que usamos nossos sentidos.

  • Tudo "flui" .

  • Nada é no mundo dos sentidos; nele, as coisas surgem e desaparecem.

  • não pode ser considerado mundo verdadeiro.


Mundo das id ias

Mundo das idéias

  • Um exemplar isolado do cavalo, "flui". Envelhece, adoece e morre.

  • Mas a verdadeira forma do cavalo é eterna e imutável.

  • "por trás" de tudo o que vemos há um número limitado de formas.

  • Que ele denominou de idéias.


Plat o raz o e intui o

  • Para um conhecimento seguro, precisamos usar a razão.

  • Este mundo não pode, ser conhecido através dos sentidos.

  • As idéias (ou formas) são eternas e imutáveis.


Plat o raz o e intui o

>Heráclito: “tudo flui”.

Para ele o ser é múltiplo- mundo dos sentidos.

>Parmênides: “o ser é imóvel”.

o movimento só existe no mundo sensível, e a percepção pelos sentidos é ilusória - Mundo das idéias.


Plat o raz o e intui o

Alma

>Imortal é morada da razão.

>A alma já existe no mundo das ideias antes de habitar nosso corpo.

>Quando passa a habitá-lo esquece das ideias perfeitas.


Quest o

Questão

1-Interpretando o Mito da Caverna de Platão, qual o instrumento que liberta o prisioneiro rebelde e com o qual ele deseja libertar os outros prisioneiros? A) A luz da verdade; B) A realidade; C) A Filosofia; D) As coisas que percebemos; E) A coragem.


Plat o raz o e intui o

2-(UFU 2002)“Mas quem fosse inteligente (...) lembrar-se-ia de que as perturbações visuais são duplas, e por dupla causa, da passagem da luz à sombra, e da sombra à luz. Se compreendesse que o mesmo se passa com a alma, quando visse alguma perturbada e incapaz de ver, não ririam sem razão, mas reparava se ela não estaria antes ofuscada por falta de hábito, por vir de uma mais luminosa, ou se, por vir de uma maior ignorância a uma luz mais brilhante, não estaria deslumbrada por reflexos demasiadamente refulgentes (brilhantes); à primeira, deveria felicitar pelas suas condições e pelo seu gênero de vida; da segunda, ter compaixão e, se quisesse troçar dela, seria menos risível esta zombaria do que aquela que descia do mundo luminoso.”

(A Rebública, 518 a-b, trad. Maria Helena da Rocha Pereira, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1987.)

Sobre este trecho do livro VII de A República de Platão, é correto afirmar.


Plat o raz o e intui o

I- A condição de quem vive nas sombras é digna de compaixão.

II- O filósofo, sendo aquele que passa da luz à sombra, não tem problemas em retornar às sombras.

III- O trecho estabelece uma relação entre o mundo visível e o inteligível, fundada em uma comparação entre o olho e a alma.

IV- No trecho, é afirmado que o conhecimento não necessita de educação, pois quem se encontraria nas sombras facilmente se acostumaria à luz. 

Marque a alternativa que contém todas as afirmações corretas.

a) II e III

b) I e IV

c) I e III

d) III e IV 


Plat o raz o e intui o

3- Entre as obras de Platão, destacam-se República, O Banquete e Fédon. Sobre este filósofo é correto afirmar que ele :

  • validou o conhecimento do mundo material em detrimento de um mundo ideal ou intelectivo.

    b)procurou desenvolver uma educação que resgatava os conhecimentos dos antigos principalmente as poesias de Homero e Hesíodo.

    c)fundou uma cidade na Magna Grécia (Sul da Itália atual), onde procurou vivenciar a vida da polis de acordo como os preceitos de seu livro República.

    d)ensinava a dialética, método pelo qual procurava desenvolver o conhecimento da verdade.


Plat o raz o e intui o

4-(UFU 2/2007) Platão (428 – 347 a.C.), discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles, fundador da Academia, é até hoje um dos filósofos mais importantes da história da filosofia. Círculos culturais e intelectuais no mundo inteiro dedicam-se a estudar sua obra. Sobre o modo como Platão expressou seu pensamento, assinale a alternativa correta.


