Monop lio
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 45

Monopólio PowerPoint PPT Presentation


  • 62 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Monopólio. Monopólio. Enquanto uma firma compettitiva é “tomadora de preço”, a firma monopolista é “fazedora de preço” Uma firma é considerada monopolista se: É a única vendedora de um produto O produto não tem um substituto (similar). Porque Surgem os Monopólios.

Download Presentation

Monopólio

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Monop lio

Monopólio


Monop lio1

Monopólio

  • Enquanto uma firma compettitiva é “tomadora de preço”, a firma monopolista é “fazedora de preço”

  • Uma firma é considerada monopolista se:

    • É a única vendedora de um produto

    • O produto não tem um substituto (similar)


Porque surgem os monop lios

Porque Surgem os Monopólios

  • A causa fundamental para o aparecimento dos monopólios são as barreiras para entrada de firmas no mercado. Essas barreiras são de três tipos:

    • Posse de um insumo chave

    • Licença exclusiva dada pelo governo para a produção de um bem

    • Os custos de produção são tão altos que um único produtor é mais eficiente que vários pequenos produtores


Porque surgem os monop lios1

Porque Surgem os Monopólios

  • Embora a posse de um insumo chave é uma das razões para o aparecimento do monopólio, na prática monopólios raramente surgem por esse motivo

  • Patentes e direitos de propriedade são dois exemplos de licenças dada pelo governo autorizando que apenas uma única firma produza m um mercado


Monop lio natural

Monopólio Natural

  • Um monopólio natural existe quando uma única firma pode suprir um bem para todo um mercado de forma mais eficiente que duas ou mais firmas

  • O monopólio natural surge principalmente quando há ganhos de escala substanciais durante a produção


Economias de escala

CustoTotalMédio

Economias de Escala

Custo

0

Quantidade


Monop lio x competi o

Monopólio x Competição

  • Monopólio

    • Único produtor

    • Possui uma curva de demanda com inclinação negativa

    • É “fazedora de preço”

    • Reduz preço para aumentar as vendas


Monop lio x competi o1

Monopólio x Competição

  • Firma Competitiva

    • É mais um de muitos produtores

    • Apresenta uma curva de demanda horizontal

    • É “tomadora de preço”

    • Vende muito ou pouco ao mesmo preço


Curvas de demanda monop lio e competi o

Curvas de Demanda – Monopólio e Competição

(a) Firma Competittiva

(b) Firma Monopolista

Preço

Preço

Demanda

Demanda

0

Quantidade

0

Quantidade


Receita do monop lio

Receita do Monopólio

  • Receita Total (RT)

    • RT = P x Q

  • Receita Média

    • RMédia = RT ¸ Q = P

  • Receita Marginal

    • RM = D RT ¸DQ


Receita total m dia e marginal monop lio

D

D

/

RT

Q

Receita Total, Média e Marginal - Monopólio

Receita

Quantidade

Preço

Receita Total

Média

Receita Marginal

(Q)

(P)

(RT=PxQ)

(RM= )

(Rmédia=RT/Q)

0

$11.00

$0.00

1

$10.00

$10.00

$10.00

$10.00

2

$9.00

$18.00

$9.00

$8.00

3

$8.00

$24.00

$8.00

$6.00

4

$7.00

$28.00

$7.00

$4.00

5

$6.00

$30.00

$6.00

$2.00

6

$5.00

$30.00

$5.00

$0.00

7

$4.00

$28.00

$4.00

-$2.00

8

$3.00

$24.00

$3.00

-$4.00


A receita marginal do monop lio

A Receita Marginal do Monopólio

  • A receita marginal de um monopolista é sempre menor que o preço do mercado:

    • A curva de demanda é negativamente inclinada

    • Quando o monopólio reduz o preço para vender mais uma unidade do seu produto, a receita recebida das unidades que antes eram vendidas também diminui


A receita marginal do monop lio1

A Receita Marginal do Monopólio

  • Quando o monopólio aumenta a quantidade que vende, dois efeitos acontecem sobre a receita total (P x Q)

    • Efeito quantidade: mais produtos são vendidos, portanto “Q” é maior

    • Efeito preço: o preço cai, de modo que “P” é menor


Rceita marginal e demanda monop lio

Demanda

(Receita Média)

