Comportamento obsessivo compulsivo em pequenos animais
Download
1 / 42

Comportamento obsessivo-compulsivo em pequenos animais - PowerPoint PPT Presentation


  • 332 Views
  • Updated On :

Comportamento obsessivo-compulsivo em pequenos animais. Alessandra Sayegh Arreguy Silva Médica Veterinária Especialista em clínica e cirurgia de pequenos animais Mestre em Medicina Veterinária. CANÍDEOS NA NATUREZA. CÃES EM FAMÍLIA.

Related searches for Comportamento obsessivo-compulsivo em pequenos animais

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Comportamento obsessivo-compulsivo em pequenos animais' - albert


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Comportamento obsessivo compulsivo em pequenos animais l.jpg

Comportamento obsessivo-compulsivo em pequenos animais

Alessandra Sayegh Arreguy Silva

Médica Veterinária

Especialista em clínica e cirurgia de pequenos animais

Mestre em Medicina Veterinária



Slide3 l.jpg

CÃES EM FAMÍLIA

Isolamento ansiedade,depressão e pânico

distúrbios de comportamento


Slide4 l.jpg

Eu estou sozinho???!!

Ansiedade, depressão e pânico....


Slide5 l.jpg

Destruição de objetos

Vocalização

Eliminação de fezes em locais inapropriados

Anorexia

Tentativas de fuga

Automutilação

PÂNICO!!!!


Slide6 l.jpg

  • Número crescente de queixas;

  • Principal causa de eutanásia na América do Norte (LANDSBARG, 1994);

  • CORPO (soma)  MENTE (psíquico)

  • única unidade

  • Em PEQUENOS ANIMAIS: lesões autoinduzidas, com distúrbios psicológicos como base cães obsessivos compulsivos

  • cães compulsivos ????


Slide7 l.jpg

TOC = TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO

OBSESSÃO: Pensamentos intrusos que não podem ser ignorados e são na maioria das vezes aliviados por comportamentos compulsivos.

COMPULSÃO: Comportamento esteriotipado com ações repetitivas que não tem propósito ou função. Normalmente é realizado para aliviar uma ansiedade intolerável.


Dist rbios compulsivos em c es l.jpg
DISTÚRBIOS COMPULSIVOS EM CÃES

  • LOCOMOTORES

  • Giro em parafuso, perseguição da cauda

  • Perseguição de luzes

  • Latido ritmado, intenso

  • Arranhadura de chão

  • Ataque a objetos inanimados

  • Marcha em círculos, saltos

ESTRESSE

ANSIEDADE

CONFLITO

FRUSTRAÇÃO


Dist rbios compulsivos em c es9 l.jpg
DISTÚRBIOS COMPULSIVOS EM CÃES

  • ALUCINAÇÕES

  • Mordedura do ar

  • Abocanhar moscas

  • Contemplação do céu

  • Olhar fixamente em uma direção

ESTRESSE

ANSIEDADE

CONFLITO

FRUSTRAÇÃO


Dist rbios compulsivos em c es10 l.jpg
DISTÚRBIOS COMPULSIVOS EM CÃES

  • AUTOLESIVOS

  • Ataque às pernas ou cauda

  • Esfregamento de face

  • Dermatite acral por lambedura

  • Mordedura de unhas

  • Sucção e lambedura

  • Mastigação de pedras

  • Polifagia/polidpsia

  • Lambedura de objetos ou prop.

PODEM SE DESENVOLVER SEM CONFLITO ÓBVIO


Slide11 l.jpg

  • Estilo de vida do animal

  • Pode se tornar um fator de contribuição.

  • Animais submetidos:

  • grande estresse

  • condições de tédio;

  • solidão (sem companhia humana ou animal);

  • confinamento prolongado em jaulas;

  • contenção contínua em correntes;

  • canil pequeno;

  • dominação por um proprietário ditador

  • morte na família


Slide12 l.jpg







Slide21 l.jpg

  • Etiologia: doença psicogênica secundária à problemas emocionais ou fator irritante primário

  • LAMBEDURA

    ENDORFINAS BEM ESTARANALGESIA

    ULCERAÇÃOCONTAMINAÇÃO


Slide22 l.jpg

  • Lambedura  liberação de opióides endógenos ao nível central  em receptores específicos que estimulam o centro do prazer do córtex cerebral  reforço no comportamento (ciclo vicioso)

    Automutilação

    (Dodman et al., 1998)


Slide23 l.jpg

SEROTONINA

ENDORFINAS

DOPAMINA


Diagn stico l.jpg
DIAGNÓSTICO

  • Distúrbio de hipersensibilidade

  • Distúrbio de hiperatividade

  • Distúrbio de ansiedade permanente

  • Distúrbio dissociativo

  • EXAME FÍSICO E LABORATORIAIS


Tratamento cl nico l.jpg
Tratamento Clínico

  • Identificar e eliminar a causa

  • Mais passeios e maior tempo na companhia de pessoas

  • Novo cãozinho como companhia

  • Evitar o confinamento (jaulas, canis ou corredores) (Scott et al., 1996)