Plat o raz o e intui o

A) Platão jamais escreveu textos filosóficos.

B) Platão escreveu textos filosóficos na forma de romances.

C) Platão escreveu textos filosóficos na forma de poesias.

D) Platão escreveu textos filosóficos na forma de diálogos.


Plat o raz o e intui o

1(UFU – 2002-1)“(…) enquanto tiver ânimo e puder fazê-lo, jamais deixarei de filosofar, de vos advertir, de ensinar em toda ocasião àquele de vós que eu encontrar, dizendo-lhe o que costumo: ‘Meu caro, tu, um ateniense, da cidade mais importante e mais reputada por sua sabedoria, não te envergonhas de cuidares de adquirir o máximo de riquezas, fama e honrarias, e de não te importares nem pensares na razão, na verdade e em melhorar tua alma?’ E se algum de vós responder que se importa, não irei embora, mas hei de o interrogar, examinar e refutar e, se me parecer que afirma ter adquirido a virtude sem a ter, hei de repreendê-lo por estimar menos o que vale mais e mais o que vale menos (…).”


Plat o raz o e intui o

PLATÃO. Apologia de Sócrates, 29

A partir do trecho acima de Platão, é correto afirmar que para Sócrates

I - a Filosofia é um saber que se transmite como lições morais, visto ele conheça a verdade.

II - o filosofar é uma atividade que busca a verdade e a melhora da alma pela refutação de falsos saberes.

III - o questionamento ao interlocutor só ocorre se este espontaneamente se dispuser a responder às questões formuladas por Sócrates.

IV - a posse de bens materiais é para ele um valor inquestionável.

Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas.


Plat o raz o e intui o

A) Apenas II e III.

B) Apenas I e II.

C) Apenas I e IV.

D) Apenas III e IV.


Plat o raz o e intui o

5-(UFU 2/2007) Leia o texto abaixo. "SÓCRATES: Portanto, como poderia ser alguma coisa o que nunca permanece da mesma maneira? Com efeito, se fica momentaneamente da mesma maneira, é evidente que, ao menos nesse tempo, não vai embora; e se permanece sempre da mesma maneira e é "em si mesma", como poderia mudar e mover-se, não se afastando nunca da própria Ideia? CRÁTILO: Jamais poderia fazê-lo. SÓCRATES: Mas também de outro modo não poderia ser conhecida por ninguém. De fato, no próprio momento em que quem quer conhecê-la chega perto dela, ela se torna outra e de outra espécie; e assim não se poderia mais conhecer que coisa seja ela nem como seja. E certamente nenhum conhecimento conhece o objeto que conhece se este não permanece de nenhum modo estável. CRÁTILO: Assim é como dizes." PLATÃO, Crátilo, 439e-440a


Plat o raz o e intui o

Assinale a alternativa correta, de acordo com o pensamento de Platão. A) Para Platão, o que é "em si" e permanece sempre da mesma forma, propiciando o conhecimento, é a Ideia, o ser verdadeiro e inteligível. B) Platão afirma que o mundo das coisas sensíveis é o único que pode ser conhecido, na medida em que é o único ao qual o homem realmente tem acesso. C) As Ideias, diz Platão, estão submetidas a uma transformação contínua. Conhecê-las só é possível porque são representações mentais, sem existência objetiva. D) Platão sustenta que há uma realidade que sempre é da mesma maneira, que não nasce nem perece e que não pode ser captada pelos sentidos e que, por isso mesmo, cabe apenas aos deuses contemplá-la.


Respostas

Respostas

1-c

2-c

3-d

a

4-d

5-a


Plat o e arist teles

Platão e Aristóteles


Frases de plat o

Frases de Platão

  • "O belo é o esplendor da verdade".

  • "O que mais vale não é viver, mas viver bem".

  • "Vencer a si próprio é a maior de todas as vitórias".

  • "O amor é uma perigosa doença mental".

  • "Praticar injustiças é pior que sofrê-las".

  • "A harmonia se consegue através da virtude".

  • "Teme a velhice, pois ela nunca vem só".

  • "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem ter".


Meu blog

Meu blog

filosofanfoff.wordpress.com


  • Login