slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Basquetebol

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 21

Apresenta - PowerPoint PPT Presentation


  • 294 Views
  • Uploaded on

Professor Marcelo Goes. Basquetebol. ASPECTOS PEDAGÓGICOS DO BASQUETEBOL. Histórico. Basquetebol no Brasil. Características. Legenda Específica. Aspectos Técnicos. Formas de Ensino. Fundamentos. regras. HISTÓRICO. Basquetebol: Metodologia do Ensino.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Apresenta' - Leo


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

ASPECTOS PEDAGÓGICOS DO BASQUETEBOL

Histórico

Basquetebol no Brasil

Características

Legenda Específica

Aspectos Técnicos

Formas de Ensino

Fundamentos

regras

slide4

Basquetebol: Metodologia do Ensino

O basquetebol foi criado pelo canadense James Naismith em fins de 1891, na cidade americana de Springfild (Estado de Massachusetts). Os motivos que levaram a Naismith a criar este jogo foram:

-a necessidade de incentivar a prática da atividade física pelos alunos da ACM local, pois eles começavam a apresentar sinais de desinteresse devido a monotonia das aulas;

-a necessidade de criar uma atividade que pudesse ser realizadas em local coberto, para fugir do inverno rigoroso daquela região americana;

-a necessidade de uma atividade que pudesse ser praticada por um grande número de pessoas ao mesmo tempo.

HISTÓRICO

slide5

Baseando-se nesses aspectos, Naismith idealizou um tipo de jogo que se utilizava de uma bola maior do que as já empregadas em outros jogos existentes. Essa bola deveria ser lançada em um alvo colocado horizontalmente e em plano elevado.

HISTÓRICO

O nome basketball (termo inglês que em português foi adaptado para basquetebol) originou-se do fato de serem utilizados cestos de pêssegos ( Baskets=cestos ball=bola) como alvos para lançamento da bola. Tais cestos foram colocados a uma altura de aproximadamente 3 metros do solo.

slide8

O surgimento do novo jogo despertou interesse entre os alunos da ACM e sua prática foi difundida muito rapidamente.

As primeiras regras do basquetebol foram publicadas em 1891 na revista Triangle, da YMCA, sob título “Um Novo Jogo”. As regras eram muito simples: não era permitido correr com a bola; os lançamentos deveriam ser feitos com as mãos, não podendo utilizar os pés, não era permitido segurar o adversário, etc.

O número de jogadores variava, inicialmente, entre 3 e 40 jogadores em cada equipe. Este número foi fixado em 5 (no ano de 1897) devido a problemas causados pelos espaços onde o jogo era praticado.

HISTÓRICO

slide9

Os aspectos fundamentais das primeiras regras são mantidos até hoje, sendo que as modificações realizadas periodicamente procuram adapta-las à evolução técnica e tática do esporte.

Em janeiro de 1892, professor do Buckingham Grade Scholl começaram a jogar basquetebol sob a direção de Naismith. Em março foi disputado o primeiro jogo. Em 1893, o jornal Springfild Republican noticiou a realização do primeiro jogo feminino.

HISTÓRICO

slide11

Basquetebol no Brasil

Brasil

O Brasil foi o primeiro país da América do Sul a conhecer o basquetebol, que foi introduzido em 1896 por Auguste F Shaw, do Colégio Mackenzie. A seguir o esporte foi introduzido também na Escola Normal da Praça (Instituto Caetano de Campos) e na ACM de São Paulo.

A primeira partida oficial ocorreu em 1912, no Rio de Janeiro, e o primeiro campeonato brasileiro foi realizado em 1925.

início

slide12

Basquetebol no Brasil

No ano de 1933, fundou-se a Federação Brasileira de Basketbal, que em 1935 passou a ser filiada a Federação Internacional de Basquetebol Amador – FIBA. Em 1941, a FBB passou a ser denominada de Confederação Brasileira de Basquetebol – CBB.

Brasil

início

slide13

Basquetebol: Metodologia do Ensino

O basquetebol é constituído por uma soma de habilidades que, unidas compõem o jogo. Cada uma dessas habilidades, isoladamente, constitui uma unidade significativa e total em si mesma.

De acordo com Daiuto (1983), o basquetebol “é uma sucessão de esforços intensos e breves, realizados em ritmos diferentes. É um conjunto de corridas, saltos e lançamentos.” (p.87). Pela prática do basquetebol podemos determinar como objetivos diretamente ligados ao praticante o seu desenvolvimento físico, técnico, tático, psicológico, moral e social.

Características

slide14

No plano físico podemos desenvolver as capacidades físicas básicas envolvidas na execução dos fundamentos a saber: coordenação, ritmo, equilíbrio, agilidade e resistência cardiorespiratória.