Rceita Marginal e Demanda - Monopólio

Preço

$11

10

9

8

7

6

5

4

ReceitaMarginal

3

2

1

0

Quantidade

1

2

3

4

5

6

7

8

-1

-2

-3

-4


Maximiza o do lucro monop lio

Maximização do Lucro - Monopólio

  • Um monopólio maximiza o seu lucro quando a receita marginal é igual ao custo marginal

  • O monopolista então irá utilizar a curva de demanda para procurar a qual preço poderá induzir os consumidores a comprarem essa quantidade maximizadora do lucro


Maximiza o do lucro monop lio1

2. …e a demanda mostra qual é o preço consistente com essa quantidade

1. A intersecção da curva de receita marginal com a de custo marginal determina a quantidade maximizadora do lucro

B

A

Maximização do Lucro - Monopólio

Custos eReceita

Preço doMonopólio

Custo Total Médio

Demanda

CustoMarginal

Receita Marginal

0

QMAX

Quantidade


Competi o x monop lio comparativo

Competição x Monopólio - Comparativo

  • Para uma firma compettitiva o preço é igual a ao custo marginal

    • P = RM = CM

  • Para um monopolista o preço é sempre maior que o custo marginal

    • P > RM = CM


O lucro do monopolista

O Lucro do Monopolista

  • O lucro é igual a receita total menos custo total

  • Lucro = RT – CT

  • Lucro = (RT/Q – CT/Q) x Q

  • Lucro = (P – CTM) x Q


O lucro do monopolista1

B

LucroMonopólio

C

QMAX

O Lucro do Monopolista

Custos eReceita

Custo Marginal

E

Preço doMonopólio

Custo Total Médio

CustoTotalMédio

D

Demanda

Receita Marginal

0

Quantidade


O lucro do monopolista2

O Lucro do Monopolista

  • O monopolista continuará a receber lucro econômico sempre que o preço for maior que o custo total médio


O mercado de rem dios

O Mercado de Remédios

Custos eReceita

Preço monopolista (patente)

Preço apósexpiração dapatente

CustoMarginal

ReceitaMarginal

Demanda

0

Qcompetição

Qmonopólio

Quantidade


O custo do monop lio para o bem estar

O Custo do Monopólio para o Bem-Estar

  • Ao contrário da firma competitiva o preço do monopolista é maior que o custo marginal

  • Do ponto de vista do consumidor o monopólio é indesejável

  • Contudo, do ponto de vista da firma, o monopólio é altamente desejável


N vel de produ o eficiente

Quantidade

Eficiente

Nível de Produção Eficiente

Preço

Custo Marginal

valor p/ compra-dores

Custo parao monopolista

valor p/ compra-dores

Demanda

(valor p/ compradores)

Custo parao monopolista

0

Quantidade

Valor para comprador é maior que custo para vendedeor

Valor para comprador é menor que custo para vendedeor


Peso morto

Peso Morto

  • Já que o monopólio impõe o seu preço acima do custo marginal, acaba existindo uma “diferença” entre o desejo de desembolso do consumidor com o custo do produtor

    • Essa “diferença” causa a quantidade comercializada a ser inferior à quantidade ótima


A inefici ncia do monop lio

Quantidade doMonopólio

A Ineficiência do Monopólio

Preço

Custo Marginal

PesoMorto

Preço doMonopólio

ReceitaMarginal

Demanda

0

Quantidade


A inefici ncia do monop lio1

A Ineficiência do Monopólio

  • O monopolista produzirá sempre menos que o nível de produção socialmente ótimo

  • O peso morto criado pelo monopólio é similar ao criado pelo imposto

  • A diferença é que no monopólio a firma recebe a receita gerada pelo morto, enquanto no imposto é o governo quem recebe


Pol ticas governamentais para os monop lios

Políticas Governamentais para os Monopólios

  • O governo responde ao problema do monopólio de quatro formas:

    • Tentando tornar as atividase monopolistas mais competitivas

    • Regulamentando o comportamento dos monopólios

    • Transformando alguns monopólios privados em empresas públicas

    • Não fazendo nada


Aumentando da concorr ncia com a legisla o antitruste

Aumentando da Concorrência com a Legislação Antitruste

  • Leis antitruste são um conjunto de leis destinado a subjugar o poder dos monopólios

  • As leis antitruste dão ao governo algumas formas de promover a competição:

    • Permitem ao governo impedir fusões

    • Permitem ao governo dividir empresas

    • Permitem ao governbo impdir que empresas façam atividades que tornem o mercado menos competitivo


