Sli de 1 - Saul Sastre

Sli de 1 - Saul Sastre PowerPoint PPT Presentation


  • 208 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Download Presentation

Sli de 1 - Saul Sastre

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


3. Marketing em Inglês significa mercado em movimento;

4. ORGANOGRAMA MODERNO

10. VARIÁVEIS MERCADOLÓGICAS VARIÁVEIS INCONTROLÁVEIS VARIÁVEIS CONTROLÁVEIS

11. VARIÁVEIS CONTROLÁVEIS = Marketing Mix

13. Tipos de Precificação Baseada em custos: Uma empresa pode trabalhar com uma política de preços baseada em custos, onde o administrador precifica seu produto de acordo com seus custos fixos e variáveis, imputando uma margem de lucro desejada. Baseada em valor: determinando então, através de pesquisas e estudos de mercado o quanto o consumidor está disposto a pagar pelo produto. Baseada na concorrência: levando-se em consideração que o consumidor escolhe seus produtos através do comparativo dos concorrentes. Uma maneira que considero inteligente de administrar o preço dos produtos, é através da mescla das três formas de precificação, levando-se em conta os custos totais da empresa, o quanto o mercado está disposto a pagar e quanto, e como a concorrência trabalha, determinando assim, de forma geral uma melhor estratégia de preço que tende a levar ao sucesso o empreendimento.

14. PRODUCT Quando se fala em produtos, quer se dizer produtos e serviços que são ofertados no mercado. Produto ainda pode ser uma pessoa, uma idéia, um lugar, um programa de tv, um pacote de férias...

15. PLACE

17. Logística (Canais de Distribuição)

18. Atacado e Varejo

20. NÃO ESQUECER... PROMOTION (Promoção) = Comunicação com o mercado alvo

22. CONCLUINDO...

25. Um iceberg de vontades submersas

26. CONSUMIDOR É UM ICEBERG Ação: comportamento (parte que fica amostra do iceberg) Motivos: causas (parte que fica submerça do iceberg) Necessidades Crenças Atitudes Percepção Motivação Hábitos Estado de espírito Etc...

32. Marketing é a arte de atrair e reter clientes lucrativos

33. Marketing é a arte de atrair e reter clientes lucrativos

34. Fidelização do Cliente “Os clientes permanecem leais à empresa que satisfaz suas necessidades e preferências com um conjunto total de produtos e serviços relacionados, enquanto as empresas demonstram sua lealdade aos clientes ao conhecê-los e compreendê-los e respondendo com ofertas de produtos melhorados” (Webster, 1994)

35. Fidelização do Cliente Vantagens de um cliente repetitivo sobre um cliente novo: múltiplas compras de um mesmo cliente probabilidade de que o cliente leal pague um preço mais alto oportunidade de lhe oferecer outros produtos e serviços benefícios de um boca-a-boca favorável evitar custos de atrair novos clientes

36. LEMBRE-SE: UM CONSUMIDOR INSATISFEITO: RECLAMA PARA 10 PESSOAS UM CONSUMIDOR SATISFEITO: RECOMENDA A NO MÁXIMO 5 PESSOAS

38. Conclusões de Marcos Cobra

39. Contextualização VAREJO E SERVIÇOS [email protected]

41. VAREJO São as atividades envolvidas na venda de bens e serviços diretamente aos consumidores finais.

42. A FUNÇÃO DO VAREJO

44. Hipermercados: são lojas com espaço médio de 11.000 m2. Vende além de itens de um supermercado, itens como eletrodomésticos, móveis... Geralmente oferece serviços como lavanderia, lanchonetes, caixas eletrônicas... Ex.: Bourbom Hipermercados. Lojas de desconto: são lojas que vendem mercadorias padronizadas a preços baixos. Ex.: lojas de R$ 1,99 Varejos de Liquidação: são lojas que trabalham com ponta de estoque, números e modelos escassos obtidos a preços reduzidos dos fabricantes. Ex.: lojão da Arapuã...

