Em busca de uma metodologia de design de intera o materialista dial tica
Download
1 / 26

Em busca de uma metodologia de design de intera - PowerPoint PPT Presentation


  • 456 Views
  • Uploaded on

Em busca de uma metodologia de design de interação materialista-dialética . Frederick van Amstel Mestrando do PPGTE - UTFPR Instituto Faber-Ludens [email protected] Por que materialista-dialética?. Participação popular na Web 2.0 Reconfiguração de papéis de produção/uso

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Em busca de uma metodologia de design de intera' - Roberta


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Em busca de uma metodologia de design de intera o materialista dial tica l.jpg
Em busca de uma metodologia de design de interação materialista-dialética

  • Frederick van Amstel

  • Mestrando do PPGTE - UTFPR

  • Instituto Faber-Ludens

  • [email protected]


Por que materialista dial tica l.jpg
Por que materialista-dialética?

  • Participação popular na Web 2.0

  • Reconfiguração de papéis de produção/uso

  • Psicologia Cognitiva não dá conta


Norman draper user centered system design 1986 l.jpg

Papéis não são rígidos

Modelo mental coletivo não existe

Norman & Draper. User Centered System Design, 1986.


Idealista positivista l gico individualista l.jpg

Materialista

Crítico

Dialético

Coletivo

IdealistaPositivistaLógicoIndividualista


Experi ncia fluida do orkut l.jpg
Experiência fluida do Orkut

  • Felipe Memória (2005):

  • Foco total numa tarefa (flow)

  • Elemento comunidade num website = efeito álcool numa festa

  • Problemas são relevados pelos usuários, mas devem ser evitados pelos designers


Contradi o em redes sociais l.jpg
Contradição em redes sociais

  • Danah Boyd (2004):

  • Sensação de maior controle sobre a negociação da identidade

  • Busca por uma identidade única

  • Indivíduo está, na verdade, se adequando para ser aceito



Slide12 l.jpg

Tudo está em mudança

A mudança se dá pelos opostos

Não existem verdades absolutas, a não ser o vir-a-ser

“Um homem não se banha no mesmo rio duas vezes.”

Heráclito (VI a.C)


Slide13 l.jpg

Lógica formal

Essencialismo

O que é é, o que não é não é

e não há uma terceira opção.

Aristóteles (IV a.C)


Slide14 l.jpg

Tudo é composto de antimônios

Impossibilidade de chegar à essência

“A matéria é tanto uma composição de partículas separadas quanto um composto contínuo.”

Kant (XVIII d.C)



Slide16 l.jpg

Verdade em movimento

O pensamento é o motor da história

A essência está no espírito

Contrapostos, tese e antítese levam a uma terceira noção: a síntese que, por sua vez, tem a sua antítese.

Hegel (XVIII d.C)


Slide17 l.jpg

“Em Hegel a Dialética está de cabeça para baixo. É necessário pô-la de cabeça para cima para obter a substância racional contida no invólucro místico.”


Slide18 l.jpg

Anti-essencialismo necessário pô-la de cabeça para cima para obter a substância racional contida no invólucro místico.”

A luta de classes é o motor da história

O concreto é a síntese de múltiplas determinações.

Karl Marx (XIX d.C)


Do todo para as partes l.jpg
Do todo para as partes necessário pô-la de cabeça para cima para obter a substância racional contida no invólucro místico.”

  • Representação caótica do todo

  • Análise das partes em separado, cada vez menores

  • Perde-se as interrelações complexas


Garret j the nine pillars of successful web teams 2003 l.jpg
Garret, J. The Nine Pillars of Successful Web Teams, 2003 necessário pô-la de cabeça para cima para obter a substância racional contida no invólucro místico.”



Redes p2p revolucionaram o consumo de m sica l.jpg

Centralizado 2006)

Descentralizado (P2P)

eMule

Kazaa

Napster

Redes P2P revolucionaram o consumo de música


Das partes para o todo l.jpg
Das partes para o todo 2006)

  • Empírico

  • Rica totalidade de determinações e relações diversas

  • Desmistificação das contradições


O caminho de volta l.jpg
O caminho de volta 2006)

  • Conhecimento mais profundo e substancial dos fenômenos da realidade

  • Abstrações baseadas no concreto


Trabalhos futuros l.jpg
Trabalhos futuros 2006)

  • Compreender melhor a atividade projetual (coletiva)

  • Experimentar o design participativo


Obrigado l.jpg
Obrigado! 2006)

  • Frederick van Amstel

  • Mestrando do PPGTE - UTFPR

  • Instituto Faber-Ludens

  • [email protected]


ad