Slide26 l.jpg


Crit rios para a modifica o comportamental l.jpg
Critérios para a modificação comportamental

  • Orientação do proprietário

  • Reestruturação do relacionamento entre o animal de estimação e o dono: treinamento de obediência (“sentar/ficar”e “deitar”)


Slide28 l.jpg


Slide29 l.jpg


Tratamento com drogas psicotr picas l.jpg
Tratamento com drogas psicotrópicas punição para controlar a automutilação

  • Objetivo: Reduzir o estresse temporariamente até que o cão possa aprender a estar calmo, o que é conseguido com a modificação comportamental

  • A medicação deve ser acompanhada de técnicas de modificação do comportamento


Drogas ansiol ticas l.jpg
Drogas Ansiolíticas punição para controlar a automutilação

  • Fenobarbital- 2,2 a 6,6 mg/kg, cada 12h

    • Efeitos colaterais: sedação e hepatotoxicidade

  • Hidroxizine- 2,2 mg/kg, cada 8h

  • Diazepam- 0,2 mg/kg, cada 12h (Scott et al., 1996)


Antidepressivos tric clicos l.jpg
Antidepressivos Tricíclicos punição para controlar a automutilação

  • Bloqueiam a recaptação de noradrenalina e serotonina na membrana neuronal

  • Aumento serotonina - reduz o medo e a ansiedade Aumento noradrenalina - melhora a resposta do paciente para a mudança comportamental (Wismer, 2000)


Slide34 l.jpg

CLOMIPRAMINA (Clomicalm punição para controlar a automutilação®/Anafranil®)

* Dosagens: 1 a 4 mg/kg, cada 12 ou 24h, por via oral

* Pode levar 2 meses antes que os efeitos sejam aparentes

Efeitos colaterais: convulsões, hepatotoxicidade, arritmias cardíacas, sedação, vômito, anorexia e diarréia (Nack, 1999)


Slide35 l.jpg

  • AMITRIPTILINA (Elavil®) punição para controlar a automutilação

    * Dosagem:1 a 3 mg/kg, cada 12h, por via oral

    * Pode levar 30 dias antes que os efeitos sejam aparentes (Overall, 1999)

    * Efeitos colaterais: convulsões e arritmias cardíacas

  • IMIPRAMINA (Tofranil®)

    *Dosagem: 2 a 4 mg/kg, cada 24h (Scott et al., 1996)


Inibidores espec ficos da recapta o de serotonina l.jpg
Inibidores específicos da recaptação de Serotonina punição para controlar a automutilação

  • Bloqueiam seletivamente a recaptação sináptica de serotonina

  • Pouco ou nenhum efeito sobre outros neurotransmissores

  • Menos efeitos anticolinérgicos, sedativos e cardiovasculares

  • Drogas mais comumente encontradas: Fluoxetina, Paroxetina e Sertralina (Wismer, 2000)


Slide37 l.jpg

  • FLUOXETINA (Prozac®) punição para controlar a automutilação

    * Dosagem: 1 mg/kg, cada 24h, por via oral

    *Efeitos colaterais: convulsões, anorexia, náusea, diarréia, ansiedade, letargia, urticária e hepatotoxicidade (Scott et al., 1996; Overall, 1999)


Inibidores da monoamina oxidase l.jpg
Inibidores da Monoamina Oxidase punição para controlar a automutilação

  • Enzima que catalisa a deaminação oxidativa de várias aminas (noradrenalina, dopamina e serotonina)

  • Aumento nas [ ] destas aminas no SNC

    • BEM ESTAR!!!

  • Fenelzine e Tranilcipromina


  • Novos antidepressivos l.jpg
    Novos Antidepressivos punição para controlar a automutilação

    • BUPROPION

      * Medicina Humana: tratamento da depressão e para diminuir o desejo em fumantes crônicos

      * Suspeita-se que iniba a recaptação de dopamina e em menor extensão a norepinefrina (Wismer, 2000)


    Substitui o de opi ides end genos l.jpg
    Substituição de opióides endógenos punição para controlar a automutilação

    • Fonte exógena de opióide diminuiria o desejo do cão em estimular a liberação de endorfinas

    • Hidrocodona (Hycodan®): 0,25 mg/kg, cada 8h

      (Scott et al., 1996)


    Conclus o l.jpg
    CONCLUSÃO punição para controlar a automutilação

    • O número de casos de animais domésticos com comportamento obsessivo compulsivo têm aumentado

    • O tratamento se baseia em:

      • alteração do ambiente,

      • treinamento comportamental

      • uso de fármacos antidepressivos.


    Slide42 l.jpg

    OBRIGADA PELA ATENÇÃO! punição para controlar a automutilação


    ad