A nível de exigência muscular, podemos afirmar que no basquetebol os membros inferiores são os que recebem maior destaque, devido as constantes deslocamentos e saltos. Os grupos musculares desses membros são exigidos em termos de potência (força x velocidade), elasticidade e velocidade de contração.

slide15

Basquetebol: Metodologia do Ensino

Outros grupos musculares também são importantes para o desenvolvimento do praticante, além de servir como fatores de prevenção em alguns casos comuns de vícios posturais em basquetebol, como a escoliose e o genuvalgo (joelhos voltados para dentro). Esses grupos musculares são os seguintes: abdominais, dorsais, bíceps e tríceps .

Os membros superiores, apesar da importância de um bom desenvolvimento muscular, são mais exigidos em termos de coordenação, velocidade de contração e precisão, pois dessas qualidades dependem os bons arremessos e os passes precisos.

Características

slide16

Basquetebol: Metodologia do Ensino

Os aspectos de desenvolvimento técnico e tático serão abordados em capítulos posteriores, de forma mais específica e direta, com esclarecimentos mais detalhados.

Quanto aos aspectos psicológicos e aos valores morais envolvidos na prática do basquetebol, podemos afirmar que o praticante desse esporte desenvolve a confiança em si mesmo, a responsabilidade, a sociabilidade, o espírito de cooperação, o espírito de luta, o reconhecimento da vitória e da derrota e a agressividade criativa, que é a determinação e a coragem para tomar decisões e realizar as tarefas durante o jogo. Como esporte coletivo, a prática do basquetebol apresenta algumas particularidades. Podemos reuní-las como se segue:

Características

slide17

Características

Número de participantes – 12 elementos em cada equipe, sendo 5 elementos efetivos e 7 substitutos. O número de substituições é ilimitado, sendo permitida a volta de um jogador substituto. Algumas federações alteram esta regra adotando regulamento específico, que torna obrigatória a participação de pelo menos 10 elementos de cada equipe no jogo. Isso ocorre principalmente nas categorias menores 9 até 13 ou 14 anos). Três posições básicas são comumente classificadas no basquetebol: armador, lateral ou ala, e pivô.

Armadores:os armadores geralmente são as cabeças pensantes da equipe, mais habilidosos por natureza em relação ao manejo de corpo e manejo de bola. Normalmente são bons passadores e finalizadores. Eles tendem a ser menores e mais velozes do que os outros jogadores, sendo extremamente hábeis nos dribles e passes. Os armadores jogam mais distantes da cesta, sobre o perímetro. Uma equipe pode jogar com um ou dois armadores em quadra.

slide18

Características

Laterais ou Alas:os laterais tipicamente são mais altos que os jogadores e jogam próximos a cesta, tendo como característica principal a finalização através de arremessos e infiltrações. Um time usualmente joga com dois laterais entre os efetivos, sendo um lateral leve na posição 2 e, um lateral de força na posição 3, que freqüentemente é o membro mais versátil e atlético da equipe, podendo atuar em diversas posições.

Pivôs:os pivôs são caracterizados em suas posições pelos números 4 e 5, também denominados como “post”. O pivô numero 4 pode ser também um ala de força dependendo de suas características físicas, entretanto os pivôs são os maiores e mais fortes jogadores da equipe, motivo pelo qual jogam mais próximo a cesta, objetivando a recuperação dos rebotes e finalização.

slide19

Características

Armadores: os armadores geralmente são as cabeças pensantes da equipe, mais habilidosos por natureza em relação ao manejo de corpo e manejo de bola. Normalmente são bons passadores e finalizadores. Eles tendem a ser menores e mais velozes do que os outros jogadores, sendo extremamente hábeis nos dribles e passes. Os armadores jogam mais distantes da cesta, sobre o perímetro. Uma equipe pode jogar com um ou dois armadores em quadra.

slide20

Características

Laterais ou Alas: os laterais tipicamente são mais altos que os jogadores e jogam próximos a cesta, tendo como característica principal a finalização através de arremessos e infiltrações. Um time usuate joga colmenm dois laterais entre os efetivos, sendo um lateral leve na posição 2 e, um lateral de força na posição 3, que freqüentemente é o membro mais versátil e atlético da equipe, podendo atuar em diversas posições.

slide21

Características

Pivôs:os pivôs são caracterizados em suas posições pelos números 4 e 5, também denominados como “post”.

O pivô numero 4 pode ser também um ala de força dependendo de suas características físicas, entretanto os pivôs são os maiores e mais fortes jogadores da equipe, motivo pelo qual jogam mais próximo a cesta, objetivando a recuperação dos rebotes e finalização.