Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Download
1 / 13

Simone da Nóbrega Tomaz Moreira George Dantas de Azevedo Cleyton Amaral Nogueira e Silva - PowerPoint PPT Presentation


  • 99 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Maternidade Escola Januário Cicco, Natal-RN. AVALIAÇÃO DO ESTRESSE EM MULHERES INFÉRTEIS UTILIZANDO O INVENTÁRIO DE SINTOMAS DE ESTRESSE DE LIPP (ISSL). Simone da Nóbrega Tomaz Moreira George Dantas de Azevedo Cleyton Amaral Nogueira e Silva

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha

Download Presentationdownload

Simone da Nóbrega Tomaz Moreira George Dantas de Azevedo Cleyton Amaral Nogueira e Silva

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Simone da n brega tomaz moreira george dantas de azevedo cleyton amaral nogueira e silva

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Maternidade Escola Januário Cicco, Natal-RN

AVALIAÇÃO DO ESTRESSE EM MULHERES INFÉRTEIS UTILIZANDO O INVENTÁRIO DE SINTOMAS DE ESTRESSE DE LIPP (ISSL)

Simone da Nóbrega Tomaz Moreira

George Dantas de Azevedo

Cleyton Amaral Nogueira e Silva

Geraldez Tomaz

Técia Maria de Oliveira Maranhão


Introdu o

INTRODUÇÃO

  • ADIAMENTO DA GRAVIDEZ

  • 10% entre 15 e 30 anos

  • 14% entre 30 e 34 anos

  • 25% de 35 anos em diante (Jacob, 2000)

  • CRISE PSICOLÓGICA

  • DIFERENÇAS DE GÊNERO DIANTE DO DIAGNÓSTICO DA INFERTILIDADE

  • (Van Balen, Trimbos-Kemper & Verdurmen, 1996; Greil, 1997 e Pasch, Schetter & Christensen, 2002))


Simone da n brega tomaz moreira george dantas de azevedo cleyton amaral nogueira e silva

INTRODUÇÃO

  • Infertilidade e o funcionamento psicológico (investigação diagnóstica, a duração e o tratamento da infertilidade e a qualidade do relacionamento do casal.) (Connolly, et al., 1992; Newton, C. R.; Sherrard, W & Glavac, I. 1999; Greil, 1997)

  • Estresse e concepção (Armario et al., 1995; Dobson e Smith, 2000; Gallinelli et al., 2001)


Introdu o1

INTRODUÇÃO

  • Estresse e fertilização in vitro

    • Reprodução Assistida

    • Suporte psicológico

    • Implantação

      (Cohen et al., 2001 e Gallinelli et al, 2001)


Objetivo

OBJETIVO

  • Quantificar a incidência do estresse em uma amostra de mulheres inférteis de Natal-RN, avaliando a fase em que o mesmo se manifesta e a sintomatologia predominante


Metodologia

METODOLOGIA

  • Casuística: 90 mulheres inférteis

  • Ambulatório de infertilidade da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC)- UFRN

  • Período: Julho 2002 a Junho 2003

  • Parâmetros Considerados:

    • incidência do estresse

    • fase do estresse (alerta, resistência, quase exaustão e exaustão)

    • sintomatologia predominante (psicológica ou física)


Metodologia1

METODOLOGIA

  • O inventário de Sintomas de Stress de Lipp ( ISSL)

  • Validação

  • Aplicação

  • É um teste útil na identificação de quadros característicos do estresse.


Resultados

RESULTADOS

Figura 1. Distribuição da amostra de acordo com a presença ou não de estresse


Resultados1

RESULTADOS

Figura 2. Distribuição da amostra de acordo com a variável “fases do estresse”


Resultados2

RESULTADOS

Sintomas

n

%

Psicológicos

41

80,4

Físicos

10

19,6

Total

51

100,0


Discuss o

Discussão

  • Estudos apontam que o tratamento da infertilidade é capaz de desenvolver o estresse

    • (Connolly, 1992; Greil,1997; Jacob, 2000).

  • A amostra estudada confirma a presença de estresse em 56, 7% das mulheres com problemas de fertilidade, o que provoca diminuição na capacidade de conceber

  • (Armario et al., 1995; Dobson & Smith, 2000; Gallinelli et al., 2001)


  • Discuss o1

    Discussão

    • A impossibilidade de conceber é vivenciada pelas mulheres como uma experiência devastadora

    • (Mahlstedt et al, 1987)

    • Muitas, mencionam que, em relação ao funcionamento psicológico, a infertilidade reduz a auto-estima e sua valorização no contexto social, além da depressão, culpa e frustração

    • (Bell, 1980; Connolly, 1992; Balen et al., 1996; Domar et al., 2000)

    • Observou-se prevalência dos sintomas psicológicos sobre os físicos em 80,4% das mulheres.


    Conclus o

    CONCLUSÃO

    • O alto índice (82,35%)de mulheres na “fase de resistência” sinaliza a importância da presença do psicólogo nos serviços de Reprodução Humana.


    ad
  • Login