Universidade do estado do rio de janeiro uerj departamento de eng el trica
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 22

Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ Departamento de Eng. Elétrica. PowerPoint PPT Presentation


  • 52 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ Departamento de Eng. Elétrica. Rafael da Silva Sousa - Mat.:200520635411 Professor: Luis Sebastião – 2010/02. ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Em Fim... Angra 3. Empresa: Eletrobras - Eletronuclear. A ELETRONUCLEAR É UMA DAS

Download Presentation

Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ Departamento de Eng. Elétrica.

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJDepartamento de Eng. Elétrica.

Rafael da Silva Sousa - Mat.:200520635411

Professor: Luis Sebastião – 2010/02

ESTÁGIO SUPERVISIONADO


Em Fim... Angra 3


Empresa: Eletrobras - Eletronuclear

A ELETRONUCLEAR É UMA DAS

EMPRESAS CONTROLADAS PELO

SISTEMA ELETROBRAS, QUE TEM POR

FINALIDADE EXPLORAR A GERAÇÃO DE

ENERGIA NUCLEAR, POR

AUTORIZAÇÃO DE PORTARIAS

DEFINIDAS PELO GOVERNO FEDERAL.


Atividades

Análise de diagramas unifilares;

Acompanhamento na criação de novos circuitos e montagens de motores e painéis de AT e BT;

Revisão de Instruções técnicas e GuideLines,

Tecnicalcondictions e TecnicalGuidelines.

Pesquisa de Normas para a conclusão de viabilidades para construção de Angra 3.

Normas como: ABNT, DIN, IEC, Nema, KTA, etc.


Funcionamento de uma Usina Nuclear

FISSÃO NUCLEAR

  • Quando um nêutron e um núcleo de urânio chocam-se, o núcleo do urânio torna-se instável e divide-se em dois núcleos menores, liberando nêutrons e energia para reaver a estabilidade.

  • Os nêutrons resultantes da fissão movimentam-se a 16.000 km/s. Se ele colidir com um átomo de urânio 235 provocará uma nova fissão.

  • No urânio natural a proporção é de um átomo de urânio 235 (físsil) para 140 átomos de urânio 238 (não físsil).

  • A probabilidade de um nêutron com esta velocidade atingir um núcleo de urânio 235 é muito pequena. Será maior se a velocidade do nêutron for de 1,6 km/s.


REATOR NUCLEAR


TIPOS DE REATOR NUCLEAR

Reator Térmico: utiliza um moderador para reduzir, através de choques, a energia e a velocidade dos nêutrons. Atualmente é o tipo utilizado comercialmente.

Reator Rápido: utiliza os nêutrons da fissão na sua alta velocidade e energia, sem moderá-los.

Podemos ainda fazer a seguinte classificação:

Reator Conversor: produz menos material físsil do que consome.

Reator Regenerador: produz uma quantidade de material físsil igual ou maior do que aquela por ele consumida.


VAZO DE PRESSÃO DO REATOR E BARRAS DE CONTROLE

  • Barras de Controle, geralmente feitas de cádmio, com o objetivo de controlar a reação de fissão nuclear em cadeia. Quando as barras de controle estão totalmente para fora, o Reator está trabalhando no máximo de sua capacidade de gerar energia térmica. Quando elas estão totalmente dentro da estrutura do Elemento Combustível, o Reator está "parado" (não há reação de fissão em cadeia).

  • Os Elementos Combustíveis são colocados dentro de um grande vaso de aço, com "paredes", no caso de Angra 1, de cerca de 33 cm. Esse enorme recipiente, denominado Vaso de Pressão do Reator, é montado sobre uma estrutura de concreto, com cerca de 5 m de espessura na base.


CONTENÇÃO

  • O Vaso de Pressão do Reator e o Gerador de Vapor são instalados em uma grande "carcaça" de aço, com 3,8 cm de espessura em Angra 1. Esse envoltório, construído para manter contidos os gases ou vapores possíveis de serem liberados durante a operação do Reator, é denominado Contenção. No caso de Angra 1, a Contenção tem a forma de um tubo (cilindro). Em Angra 2 é esférica.

No caso de Angra 1, a Contenção tem a forma de um tubo (cilindro). Em Angra 2 é esférica.


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Construção de Angra 3


Obrigado!!!


  • Login