A Terra,
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 27

A Terra, um planeta a proteger!!! PowerPoint PPT Presentation


  • 51 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

A Terra, um planeta a proteger!!!. Produção de resíduos. Introdução. Nos países industrializados, as actividades de uma população humana crescente conduzem à produção de resíduos que contaminam o ar, o solo e a água. O que é um resíduo?.

Download Presentation

A Terra, um planeta a proteger!!!

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


A terra um planeta a proteger

A Terra,

um

planeta

a proteger!!!


Produ o de res duos

Produção de resíduos


Introdu o

Introdução

Nos países industrializados, as actividades de uma população humana crescente conduzem à produção de resíduos que contaminam o ar, o solo e a água.


O que um res duo

O que é um resíduo?

Um resíduo pode ser considerado qualquer materialque sobra após uma acção ou processo produtivo. Diversos tipos de resíduos (sólidos, líquidos egasosos) são gerados nos processos de extracção de recursos naturais, transformação, fabricação ou consumo de produtos e serviços.


Produ o de res duos1

Produção de resíduos

Os resíduos passam a ser libertados e acumulados no meio ambiente causando não somente problemas de poluição, como caracterizando um desperdício da matéria originalmente utilizada.


Produ o de res duos2

Produção de resíduos

Nos últimos anos, o desenvolvimento socioeconómico, responsável pela melhoria da qualidade de vida das populações e pela mudança de hábitos de consumo, fez com que se verificasse um aumento significativo da produção de resíduos, cujo crescimento, nos últimos doze anos, atingiu cerca de 175%.


Recolha de res duos

Recolha de resíduos

Na última década, assistiu-se, também, a um incremento importante da quantidade de papel/cartão, vidro, plástico e sucata recolhidos selectivamente - em 2003 a quantidade de resíduos recolhida selectivamente atingiu os 18% do total da produção - que foram enviados para reciclagem no território continental.


Recolha de res duos1

Recolha de resíduos

Dada a pequena quantidade e grande variedade, existe um conjunto de resíduos (ex.:resíduos eléctricos e electrónicos, óleos usados, produtos químicos, baterias, pilhas…) cuja solução de gestão passa pela recolha e armazenamento provisório para posterior envio para valorização, tratamento e/ou destino final adequados.


O que s o rsu

O que são RSU?

RSU são as iniciais de Resíduos Sólidos Urbanos, que na prática significa o lixo doméstico que resulta do nosso dia a dia enquanto consumidores. O termo RSU é utilizado, porque além de ser mais agradável, é mais específico na sua definição, estando associado apenas a resíduos sólidos de carácter urbano não recicláveis ou reaproveitáveis, enquanto o termo lixo, significa, tudo aquilo que consideramos supérfluo e passível de eliminar.


Composi o f sica dos res duos s lidos urbanos rsu

Composição física dos resíduos sólidos urbanos (RSU)


Composi o f sica dos res duos s lidos urbanos rsu1

Composição física dos resíduos sólidos urbanos (RSU)


Recolha de recicl veis

Recolha de recicláveis

Recolha selectiva das embalagens


Recolha de recicl veis1

Recolha de recicláveis

Recolha selectiva de vidro


Recolha de recicl veis2

Recolha de recicláveis

Recolha selectiva de papel/cartão


Tratamento de res duos

Tratamento de Resíduos


Como s o tratados os res duos

Como são tratados os resíduos?

Após a recolha do conteúdo dos contentores dos RSU, a entidade responsável pelos mesmos, dirige-se até às instalações da empresa que faz a recolha, para a descarga do camião. Consoante a área geográfica em que se encontra, a descarga será feita num dos Aterros Sanitários, ou numa das Estações de Transferência (ET).


Aterros sanit rios

Aterros sanitários

Os aterros sanitários vieram permitir de uma forma gradual abandonar e encerrar as lixeiras existentes e requalificar essas áreas potencialmente poluídas. É uma solução técnica e ambientalmente adequada para o tratamento e destino final dos resíduos sólidos urbanos, pelo confinamento promovido aos materiais depositados.


