As crianças pequeninas,
Download
1 / 25

As crianças pequeninas, todas elas se parecem. - PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on

As crianças pequeninas, todas elas se parecem. A tranquilidade e a serenidade que elas emanam. As pessoas velhas, de idade tão avançada, também se parecem entre si. Toda a tranquilidade e serenidade que elas emanam. E, olhando-me nos olhos, ela disse,

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' As crianças pequeninas, todas elas se parecem.' - amanda


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

As crianças pequeninas,

todas elas se parecem.



As pessoas

velhas, de idade

tão avançada, também

se parecem

entre si.


Toda a

tranquilidade

e serenidade que elas emanam...


E, olhando-me

nos olhos,

ela disse,

com sua voz pausada:...


“Um neto

tão bonito

quanto o meu,

neste mundo

não há...”


“Por mais que

me digam das delícias do céu,

eu não

quero partir.

Contento-me

com as delícias

da terra...”


“Velar o sono

do meu neto,

Cantar-lhe

aos ouvidos

canções

de ninar...”


As gerações

que se sucedem desde o início

dos tempos.

Sonhos,

alegrias e esperanças...


Qual o

significado

de cada

novo dia?


O suave

sol da manhã

a acariciar

a pele,

e todas as

possibilidades

que cada novo amanhecer descortina...


As melodias do coração,

e a partitura d’alma...



Cada instante é precioso,

cada jogada, decisiva...


Cada dia escrevemos

uma página

do livro da nossa vida.


Que a nossa história seja repleta de

Amor, Compaixão, Caridade, Bondade, Ternura e Justiça...


“Temos dois olhos”

– nos recorda

um místico medieval...


“Com um, vemos

as coisas efêmeras, que desaparecem.

Com o outro,

as coisas eternas,

que permanecem.”


O insondável

mistério da

finitude da

existência terrena.


Permanecer

desperto para as verdades do espírito.

Ter ouvidos

para o Sopro,

e olhos para

a luz que emana

da Presença

que está em

todas as coisas.


Purificar o coração

de tudo aquilo

que possa comprometer o

nosso progresso espiritual,

de modo a fortalecer

as asas e o suave voo

da nossa alma...


Tema musical: Ária de amor (de Tosca),

interpretada pela Royal Philharmonic



ad