A f rmula do amor
Download
1 / 46

A F - PowerPoint PPT Presentation


  • 194 Views
  • Uploaded on

LENDERBOOK. LENDERBOOK. A Fórmula do amor. LENDERBOOK. LENDERBOOK. LENDERBOOK. LENDERBOOK. A função do Coração. Objetivos:

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'A F' - Jims


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
A f rmula do amor l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

A Fórmula do amor

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide2 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

A função do Coração

Objetivos:

Levar para o meio educacional o incentivo à investigação científica, através da observação da formação do pensamento, da matemática, métodos indutivos, dedutivos, da associação, reflexão, leitura e interpretação, mecânica de fluxo e relacionar todos estes fatores através de um objetivo maior ilusório ou hipotético que ao traçarmos como meta irá possibilitar que encontremos no meio do caminho metodologias e sistemas de pensamento que agregaremos valor no pensamento científico.

Meta específica

Construir a partir de um plano cartesiano uma equação matemática para o gráfico do próximo slide. Use a criatividade e faça a equação matemática que mais se aproximar de sua idealização do objeto.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide3 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

O gráfico do Coração

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide4 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Matriz de coordenadas x e y aproximadas

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide5 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide6 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Construindo o Coração

Tarefa: criar uma equação para os pontos abaixo:

É necessário criar válvulas de comando para que as coordenadas possam pulsar e o coração irá se formar na seqüência que desejamos.

Temos que criar uma função para o desenvolvimento do plano x e outra função para o desenvolvimento do plano y. No próximo slides vamos mostrar a influência do vetor x sobre a linha do tempo (t).

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide7 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

O mistério dos pontos flutuantes

Observe que teremos dificuldades de obter uma função perfeita, ao traçarmos uma reta sobre o gráfico (linha vermelha), observamos que nossa função-reta apenas consegue prever alguns pontos deixando outros de forra da predição. Então teremos que analisar detalhadamente cada um destes pontos para ver se chegaremos a uma conclusão brilhante.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide8 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Analisando o vetor x para valores de t múltiplos de 3

Vou brincar com os valores de x tentando ordená-los:

(t0;x=4,5) ; (t3;x=6,5) ; (t6;x=8,5) ; (t9;x=10,5) ; (t12;x=12,5) ; (t15;x=14,5) ; ...

4,5; 6,5; 8,5; 10,5; 12,5; 14.5; ...

Então posso chegar a conclusão existe um incremento na série de 2 pontos para t a cada valor tendendo a múltiplo de 3 (t).

Por indução e dedução temos:

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide9 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Analisando o vetor x valores de t ={ (múltiplos de 3) + 1 }

Vou brincar com os valores de x tentando ordená-los:

(t1;x=5) ; (t4;x=7) ; (t7;x=9) ; (t10;x=11) ; (t13;x=13) ; ...

5; 7; 9; 11; 13; ...

Então posso chegar a conclusão existe um incremento na série de 2 pontos para t a cada valor tendendo a (múltiplo de 3) +1.

Por indução e dedução temos:

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide10 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Analisando o vetor x valores de t ={ (múltiplos de 3) + 2 }

Vou brincar com os valores de x tentando ordená-los:

(t2;x=6) ; (t5;x=8) ; (t8;x=10) ; (t11;x=12) ; (t14;x=14) ; ...

6; 8; 10; 12; 14; ...

Então posso chegar a conclusão existe um incremento na série de 2 pontos para t a cada valor tendendo a (múltiplo de 3) +2.

Por indução e dedução temos:

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide11 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Os pontos flutuantes são gerados por 3 equações

Agora observamos que existem 3 equações que pulsam de forma distinta e para fazer uma equação única, geratriz das três equações precisamos de controladores, ou seja, válvulas que ativem a função deseja no momento certo (t) em que queremos acioná-la. Fazendo com que nosso segmento de reta seja exato.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide12 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função de regressão para série de potências encadeadas

Vamos gerar agora uma função que aproveita as três series de potências e agrupá-las de forma a gerar uma equação única que faça a trajetória desejada.

Para isto temos que criar funções que pulsam e acionam apenas quando necessitam ser iniciadas ou setadas. A primeira delas é esta função logo abaixo que irá iniciar a função apenas para múltiplos de 3.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide13 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função de regressão para série de potências encadeadas (continuação)

Observe que este controlador acima, uma de nossas válvulas do coração apenas pulsa nos instantes t=0, t=3, t=6; t=9; t=12; e, t=15, depois disto a série continua a gerar números mas outro controlador a deixará inoperante para dar seqüência à segunda fase de nosso passeio pelo coração humano.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide14 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função de regressão para série de potências encadeadas (continuação)

Observe que este controlador acima, outra de nossas válvulas do coração apenas pulsa nos instantes t=1, t=4, t=7; t=10;e, t=13; depois disto a série continua a gerar números mas outro controlador a deixará inoperante para dar seqüência à segunda fase de nosso passeio pelo coração humano.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide15 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função de regressão para série de potências encadeadas (continuação)

Observe que este controlador acima, a terceira de nossas válvulas do coração apenas pulsa nos instantes t=2, t=5, t=8; t=11;e, t=14; depois disto a série continua a gerar números mas outro controlador a deixará inoperante para dar seqüência à segunda fase de nosso passeio pelo coração humano.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide16 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função de regressão para série de potências encadeadas (continuação)

