PRESENTEÍSMO
Download
1 / 21

PRESENTEÍSMO Dra. Patricia Argollo Gomes - PowerPoint PPT Presentation


  • 101 Views
  • Uploaded on

PRESENTEÍSMO Dra. Patricia Argollo Gomes. Em primeiro lugar: O que é o presente?. O presente é o ponto exato onde passado e futuro se encontram e dão sentido a vida agora. Portanto, ele é definido por memórias resignificadas e possibilidades de reprodução ou reinvenção da existencia.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' PRESENTEÍSMO Dra. Patricia Argollo Gomes' - aleta


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

PRESENTEÍSMO

Dra. Patricia Argollo Gomes


Em primeiro lugar o que o presente
Em primeiro lugar: O que é o presente?

  • O presente é o ponto exato onde passado e futuro se encontram e dão sentido a vida agora. Portanto, ele é definido por memórias resignificadas e possibilidades de reprodução ou reinvenção da existencia.


Avan ando um pouco mais nas complica es do tempo
Avançando um pouco mais nas complicações do tempo...

  • O presente é que convoca o passado e portanto, a lembrança é o presente.

  • O passado pronto para avançar pelo suceder das cenas imediatas.

  • Em qual canto do passado esconde-se engenhosamente a lembrança recém-nascida? Quando lembramos mudamos o passado...


E quando o presente n o se conecta nem com o passado e nem com o futuro
E quando o presente não se conecta nem com o passado e nem com o futuro?

  • Quando não podemos sonhar com expansão ou rever nossas velhas posturas? Ele se torna estéril, prisão e cansaço do mesmo...


Quando n o h futuro
Quando não há futuro com o futuro?

  • “Os adoecimentos por causa do trabalho são de vários tipos. E o presenteísmo é um processo que no início pode levar as pessoas a sentirem-se  mais  decepcionadas do que  doentes ou simplesmente cansadas pelo  excesso de trabalho ou por causa de um trabalho que não considera seus potenciais e formação profissional. Sem perspectiva de desenvolvimento pessoal, o processo assume, gradualmente, a configuração de patologia, envolvendo corpo e mente do trabalhador”.


Cena com o futuro?

  • Você está no escritório, na frente do seu computador, mas não consegue realizar suas tarefas mais simples, isso têm se tornado cada vez mais comum, essa presença sem produção é o conceito de presenteísmo: quando os profissionais comparecem ao seu local de trabalho com a saúde física aparentemente boa, porém, não conseguem produzir.


Um sentimento de vazio
Um Sentimento de Vazio com o futuro?

  • Estamos condenados no trabalho ao mundo das coisas normais? Como trazer vida ao trabalho?


Doen as podem ser pensadas individualmente
Doenças podem ser pensadas individualmente... com o futuro?

  • O presenteísmo pode ser causado por diversos fatores como enxaquecas, alergias ou desvios psicoemocionais: depressão, estresse, desmotivação, ansiedade descomunal ou até mesmo problemas de mau relacionamento com familiares, colegas de trabalho ou com o chefe. “Não falamos aqui daqueles que passam o dia na internet, em programas de bate papo ou mídias sociais, que nada tem a ver com o seu trabalho, mas sim de pessoas que apresentam doenças”, afirmou Dr. Charles Oliveira em palestra no CONARH 2012.

  • Formas de ultrapassar os dramas individuais com o clima e o sentimento de filiação.


Rever e aproveitar
REVER E APROVEITAR com o futuro?

  • Querer criar é a inclinação necessária para a experiência de resistência a repetição e em cada desvio, afirma o encorajamento para um olhar novo, instigando o fortalecimento da máquina em sua grandeza instituínte.


De onde vem o novo
De onde vem o novo? com o futuro?

  • “A ecologia cognitiva constitui um espaço de agenciamentos, de pautas interativas, de relações constitutivas, no qual se definem e redefinem as possibilidades cognitivas individuais, institucionais e técnicas.” CleciMaraschin , Margarete Axt


Cria o de paradoxos revis es
Criação de paradoxos: Revisões com o futuro?

  • Pesquisas Qualitativas

  • Enunciações Coletivas


As posi es temporais
As posições temporais com o futuro?

  • Conservação: manter o passado

  • Inovação: querer o fazer o futuro, arriscar-se

  • Destruição: não querer nada só a morte


Cuidado
Cuidado! com o futuro?

  • Para além das forças de conservação e diferença temos ainda outra força a analisar: a morte

  • A morte não quer nem a conservação e nem a diferença ela quer a destruição

  • Características: paranoia, negação do sentido, pensamento concreto (ausência de abstração), ressentimento.


Nietszche
NIETSZCHE com o futuro?

  • “... o mais surpreendente não é a sua maldade e sim sua forma depreciativa. Nada lhe resiste. Não respeita nem os amigos e nem os inimigos.

  • Faz da infelicidade algo medíocre, que recrimine e distribua as culpas: sua tendência é depreciar as causas, em fazer da infelicidade o erro de alguém”


Os muitos tempos da institui o trabalho
OS MUITOS TEMPOS DA INSTITUIÇÃO TRABALHO com o futuro?

  • O trabalho COMO TEMPO DE REPRODUÇÃO E TEMPO DE EXPERIMENTAÇÃO. Intervir na experimentação é estimular uma rede de conversações. Criação de dispositivos para questões emergentes.


Endurecimento em oposi es
Endurecimento em oposições com o futuro?

  • A resistência a isto é mantermos a ideia de acontecimentos coletivos com seus atores em interação ou culpamos um e outro ou mesmo condenamos aqueles que querem destruir. Todas as forças são parte e estão em contato dinâmico.


Poderia n o
Poderia não... com o futuro?

  • O presenteismo é o “poderia não...”, nem o não e nem o sim e nem a angustia de querer decidir e não saber...

  • É uma atitude de ausencia do acontecimento de adaptação disfuncional


Mudan as pol ticas acima das equipes
Mudanças políticas acima das equipes... com o futuro?

  • Os conceitos de trabalho que preponderam nas corporações  “degradam simultaneamente as relações sociais de trabalho e os relacionamentos humanos no trabalho. Em suma: a instabilidade de vínculos contratuais e das relações interpessoais são as responsáveis principais pelos adoecimentos”, atesta ela.


No servi o p blico as mudan as de governo
No serviço público as mudanças de governo com o futuro?

  • “E o ocultamento disso tudo decorre também de um complexo de motivos – com destaque maior para o medo de desemprego e o desamparo do trabalhador e de sua familia”, frisou a psiquiatra.

  • A pesquisadora completa que a deterioração da  confiança ou auto-confiança,  das condições de trabalho além de diretrizes que visam à reestruração produtiva também estão por trás  da  escalada do presenteísmo.


A quest o o empoderamento das equipes
A questão é o empoderamento das equipes com o futuro?

  • As equipes quando acostumadas ao debate interno podem afirmar-se como capazes de lidar com as mudanças.

  • Muitas mudanças de governo desfazem o passado e não mostram o futuro e, portanto, enfraquecem o presente...

  • O empoderamento possibilita tanto a aquisição da emancipação individual, quanto à consciência coletiva necessária para a superação da “dependência social e dominação política”.


Querer relacionar se
Querer relacionar-se com o futuro?

  • A questão é desejo de intercambio, da intimidade com outras produções para que possamos sair da queixa, da burocracia, do que é de nós esperado nos deixando levar pela sensibilidade de algumas inspirações


ad