46. VAREJO SEM LOJAS

52. Marketing de Serviços Definição

53. Marketing de Serviços Quadro Comparativo de Ocupação de M.O.

57. Marketing de Serviços Conceito de Qualidade em Serviço

60. Marketing de Serviços Deficiências na Qualidade de Serviços

62. Marketing de Serviços Ações Estratégicas ao Consumidor

63. Marketing de Serviços Leis que Regem os Serviços

64. Marketing de Serviços Formação de Imagem Corporativa

65. Marketing de Serviços Formação de Imagem Corporativa

66. Marketing de Serviços Características do Comprador

68. Marketing de Serviços Como Conservar a Clientela

69. Marketing de Serviços Como Construir a Fidelidade

70. Marketing de Serviços Como Conservar a Fidelidade

71. Marketing de Serviços Relações Importantes no Serviço

73. MARKETING VIRAL

74. CONCEITO Refere-se a técnicas de marketing que tentam explorar redes sociais pré-existentes para produzir aumentos exponenciais em conhecimento de marca, com processos similares a extensão de uma epidemia.

75. CONCEITO De forma mais geral, o marketing viral se utiliza as vezes para descrever algumas classes de campanhas de marketing baseadas na internet, incluindo o uso de web logs, de sites aparentemente amadores, para criar o rumor de um novo produto ou serviço.

76. CONCEITO O termo "publicidade viral" se refere a idéia que as pessoas passarão e compartilharão conteúdos divertidos. Esta técnica muitas vezes está patrocinada por uma marca, que busca construir conhecimento de um produto ou serviço. Os anúncios virais tomam muitas vezes a forma de divertidos videoclips ou jogos flash interativos, imagens, e inclusive textos.

77. SURGIMENTO A definição de marketing viral foi cunhada originalmente para descrever a prática de vários serviços livres de e-mail de adicionar sua publicidade ao e-mail que sai de seus usuários. O que se assume é que se tal anúncio alcança um usuário suscetível, esse usuário será infectado.

78. PROGRESSÃO GEOMÉTRICA Como cada usuário infectado envia o e-mail a mais de um usuário suscetível por média (ou seja, a taxa reprodutiva básica é maior que um), os resultados implicam que o número de usuários infectados crescerá.

79. PORQUE FUNCIONA 1 - a capacidade de contágio: depende da situação ou do que interessa às pessoas em determinado momento. Em geral, descobre-se a resposta a essa pergunta pesquisando o público-alvo ao qual o produto é dirigido.

80. PORQUE FUNCIONA 2 - a existência de pequenas causas que provocam grandes efeitos: as causas da queda do muro de Berlim foram vários pequenos protestos na Alemanha realizados em setembro de 1989. Por alguma razão, a polícia não os reprimiu.

81. PORQUE FUNCIONA 3 – a ocorrência de um ponto de inflexão, a partir do qual o fenômeno se acelera e adquire grande magnitude: pela “teoria da janela quebrada”, se alguém atira um pedra contra uma janela e ninguém se encarrega de repor os vidros quebrados, as pessoas deduzirão que o assunto é sem importância. Ao fim de algum tempo , inevitavelmente, haverá mais janelas quebradas .

82. CARACTERÍSTICAS Idéia Viral Contagiosa: a mensagem viral tem que ser o mais contagiosa possível, ou seja, tem que ser extremamente apelativa para que seja passada. Parcerias:  espalhar rapidamente a mensagem requer apoio da mídia ou uma grande rede de distribuição (amigos, sites etc.).

83. CARACTERÍSTICAS Simplicidade:      No caso do e-mail, deve ser um arquivo leve, curto e de fácil compreensão ao público-alvo. Ação Imediata   Interação do usuário com a mensagem através de um clique.

84. VANTAGENS Duplicação fácil:   A idéia se replica facilmente através de e-mails encaminhados, indicações etc. Relevância   Os e-mails recebidos por amigos são prioridade para a maioria das pessoas.

85. DESVANTAGENS Controle:    Uma vez que a campanha foi disseminada, não há como controlar ou parar o processo. Uma má idéia divulgada viralmente pode ter efeitos catastróficos .

86. IDÉIAS assinatura de e-mail oferecer produtos grátis webcards informativos via e-mail recomende este site propaganda em outros sites

87. MARKETING VERDE

  • Login