F(tx para t de 0 a 15) =

A função acima relacionada é uma junção de séries de potências que faz o exato movimento esperado que estamos planejando para nossa fórmula do amor. Ela estabelece as coordenadas de X do instante t = 0 que resolvemos fazer a fórmula até o instante t = 15 onde encontrarmos uma dificuldade que veremos logo mais adiante. Vamos porém determinar as coordenadas de y para nossa bela função. F(ty para t de 0 a 15) = 17 - t

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide17 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função Aorta

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide18 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Suavizando as curvas do coração

Através de método de tentativa e erro buscou-se uma equação quadrática que representasse a curva para elaboração deste segmento do coração.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide19 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide20 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Suavizando as curvas do coração parte 2

Através de método de tentativa e erro buscou-se uma equação não-linear que representasse a curva para elaboração deste segmento do coração.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide22 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Remendando o lado esquerdo de um coração partido

Nosso lado esquerdo do peito já pulsa porém está dividido em três partes: A Aorta, curva da suavidade 1 e a curva da suavidade 2. Temos que criar mais um controlador que deverá ativar e desativar a equação no momento certo.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide23 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Lado esquerdo do coração (para t de 0 à 32)

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide24 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide25 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Ritmo dos batimentos Cardíacos

Agora vamos identificar o ritmo dos batimentos cardíacos. Estas equações indicam a ausência e batimento das funções cardíacas(Turbulência). Se você observar bem verá que tem fases que não existe pulsação, zero, e outras fazes em que há pulsação constante, criando um ritmo próprio que impulsionará nosso problema.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide26 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função cardíaca nº 1

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide27 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide28 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Ritmo Cardíaco Desacelerado compassado

Veja o coração quando o ritmo compassado. Se você reparar bem verificará que esta pessoa tem os batimentos compassados. Ficando em repouso três tempos e funcionando 2 tempos posteriores. O sistema está em equilíbrio, ou repousa em equilíbrio se mantendo estático dentro da seqüência ritma de costume.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide29 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função cardíaca nº 2

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide30 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide31 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Ritmo Cardíaco Acelerado descompassado

Aqui você pode observar o funcionamento exagerado do coração. Ele fica ativo bombeando em demasia e com poucas paradas de descanso, isto deve acarretar, se observado em demasia, o colapso do sistema por estresse ou excesso de bombeamento sanguíneo.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide32 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função cardíaca nº 3

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide33 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide34 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Ritmo Cardíaco Repouso sincronizado

Repare que o coração continua bombeando, porém seu tempo de pausa também é o mesmo de funcionamento. Então é dito que este coração mesmo bombeado está sincronizado e em estado de repouso. Porque não existem movimentos de aceleração e desaceleração do fluxo ou pulsação.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide35 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Função cardíaca nº 4

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide36 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide37 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

O lado direito do Coração

Através de método de tentativa e erro e com base em conhecimentos pré-concebidos do lado esquerdo do coração chegamos às duas equações abaixo relacionadas que dão os resultados da tabela do lado esquerdo desta caixa de texto. O coração elaborado para este exercício não é simétrico perfeito, portanto estamos a caça de novas equações.

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide38 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide39 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

A suavidade do lado direito

Observe que o eixo das abscissas o contorno se torna mais forte enquanto o eixo y ele desenvolve-se de forma linear. A equação “burra” pois ela utiliza inúmeras engrenagem para executar um trecho pequeno (mas “Inteligente” quando aplicada a controladores) segue abaixo:

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide40 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide41 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Artéria do lado direito

Temos aqui um processo inverso da função aorta, ou inversamente parecido. Então para melhor compreensão da formação da equação leia sobre a função aorta que explica passo a passo o desenvolvimento da equação matemática. Vá para a planilha de seu computador e estude as séries que estão entre COCHETES. Aproveite e estude também os controladores (Int...)

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide42 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide43 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

Remendando o lado direito

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide44 l.jpg

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK

LENDERBOOK


Slide45 l.jpg

Formando o coração

Remende o lado esquerdo com o direito em seu computador ou em folhas de papel. Em seguida, no verso quadricule o papel fazendo quadrados de 9 centímetros quadrados ou mais, coloque uma numeração e recorte. Os pedaços coloque num franco que lembra perfume e embrulhe para presente.

QUEM NÃO GOSTARIA DE GANHAR DE PRESENTE A FÓRMULA DO AMOR NÃO É?

Faça você mesmo seu próprio coração, existem infinitas fórmulas esperando por sua descoberta. Ou quem sabe você pretenda criar a fórmula da flecha do amor, da caixa de presente, da garrafa da do Aladim, ....

Eu tenho projetos de fórmulas geométricas até agora não existentes quem quiser tentar formular só entrar em contato com o autor e solicitar a figura geométrica.

[email protected]


Slide46 l.jpg

LENDERBOOK

Com exercícios para exercitar a mente.

Agradecimentos especiais para a comunidade científica.

Esta apresentação foi finalizada em especial no dia 25 de setembro em homenagem a Benedita Diniz Cruzeiro um coração Fraternal que deu a luz ao seu filho Max Diniz Cruzeiro autor destes slides.

Fonte de expiração: Universidade de Brasília, Deutscheland, comunicações intracraneanas de fundamentação lógica e científica, minha família e amigos.


ad