Seminário Preparatório para a Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente
Download
1 / 15

Apresenta - PowerPoint PPT Presentation


  • 115 Views
  • Uploaded on

Seminário Preparatório para a Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Tema: A Participação Social na Promoção da Igualdade e Valorização da Diversidade: Gênero,Raça/Etnia, Procedência Regional, Pessoa Portadora de Deficiência e Orientação Sexual

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Apresenta' - JasminFlorian


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Seminário Preparatório para a Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente

Tema: A Participação Social na Promoção da Igualdade e Valorização da Diversidade: Gênero,Raça/Etnia, Procedência Regional, Pessoa Portadora de Deficiência e Orientação Sexual

Subtema: Orientação Sexual de Crianças e Adolescentes

Brasília, 12 de Agosto de 2005.


O ESTRUTURAÇÃO Direitos da Criança e do Adolescente– Grupo de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros de Brasília, é uma ONG, sem fins lucrativos, com 11 anos de existência.

A nossa MISSÃOé Promover e defender a qualidade de vida de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Trangêneros do DF por meio do fortalecimento de sua auto-estima e incentivo ao pleno exercício da sua cidadania.


  • AÇÕES E ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Direitos da Criança e do Adolescente:

  • Em Direitos Humanos: manifestações, mobilizações, palestras educativas e informativas.

  • Ganhador do Prêmio Nacional de Direitos Humanos 2003.

  • - Prevenção DST/Aids: Projetos com Travestis e Michês profissionais do sexo e para a população homossexual do DF.

  • - Auto-estima e Cidadania: reuniões todos os dias da semana, CinEstruturação, e reuniões com Pais e Parentes de Homossexuais.


NÚCLEOS DO ESTRUTURAÇÃO Direitos da Criança e do Adolescente

1-DE LÉSBICAS

2- DE AFRO-DESCENDENTES

3-DE BISSEXUAIS (BIS)

4-DE JOVENS(OI)

5- DE TRANSGÊNEROS E TRANSEXUAIS

6- DE SURDOS E SURDAS


Conceito de Homossexualidade: São homens e/ou mulheres que orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

“É um jeito de ser que não pode ser de outro jeito”

Marta Suplicy


PRECONCEITO: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.Idéia preconcebida, intolerância. Uma  opinião que é aceita  sem contestação e com tanta força que resiste a qualquer argumento racional. O preconceito enraíza-se maisfacilmente naqueles que já estão favoravelmente predisposto a aceitá-lo.

DISCRIMINAÇÃO: Ação de tratar de modo diferente, injusto e desigual aqueles que deveriam ser tratados de maneira igual baseados em critérios normalmente aceitos  nos paísescivilizados. É a conseqüência do preconceito.


REFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS e LEGAIS: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

1- CONSTITUIÇÃO FEDERAL : Artigo 3º

Promover o bem de todos e todas sem preconceito

de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Artigo 5ºTodos são iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza

Artigo 227... É dever da família,da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente ... O direito à vida, à saúde ... À dignidade,, ao respeito à liberdade ... Além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação... Violência, crueldade e opressão .

2- Lei Orgânica Do DF: Artigo 2º parágrafo Único, Ninguém pode ser discriminado por raça, idade e orientação sexual. ( Lei nº 2.615 / 00).

3- Conselho Federal de Medicina em 1985, retira a palavra Homossexualismo da classificação de doenças.

4- Conselho Federal de Psicologia, em 1999, lança uma portaria: caracteriza infração ética os Psicólogos que “Curam” Homossexuais.

5- Dia 25 / 05, o Governo Federal lança o Programa Brasil sem Homofobia.


  • DIVERSIDADE SEXUAL: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

  • Homossexual masculino, gay, boiola, “bicha”, “viado”

  • Homossexual feminino, lésbica, entendida, “sapatão”.

  • Bissexuais masculinos e bissexuais femininos.

  • IDENTIDADE DE GÊNERO

  • Transgêneros, TRAVESTIS, TRANSEXUAIS MASCULINOS E FEMININOS.


  • Homossexualidade: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.MITOS E ESTIGMAS

  • O poder de influenciar as crianças/adolescentes.

  • Ligar a casos de pedofilia.

  • Todo gay quer ser mulher e toda lésbica quer ser homem.

  • São “promíscuos” e pensam em sexo 24 h.

  • É uma aberração, uma pouca-vergonha.


HOMOSSEXUALIDADE X HOMOSSEXUALISMO orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

SEXO BIOLÓGICO X PAPÉIS DE GÊNERO

ORIENTAÇÃO SEXUAL X OPÇÃO SEXUAL


VULNERABILIDADE SOCIAL : orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

Violências psicológicas, físicas, intrafamiliar ( invisibilidade), bullying.( ambiente escolar)

baixa-auto estima, isolamento social, saúde mental comprometida.

Homofobia internalizada


SUPERAÇÃO DA HOMOFOBIA: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

VISIBILIDADE ( Paradas)

Fortalecimento da auto-estima e das identidades( espaços de convivência homossexual p/ compartilhar experiências, trocar informações, exercitar a afetividade.

EDUCAÇÃO SEXUAL ( SEXUALIDADE X SEXO, RELAÇÕES DE GÊNERO, AMPLIAR OS PAPÉIS SOCIAIS DE MENINOS E MENINAS)

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS


DESAFIOS/ESTRATÉGIAS: orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

Sensibilizar os atores que compõem a rede de atenção à criança e ao adolescente e incorporar em suas agendas políticas a promoção e proteção da diversidade sexual como direito humano.

Articular e Efetivar Parcerias solidárias entre ONGs GLBTs e ONGs de defesa e promoção dos direitos da criança e adolescente na formulação e fiscalização das políticas públicas que ampliem e consolidem o ECA.


BEIJAÇO orientam o seu desejo afetivo-sexual por pessoas do mesmo sexo.

NO LIBANUS