Aterros sanit rios1

Aterros sanitários

É imprescindível em qualquer sistema integrado de tratamento de resíduos, e não deve hoje de modo algum ser encarada ou confundida com uma lixeira.

O aterro sanitário é uma unidade de tratamento e valorização de resíduos indiferenciados. Nele, só são depositados os resíduos que não puderem ser valorizados de outras formas, nomeadamente reutilização, reciclagem e valorização orgânica ou energética.


Aterros sanit rios2

Aterros sanitários

Os resíduos depositados em aterro podem ainda ser valorizados, pois do seu processo normal de degradação resulta um gás – denominado de biogás – que pode ser utilizado para a produção de energia eléctrica, desde que tal seja economicamente viável. Ao contrário do que ocorre nas lixeiras, os cuidados ambientais considerados na construção, exploração e selagem de um aterro sanitário garantem completa inadequados para o ambiente e saúde das pessoas.


Aterros sanit rios3

Aterros sanitários

Enquanto que numa lixeira não existe qualquer tipo de sistema de impermeabilização, os resíduos eram depositados directamente no solo, no Aterro Sanitário existe um sistema de impermeabilização, drenagem e captação das águas lixiviantes, para evitar que possam atingir linhas de água ou até mesmos lençóis freáticos, causando graves danos no ambiente. Esta impermeabilização é conseguida conjugando geossintéticos e solos naturais.


Esta es de transfer ncia

Estações de transferência

As Estações de Transferência são infra-estruturas onde se descarregam os resíduos produzidos em áreas mais afastadas dos Aterros Sanitários, com o objectivo de os preparar para serem transportados num veículo de grande capacidade para um local de tratamento, valorização ou eliminação, de modo a tornar economicamente viável a utilização dos Aterros Sanitários por parte dos municípios mais distantes.


A terra um planeta a proteger

Considerando o caso desta última hipótese, os RSU aí depositados são depois compactados em contentores estanques próprios e transportados pelos camiões da empresa até ao Aterro Sanitário da área de abrangência. Os RSU são aqui prensados e atados em enormes fardos, sendo colocados depois na célula do Aterro Sanitário e cobertos com terra no fim do dia, afim de evitar o contacto com o ar e consequente exalação de cheiros.


Esta es de triagem

Estações de triagem

As Estações de triagem são infra-estruturas que podem incluir tecnologias e equipamentos mais simples ou mais complexos, com mecanização intensiva e elevados custos de investimentos, operação e manutenção.


Esta es de triagem1

Estações de triagem

Em termos de disposição, as Estações de Triagem incluem sempre as seguintes três zonas principais:

  • Descarga das viaturas da recolha selectiva;

  • Processamento / triagem dos resíduos;

  • Formação de fardos e armazenagem dos materiais recuperados e do refugo (material rejeitado).


Curiosidades

Curiosidades

Quanto tempo leva para o lixo se decompor?

Jornal algumas semanas Sapatos de couro até 50 anos Caixas de papelão vários meses Plástico fino até 5 anos Folhas de bananeira algumas semanas Sacolas de plástico 10–20 anos ou até centenas de anos, dependendo do tipo de plástico Metais até 50 anos Latas de alumínio até 80 anos Garrafas de plástico centenas de anos Cacos de vidro milhares de anos


Bibliografia

Bibliografia

  • http://www.inresiduos.pt/portal/page?_pageid=33,64036&_dad=portal&_schema=PORTAL&docs_residuos=56001911583&cboui=56001911583

  • E:\A-L-G-A-R Valorização e tratamento de resíduos solidos, SA.htm

  • E:\ERSUC - Resíduos Sólidos do Centro, S_A _ - Estações de Triagem.htm

  • E:\ERSUC - Resíduos Sólidos do Centro, S_A _ - Produção de Recicláveis - 2005.htm

  • E:\Produção de Resíduos.htm

  • E:\Reciclagem_Net - Portal da Reciclagem e do Meio ambiente.htm

  • Terra, Universo de Vida –Geologia (Porto Editora)


Trabalho realizado por

Trabalho Realizado por:

  • Márcia Barata nº.14 10ºA

  • Susana Santa Cruz nº.18 10ºA

  • Vania Castro nº.20 10ºA


  • Login