Regulamenta o

Regulamentação

  • O governo pode ainda regular o preço cobrado pelo monopólio

    • A alocação de recursos será eficiente se o preço for igual ao custo marginal


Pre o pelo custo marginal em um monop lio

Preço pelo Custo Marginal em um Monopólio

Preço

CTM

Custo Total Médio

PreçoRegulado

Prejuízo do Monopólio

Custo Marginal

Demanda

0

Quantidade


Regulamenta o1

Regulamentação

  • Na prática os regulamentadores do governo irão fixar o preço do monopolista um pouco acima do custo marginal, dessa forma permitindo ainda algum lucro econômico para o monopolista


Propriedade p blica

Propriedade Pública

  • Ao invés de regulamentar um monopólio natural de uma firma privada, o governo pode ele mesmo assumir a administração do monopólio


N o fazer nada

Não Fazer Nada

  • O governo pode ainda decidir não fazer nada quanto ao problema do monopólio se ele decidir que as imperfeições causadas pelo monopólio no mercado são pequenas se comparadas com as imperfeições das outras políticas públicas


Discrimina o de pre os

Discriminação de Preços

  • A discriminação de preços é a prática de se vender o mesmo produto a diferentes preço para diferentes compradores, mesmo que o custo de produção tenha sido exatamente o mesmo

  • A discriminação de preços não é possível no mercado competitivo, já que é necessário alguma força de mercado para poder exercer a discriminação de preços


Discrimina o de pre os perfeita

Discriminação de Preços Perfeita

  • A discriminação de preços perfeita refere-se à situação onde o monopolista sabe exatamente o preço que cada comprador indivualmente está disposto a pagar por seu produto, e cobra de cada um esse preço


Discrimina o de pre os1

Discriminação de Preços

  • Existem dois importantes aspectos no que se refere a discriminação de preços:

    • Pode aumentar o lucro do monopolista

    • Pode reduzir o peso morto


Bem estar sem discrimina o de pre os

Bem-Estar sem Discriminação de Preços

(a) Monopolista com preço único

Preço

Excedente doconsumidor

PesoMorto

PreçoMonopólio

Lucro

Custo Marginal

ReceitaMarginal

Demanda

0

Quantidade vendida

Quantidade


Bem estar sem discrimina o de pre os1

Bem-Estar sem Discriminação de Preços

(b) Monopolista com perfeita discriminação de preços

Preço

Lucro

Custo Marginal

ReceitaMarginal

Demanda

0

Quantidade vendida

Quantidade


Exemplos de discrimina o de pre os

Exemplos de Discriminação de Preços

  • Ingressos de cinema

  • Passagens aéreas

  • Coupons de desconto

  • Ajuda financeira

  • Descontos por quantidade


Preval ncia do monop lio

Prevalência do Monopólio

  • Até que ponto os problemas do monopólio são predominantes?

    • Monopólio são comuns

    • A maioria das firmas têm algum tipo de controle sobre os seus preços devido a produtos um pouco diferenciados entre si

    • Firmas com alto poder monopolista são casos raros

    • Poucos bens são verdadeiramente únicos


Resumo

Resumo

  • Monopólio acontece quando só há uma firma em um mercado

  • Ela “enfrenta” uma curva de demanda de mercado negativamente inclinada

  • A receita marginal do monopólio é sempre menor que o preço de venda do produto


Resumo1

Resumo

  • Como uma firma compettitiva, o monopólio produz a quantidade onde a receita marginal é igual ao custo marginal

  • Ao contrário da firma competitiva, o seu preço é maior que a sua receita marginal, logo o preço também excede o custo marginal


Resumo2

Resumo

  • O nível de maximização do lucro do monopolista é menor que a quantidade que maximizaria a soma dos excdenets do consumidor e do produtor

  • Um monopólio causa peso morto similar ao peso morto criado pelos impostos


Resumo3

Resumo

  • O governo pode tentar atacar o problema da ineficiência dos monopólios através de leis antitruste, regulamentação de preços, ou tornando um monopólio em uma “empresa pública”

  • Se a ineficiência do mercado causada por um monopólio for pequena, o governo pode decidir não fazer nada


Resumo4

Resumo

  • Monopolistas podem aumentar o seu lucro cobrando preços diferentes a clientes diferentes pelo mesmo produto

  • A discriminação de preços pode aumentar o bem-estar econômico e reduzir o peso morto causado pelo meonopólio


  • Login